Pax - Sara Pennypacker

A primeira coisa que me chamou bastante atenção neste volume foi a linda capa, que, só de olhá-la, já me deu vontade de conhecer mais o livro. Claro que a sinopse foi o que realmente me encantou e me fez começar a ler essa história o mais rápido possível, mas uma bela apresentação (ilustração + capa dura) sempre ajuda.
Em Pax conhecemos a história de Peter, um menino que perdeu a mãe e que adotou uma raposa quando ela ainda era um filhote, e se tornou inseparável da mesma, já que criaram uma bela amizade. Porém, quando a guerra estava se aproximando, seu pai, um homem com temperamento forte e agressivo, foi lutar, fazendo com que Peter tivesse que ir morar com o seu avô. Por conta disso, seu pai o obrigou a devolver Pax para a natureza.
Quando Peter chega à casa de sua avó, tem que se adaptar a uma nova cidade, porém ele se sente culpado por ter deixado o seu amigo para trás, e sente muita falta de Pax. Então resolve voltar ao local em que seu pai a deixou para poder tentar recuperá-la. Com isso, ele faz a sua mochila e vai atrás do seu fiel amigo. Já Pax, quando foi largada na floresta, teve que se adaptar a um ambiente em que não estava acostumada. Sendo uma raposa domesticada, ela teve que conhecer melhor os seus extintos para sobreviver no local, sempre tentando a todo custo encontrar o caminho de casa para rever o seu amigo.
Nessa jornada que ambos acabam entrando, eles vivem novas experiências, encontram dificuldades, mas também encontram amigos que vão lhes ajudar. Vemos o amadurecimento de ambos os personagens, já que eles saíram de sua zona de conforto e tiveram que enfrentar seus problemas, principalmente o Peter, já que ele era um menino submisso que aprendeu a demostrar suas vontades e criou autoconfiança.
Esse volume também nos mostra, de uma forma mais leve, como a guerra influencia na vida de uma criança, e, por esse motivo, encontramos em todos os momentos reflexões sobre a vida e sobre superação. Confesso que chorei em várias passagens do livro, já que sou bem emotiva e essa é uma história tocante, que deixa a gente com o coração mole.

A narrativa é alternada entre o ponto de vista de Peter e de Pax, o que foi bem legal, já que assim entendemos os dois lados da separação. Foi bem difícil para os dois terem que enfrentar o desconhecido, e muito bacana podermos entender estes lados. Com um pano de fundo maravilhoso, esse volume nos prende do início ao fim, com uma história rápida e fluida sobre amizade, amor, superação, entre outras coisas que encontramos ao ler esse título.
A edição nacional, publicada pela Intrínseca, está um arraso! A capa original, que é maravilhosa, foi mantida, e ganhou um acabamento soft touch (emborrachado) na edição impressa, que também possui capa dura, uma folha de guarda linda, e muitas ilustrações adoráveis no miolo, feitas por Jon Klassen. Além disso, no começo de cada capítulo há uma silhueta desenhada de um menino ou de uma raposa, representando quem é o narrador do momento, e as páginas são amarelas. Depois vou atualizar o post com fotos para vocês poderem apreciar a beleza do exemplar.
“Pax” nos prende com facilidade desde a primeira linha, e conta com personagens maravilhosos, uma amizade muito forte que consegue nos demonstrar como o amor nos move, e também nos mostra com a guerra afetou as crianças. Esse é um livro tocante, que vale a pena ser lido, já que é uma história sensacional, que nos cativa e inspira em todos os momentos. Com várias reflexões e lições sobre a vida, Pax e Peter vão conseguir te conquistar, e eu não poderia deixar de recomendar a obra a todos.
 Avaliação





Comente com o Facebook:

3 comentários:

  1. Estou doida pra ler esse livro, curto muito uma história também narrada pelo ponto de vista do animal, parece ser bem emocionante e cada resenha que leio dele me deixa ainda mais curiosa em conferi essa história.

    ResponderExcluir
  2. É bom mudar um pouco os gêneros literários né?
    As vezes canso de ler só romance romance romance rs...
    Esse livro parece ser lindo e bem emocionante.
    Estou super curiosa e sua resenha me deixou ainda mais interessada.
    Parece ser uma leitura delicinha, na medida certa.
    Acredito que vou me surpreender bastante com a obra.
    Espero conhecer em breve.
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  3. Que relação linda a de Peter e Pax !! O livro realmente parece ser muito emocionante!! Um livro que mostra a relação de amizade e respeito do ser humano com a natureza!! Quero muito ler para saber como se desenrola o desenvolvimento de cada um dos personagens!! A trajetória de cada um!! O reencontro!! Por que vai ter reencontro, né?? Já quero ler!!

    ResponderExcluir