A Linhagem - Camila Dornas

“A linhagem” conta a história de Evangeline, uma jovem menina, que tem um poderoso dom de controlar os elementos da natureza e que é totalmente diferente de todas as meninas de Londres da sua época, que é no século XVIII. Além de ter poderes sobrenaturais, ela despreza totalmente a forma como as mulheres eram tratadas na época e, sendo forte, corajosa e firme, ela não consegue suportar a ideia de ser submissa a um homem.
Julian Bennett, o pai de nossa protagonista e um dos homens mais importantes da Inglaterra, é um cara inescrupuloso, arrogante, que trata a filha como uma pária por ela ter poderes especiais, e por lembrar muito a sua mãe. São tantas características ruins que ele tem, que já dá para se imaginar que ele não é um cara muito bom. Como nossa protagonista perdeu a mãe muito cedo, ela tem Morgana, uma das criadas da residência, que sempre a amou e a trata como filha, e sabe dos seus poderes.

Pouquíssimas pessoas sabem dos poderes de Evangeline, são elas: seu melhor amigo Albert, Genevieve, que é uma amiga de infância, Morgana, que é quase uma mãe para ela, e o seu pai (que despreza totalmente os poderes da filha a ponto de preferir a ver morta a alguém descobrir que seu nome pode estar ligado a bruxaria por conta da filha).
Com o pai de nossa protagonista arranjando um casamento forçado para ela, vemos que Evangeline encontra problemas muito grandes em esconder seu segredo já que seu noivo é irritante e consegue a tirar do sério. O que Evangeline não contava é que ela pode acabar descobrindo outros tipos de sentimentos quando conhece Henry, o novo empregado, e que podem existir outras pessoas com o mesmo dom que ela.

“A linhagem” é narrado em primeira pessoa, pela visão da personagem principal, o que foi bem legal, já que assim podemos acompanhar um pouco dos seus pensamentos . O livro é cheio de acontecimentos, fazendo com que a trama não fique parada nem por um segundo. Este é um livro que consegue nos despertar diversos tipos de sentimentos, ora raiva, ora alegria, etc.
A narrativa é rápida e fluida, fazendo com que a gente não consiga parar de ler até chegar ao fim. Com uma mistura de ação, magia, mistério, intrigas e um romance com cenas mais quentes, somos levados a esse universo criado pela autora, que pesquisou bastante sobre a época e passa isso para a gente no decorrer do livro.


A capa é muito bonita, e foi uma das coisas que primeiro me chamou a atenção, já que amo capas de livros. A diagramação está perfeita com letras espaçadas para que a gente consiga ler por mais tempo sem cansar a vista, além de páginas amareladas, que também ajudam bastante na hora da leitura.
Recomendo este título para todas as pessoas que gostem de romance de época, com cenas mais quentes, várias intrigas, reviravoltas, uma pegada sobrenatural e muitos mistérios, em uma narrativa rápida e gostosa que consegue nos prender, além de ser divertida e surpreendente.
Avaliação



>> Esse post está participando do Top Comentaristas Nº 16 - FORMULÁRIO

>> Confira essa resenha no Skoob


Comente com o Facebook:

16 comentários:

  1. Quando vi essa capa, também fiquei encantada, mas até agora ainda não tinha lido nenhuma resenha a respeito de "A Linhagem". Não sabia que se tratava de uma história de época e devo dizer que com suas observações eu cheguei à conclusão que esse enredo tem todos os ingredientes que me agradam: sobrenatural, romance (até mais "hot"), muitos acontecimentos que não deixam a história esfriar e narrativa fluida. Foi muito bom saber mais sobre esse livro, que às vezes até poderia passar despercebido, não fosse uma resenha tão bem fundamentada como a sua.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, esqueci de novo: vanildarm@hotmail.com

      Excluir
  2. Olá,

    Eu já venho querendo ler esse livro já faz um booom tempo, principalmente por causa de alguns spoilers rs, mas, eu até gosto, porque acaba deixando a pessoa mais curiosa, e quanto mais curiosa, mais legal vai ficar leitura, fica muito mais interessante. Em uma resenha que eu vi, tinha um trecho desse livro, que eu achei muito lindo: "No meu último suspiro, quando sentir a vida deixar meu corpo, a última coisa de que me esquecerei será o modo como me olha agora." Eu sou romântica, não posso ficar lendo essas coisas, vou ficar mais melosa ainda rs.
    Mas enfim, A Linhagem parece ser um livro bastante bom, tem um tema legal, esse negocio de poderes especiais, eu adoro, amo *-* E capa? Adorei, e pra mim, a primeira coisa que me chama a tenção é a capa, então, estou apaixonada pelo livro antes mesmo de lê-lo rs. "Cenas mais quentes, várias intrigas, reviravoltas, uma pegada sobrenatural e muitos mistérios" é uma combinação perfeita para um livro *-* Adorei a resenha :)

    Beijos, Andressa.

    Email para contato: Andressa_100.147@hotmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esqueci: “Chance Extra – Estou seguindo todas as contas no Twitter e quero mais uma chance para concorrer ao sorteio!” @AndressaPalmaS

      Excluir
  3. Eu simplesmente amo livro sobrenaturais, de todas as formas possíveis que o sobrenatural de apresenta na arte. Esse livro em especial me chama atenção porque ele se passa em Londres, na época vitoriana que muito me atrai, por razões que ainda desconheço rs!
    Outro aspecto que me chamou atenção foi a personagem ser praticamente uma feminista, que é algo raro para época. Isso é ótimo em uma época que as mulheres eram como vacas de presépio =P

    Louca para ter esse livro logo, e espero que assim seja hehehe!
    Miquilis: Bruna Costenaro

    P.s Estou seguindo todas as contas no Twitter e quero mais uma chance para concorrer ao sorteio! @BruFinland

    ResponderExcluir
  4. Eu amei este livro!
    Acho que a autora soube como prender o leitor do começo ao fim.
    A única coisa que me chateou é que não tem continuação.... ou pode ter, pois, para mim, o final ficou meio em aberto.

    Adorei sua resenha, me fez relembrar um pouco desta leitura maravilhosa!

    Bjo^^

    Rockanapcm1@gmail.com
    rock_anapcm
    https://www.facebook.com/rockanapcm

    Ps: Estou seguindo todas as contas no Twitter e quero mais uma chance para concorrer ao sorteio! @rock_anapcm

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou seguindo todas as contas no Twitter e quero mais uma chance para concorrer ao sorteio! @rock_anapcm

      Excluir
  5. Conheci o livro A Linhagem através de uma promoção em conjunto entre as autoras Camila e Dornas e Denise Flaibam, esta autora de Os Mistérios de Warthia. Me intriguei pela história tão logo li sua sinopse, mas nunca passou realmente disso.

    Logo que vi a capa pela primeira vez curti a mesma, pois adoro modelos em capas, mas depois criei algum tipo de problema com o fato dela parecer estar voando ou executando algum passo de balé. (?)

    Lendo a resenha agora vejo que o livro possui muitos elementos que eu gosto, e alguns que eu desgosto bastante. E isso tudo me deixou novamente intrigada, dessa vez sobre o resultado que foi obtido com essa mistura de elementos. Iria eu amar ou odiar ler o livro? Ser indiferente, talvez? A resposta eu não sei, ainda, mas saberei em breve. Por que? Bom, porque agora eu preciso ler ele.

    Att.,
    Eduarda Henker
    equipesomaisum@gmail.com
    http://blogsomaisum.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. “Chance Extra – Estou seguindo todas as contas no Twitter e quero mais uma chance para concorrer ao sorteio!” @equipesomaisum

      Excluir
  6. Estou louca por esse livro desde que uma colega do curso, que conhece a escritora, contou-me sobre ele.
    Tive o prazer de conversar com a escritora pelo face e compartilhar de gostos em comum, mas infelizmente meu orçamento é sempre baixo e ainda não consegui comprar o livro, que é um dos meus mais desejados esse ano.
    Além da capa perfeita, a história trás um diferencial na narrativa, que apesar de ser em primeira pessoa, não dá a impressão da protagonista ter baixa autoestima e se mostrar dependente de um amor, que é o que comumente vemos em livros narrados em primeira pessoa. Eu gosto de protagonistas fortes, guerreiras e corajosas, como Evangeline aparenta ser. Não posso afirmar com certeza, pois ainda não li o livro.
    Essa é uma história que me conquista ainda mais a cada resenha lida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como não tenho acesso a redes sociais no serviço, só pude acessar o twitter agora.

      Rita Cruz
      ritacruz17@gmail.com

      Chance Extra – Estou seguindo todas as contas no Twitter e quero mais uma chance para concorrer ao sorteio! @RitaCruz666

      Excluir
  7. Bom, eu li o livro e não gostei, rs'. A maioria das pessoas amou mesmo que nem você, mas eu não consegui acreditar em nada. Eu achei os personagens todos perfeitos demais sabe?! Todos os personagens eram lindos demais, não tinham nem defeito físico nem de caráter, pelo menos os 'mocinhos'. Eu mesma defendo muito a ideia de que todo mundo tem um lado bom e outro ruim, ninguém é totalmente mocinho ou vilão, mas Ok.

    Tbm achei tudo muito clichê sabe?! Aquele típico romance entre pessoas ricas e pobres, mas que se amam e tem uma atração iminente e tal. Não acreditei nisso nem por um segundo. Muito clichê essa coisa de ter o cara que a família quer, rico e tal e o outro que é pobre demais pra ela, mas que ela ama, e é mais humilde tbm. Isso é um clichê cara, nem eu aguento mais isso >.<

    Com relação a capa eu achava ela bonita, perfeita, mas olhando melhor tá muito na cara que a modelo foi posta lá, sabe, como uma montagem mesmo. Nem mesmo gostei da protagonista, apesar de valente e tal ela realmente me irritou. Eu não vou com a cara dela. Rapaz, achei que o casal tinha até química nas horas mais 'quentes', mas fora isso eu achei o rapaz muito bonsinho, cadê os defeitos poxa, ninguém é perfeito!!!!!! Eu realmente não gostei do livro, realmente não, mas é questão de opiniao, afinal o povo leu e gostou demais...

    Inês Gabriela A.
    gabiserelepe@hotmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. “Chance Extra – Estou seguindo todas as contas no Twitter e quero mais uma chance para concorrer ao sorteio!” @46Kju

      Excluir
  8. P.s Estou seguindo todas as contas no Twitter e quero mais uma chance para concorrer ao sorteio! @BruFinland

    ResponderExcluir
  9. Sou suspeita, não gosto de romances de época. Pelo cenário e pelas palavras mais antigas usadas para narrar a obra ela se tornam cansativa pra mim. O que eu acho que não aconteceria se eu lesse "A linhagem", pois me parece um livro, que embora sejarra narradi em outra época agrega "as premissas de agora", digo os poderes sobrenaturais.

    Lendo a sua resenha me lembrei de um livro nacional que eu amei, que é "O Pássaro" da Samanta Holtz, também é um livro de época e fiquei morrendo de medo de me tornar parceira da autora e não conseguir terminar de ler, pelo contrário hoje ele é um dos meus livros nacionais preferidos. Inclusive na trama a personagem sofre os mesmos problmas que Evangeline aqui, a frieza do pai e a imposição de um casamento arranjado.

    Simplesmente estou morta de curiosidade sobre A linhagem e sobre Evangeline!


    nasproximaspaginas.blogspot.com
    raah_varella@hotmail.com

    ResponderExcluir
  10. Amei *-*
    Romances de época são encantadores ♥ Fiquei bem curiosa pra ler A linhagem..
    Com uma pegada sobrenatural, um romance meio que proibido, um pai carrasco e grandes mistérios envolvendo tudo que tornam a narrativa fluida e emocionante *-*Doida para descobrir os segredos que envolvem a historia de Evangeline..
    Amei a capa achei magica ♥
    Bjus

    ResponderExcluir