A Poção Secreta - Diário de uma Garota Alquimista #01 - Amy Alward


Quando o assunto são livros eu gosto de quebrar a cara e ser surpreendida. Porque eu achava que sabia o que esperar do livro A Poção Secreta, escrito pela inglesa Amy Alward, publicado pelo selo Jangada, já que suas primeiras páginas seguiam o padrão infanto-juvenil de fantasia, mas eis que tudo toma um rumo diferente e eis que ele não é o que eu esperava,  pronto essa é a diversão de um bom livro!

Samantha Kemi é uma aprendiz de alquimista que é surpreendida por um pedido inusitado: participar de uma caçada para encontrar uma poção- antídoto que curasse a princesa do Reino de Nova que acidentalmente tomou uma poção do amor e apaixonou-se por si mesma. Ela vê na Caçada Selvagem uma oportunidade para reerguer a loja de poções da família além de orgulhar seus ancestrais. Para fazer sua poção ela terá que enfrentar perigos além das fronteiras de Nova em zonas selvagens, além de uma corporação tecnológica que produz poções sintéticas. Mas seu pior inimigo talvez seja algo que ela jamais imaginou, seu próprio coração, ela será capaz de resistir a ele?

Alward escreveu sua narrativa em primeira pessoa nos capítulos narrados por Samantha, alternados por outros escritos em terceira pessoa sob a ótica da princesa Evelyn. O trabalho gráfico da editora é lindo, as texturas da capa e a diagramação transmitem a doçura do livro. E eis um pequeno engano que isso trás, eu achei que o clima do livro seria assim fofinho e leve, mas eis que existe muita aventura e ação ao longo da narrativa. Muitos lugares são visitados, diversas criaturas surgem como sereias e unicórnios, e tudo menos o óbvio estão entres os parágrafos.

O mundo construído pela autora parece seguir o padrão medieval quando a realeza é evocada, mas não se engane, ao mesmo tempo que tradições que rementem a essa época são narradas temos também a tecnologia com celulares e computadores, mesclados ainda com magia. O que pode até soar bagunçado, mas não é, a autora soube juntar todos estes elementos de forma a parecerem que sempre existiram juntos. Embora ela tenha uma crítica a tecnologia já que esta fez com que poções sintéticas existissem e deixassem de ser orgânicas. Este aspecto é trabalhado através da família Kemi que ainda persiste em sua pequena loja em fabricar estas poções de forma tradicional, e com isso sofre com falta de clientes por ficar para trás.

Zain Aster é o melhor amigo da princesa, e também herdeiro da corporação Zoroaster. E por boa parte da trama não conseguimos saber para que 'lado' ele trabalha, se tem de fato um bom coração que não concorda com os feitos do pai, ou se apenas esta simulando para ganhar a caçada. Esta resposta surge apenas nas páginas finais.

Sam sonha estudar na universidade, mas como única herdeira do conhecimento alquímico do avó, e diante do pouco dinheiro da família, ela aceita ficar trabalhando na loja enquanto todo investimento fica na sua irmã, que é uma talentosa, ou seja, possui magia. Quando a caçada surge ela vê a oportunidade de ganhar dinheiro e ajudar a família, mas mais que isso de sair da loja e conhecer o mundo que tanto anseia. É muito inteligente e inocente, seu pensamento rápido aliado ao conhecimento salvam tanto sua própria pele quanto das que a cercam.

A família Kemi é bem interessante, o avô tem um forte ranço do passado com os criadores das poções sintéticas, fato este que depois Sam deve explorar para conseguir vencer; a irmã é uma jovem muito doce que embora sempre protegida é capaz de coisas que nem ela sabe; já os pais apoiam tudo que a filha decide fazer, e acreditam cegamente em seu talento.

Kirsty é uma coletora, ou seja, ela coleta os ingredientes necessários para as poções. Ela é quem leva Sam para o mundo atrás dos possíveis ingredientes para o antídoto. É destemida, não tem medo do perigo ou da dor. Acredita sem dúvidas que Sam é capaz, alias que é a única capaz de fazer esta poção. Já Anita é a melhor amiga de Sam e também está na caçada, embora seja uma concorrente coloca sua amizade acima de tudo.

Existe um pequeno romance, e é ele quem vai de fato auxiliar Sam com a poção, afinal como fazer um antídoto para uma poção do amor sem nunca ter se apaixonado? É muito delicado como cada ingrediente encontrado é remetido a um item do amor.

A Poção Secreta é uma aventura por lugares mágicos e sentimentos verdadeiros, é sim uma fantasia, mas também é um leve crítica sobre a tecnologia acima das tradições e natureza. É sutil, delicado e envolvente, como uma poção do amor, a leitura vai nos envolvendo, e quando terminamos estamos nada mais do que apaixonados por esta estória neste mundo que porque não poderia ser o nosso?!

Esta série ainda conta com mais dois livros, A Poção Perdida e A Poção Mortal, todos publicados aqui no Brasil.

Avaliação