O Começo do Adeus – Anne Tyler


O livro começa com essa frase: “A coisa mais estranha sobre a volta da minha esposa do mundo dos mortos foi a reação das pessoas.” O que a gente espera disso? Eu estava esperando algo mais voltado para o espiritismo, mas não foi isso o que encontrei. Aliás, achei o começo bem estranho, mas continuei lendo para ver no que ia dar.
“O Começo do Adeus” é narrado por Aaron, um homem de meia-idade, que conheceu Dorothy, uma mulher tímida e recatada com quem se casou e teve uma vida feliz até que, em um acidente em sua casa, ela morre e ele começa a sentir um grande vazio dentro de si. Mas parece que nem tudo está acabado, já que ele passa a vê-la em vários lugares, o que de certa forma acaba fazendo com que ele se sinta melhor, ajudando-o a sobreviver em meio a dor.
Conteúdo simples e de fácil entendimento, não possui muitas reviravoltas nem grandes emoções, mas as que têm nos fazem refletir sobre a vida e sua forma, de como é simples estarmos vivendo, e a autora conduziu tudo de forma racional e com uma ponta de romantismo.
O livro é sincero, e gostoso de ser lido. Por ser pequenino, tem apenas 206 páginas, a leitura acaba rapidamente. Não é muito repetitivo, e retrata a vida de um ser humano que passou por tantas coisas ruins. Porém, eu gosto mais de obras que retratam o amor de forma mais profunda e que tenham um conteúdo mais movimentado.
Anne Tyler soube incluir diversos pontos reflexivos em seu texto, o que acabou sendo bastante positivo. Mas, os personagens não foram muito explorados, e isso foi um ponto negativo, já que eu gosto de me envolver mais com os personagens das histórias que estou lendo.
A narrativa é meio lenta e, apesar da autora escrever muito bem, a história não me conquistou como imaginei que faria. Mas eu gostei do final, pois aconteceu algo diferente do que eu esperava quando comecei a leitura, inclusive porque Aaron passa a ver algumas situações que enfrentou na vida com outros olhos.
A diagramação é simples, mas muito bem feita, como já é padrão da editora. A capa é linda com o título em dourado, e gosto muito mais dela do que na versão original, apesar de não ter tanto a ver com a história assim já que é narrado por um homem e na capa há uma mulher.
Esse é um livro sobre superação, sobre encontrar uma forma de ser feliz apesar de ter vivido diversas situações ruins na vida, é um romance bonito, mas não muito profundo. E recomendo aos leitores que buscam uma leitura assim.
Avaliação



>> Esse post está participando do Top Comentaristas Nº 08 - FORMULÁRIO
>> Esse post está participando da Promoção Fim de Semana Novo Conceito



Comente com o Facebook:

18 comentários:

  1. Nossa eu esperava um livro diferente nao sei porque...

    O que mais me chamou atençao nele foi a capa e o nome...

    Ainda quero ler =)

    bjos
    ma_milesi@hotmail.com

    ResponderExcluir
  2. É a primeira resenha que eu leio desse livro e imaginava algo totalmente diferente. Na verdade nem a sinopse dele eu havia lido até agora. Bem, pela primeira frase eu também pensaria em algo relacionado a espiritismo ou até sobrenatural mesmo, mas você mostrou que não é nada disso. Gostei da sinceridade da sua resenha e se não me engano, a avaliação de duas casinhas é a menor do fim de semana. Bem, não é um estilo de história que eu gosto. Como você, eu também que, se for romance, que seja mais profundo, mais trabalhado. Mesmo o livro tendo poucas páginas, não é um ponto positivo que a narrativa seja lenta, afinal, dessa forma parece que o enredo não evolui. Baseada na sua resenha e na nota final, creio que não é um livro que eu pretenda ler num futuro próximo.

    vanildarm@hotmail.com
    @VanildaP

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. É a primeira resenha que leio sobre esse livro e apesar dos pontos negativos citados, eu achei a história tocante e espero que seja assim quando eu ler o livro. Gosto de histórias simples mas que tragam uma mensagem bonita e esse livro parce que preenche esses requisitos.
    bjs

    Joyce
    joycegadiolli@ig.com.br
    http://entrepaginasesonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. A morte e luto são coisas que tem milhares de visões e formas de lidar. Uma coisa é fato perder um ente querido nunca é fácil, por mais espiritualizado que vc seja, vc sempre acaba encontrando alguma culpa, algo que queria ter dito ou feito...ou que fez se arrepende. Poder rever quem se perde de alguma forma é resolver isso, e me pergunto se a autora não explorou isso, que com certeza é gancho para livros e livros!! Quero lê-lo!

    Miquilis: Bruna Costenaro- bruheadbanger@hotmail.com

    ResponderExcluir
  6. Bom...É agora que todo mundo me chama de insuportável. Odiei essa capa. Sério, só ela já me desanima.
    Acho interessante livros que falam sobre perda, principalmente porque é um tema universal. Todos já passaram ou vão passar por isso e cada um tem sua forma de encarar, então todo mundo acaba se identificando e se colocando na situação, imaginando o que faria.
    Mesmo assim, não tenho muita vontade de ler esse livro.

    Thais Vianna
    @dathais

    ResponderExcluir
  7. Acho que não leria algo assim no momento!Tbm gosto muito de me envolver com os personagens e como isso não ocorro acho que ficaria um pouco frustada >.< Talvez o fato de falar sobre assuntos importantes que nos fazem pensar seja bem atrativo mas sei não ;) Bjus
    szane@hotmail.com

    ResponderExcluir
  8. O que mais me chamou atenção na sua resenha foi você ter dito que tem uma surpresa no final. Adoro livros que me surpreendam. Vou tentar ler nesse feriado e depois poderei dizer com mais precisão o que achei dele.

    Um leve bater de asas para todos!!!!!!!!!!!

    khrysanjos@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  9. Não é a primeira resenha do livro que leio, e por isso já sei que nõ vou gostar muito dele, não faz muito meu tipo de leitura, e a capa também não é lámuito atraente, mas quem sabe...

    @Mayh_fernandes

    ResponderExcluir
  10. Nossa então deve ser incrível! Eu sempre amei livros com mistérios e coisas assim. Só de pensar nas sensações e arrepios que o livro deve passar, já da bastante vontade de ler. Isso que o importante, mas imagino essa narrativa, perfeita! A impressão que sua resenha me passa é que o livro é conquistador com final de quero mais! E com certeza deve passar muitas mensagens! Bjs

    maumauz@live.com

    ResponderExcluir
  11. Não gostei muito da sinopse dele quando foi lançado. Achei um pouco triste. Acho a história muito parada também!
    Por mais que eu goste de um romance, não é muito o meu estilo de leitura.

    Beijos

    Vanessa - nessinha.002@hotmail.com

    ResponderExcluir
  12. Não fiquei muito empolgada em ler. A história não me atrai. Já não gosto muito de histórias tristes, se for meio parada então, eu desanimo...
    leilaschmitz@yahoo.com.br
    @Leila_C_S

    ResponderExcluir
  13. li o livro, mas o achei masi com uma cara de autoajuda e não achei que a capa combinou com a historia!
    @thailadesouza

    ResponderExcluir
  14. Eu já tinha visto esse livro por aí, mas nunca tinha me interessado em saber do quê se tratava... Mesmo ele sendo pequenininho, e a leitura rápida, acho que não o lerei, pois não faz muito o meu gênero.

    brunna_plutao@hotmail.com

    ResponderExcluir
  15. Nossa eu nunca pensei que fosse essa a historia do livro... pensei que pela capa seria narrado por uma mulher e tal... não faz muito o meu gênero literario. Mas vou recomendar a amigos que gostam

    Bjus

    Franlee.alvez@gmail.com
    @fran_alves

    ResponderExcluir
  16. Parece um história bonita, mas muito triste. A capa é bonitinha...

    annagfb@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  17. Eu tenho esse livro aqui em casa, mas ainda não li, vou ler quando tiver tenpo apesar de ver muitas resenhas negativas sobre ele u.u

    ResponderExcluir
  18. Meio triste!!!! ganhei o livro mais ainda não tive vontade de ler acho que é por causa da historia meio dramática!

    xoxo

    ResponderExcluir