A Prisão do Rei - A Rainha Vermelha #03 - Victoria Aveyard

Finalmente chegamos ao terceiro livro da série "A Rainha Vermelha" (clique no título para conferir as resenhas das demais obras), que tanto amo. Claro que assim que me foi possível comecei esta leitura, e agora venho compartilhar com vocês o quanto essa série eletrizante, que já vendeu mais de 250 mil exemplares apenas no Brasil, me conquistou. Como este é um volume mais avançado, a resenha vai conter spoiler dos títulos anteriores, justamente para explicar como chegamos aqui. Se você ainda não leu, corre para começar o quanto antes.
Nesta obra, vemos que Mare Barrow foi capturada e passa os dias presa no palácio. Ela está passando por momentos bem difíceis, já que está em uma jaula com as pedras silenciosas, que inibem os seus poderes, deixando-a fraca, sem força e tendo que obedecer ninguém menos do que o Maven, seu ex-noivo, por quem um dia foi apaixonada. Se isso já não fosse muito ruim, ela ainda é torturada e atormentada pelos seus erros.
Sem ter forças para conseguir fugir, tudo o que resta é esperar que a Guarda Escarlate vá resgatá-la, e, enquanto este dia não chega, ela usa seu tempo perto de Maven para tentar descobrir mais a respeito dele, para saber como o mesmo se tornou essa pessoa má e sem piedade, que faz tudo em nome do poder. Mare não consegue achar nenhum resquício daquele garoto que conseguiu lhe enganar e percebe que a única coisa que ele se apegou daquela vida foi ela, e é somente por este motivo que ele ainda não a matou.
Enquanto isso, vemos a Guarda Escarlate se organizando e treinando bastante para expandir cada vez mais e se prepararem para a guerra. Cal é um prateado em meio aos vermelhos, e mesmo sem decidir para qual lado vai a sua lealdade, a sua única certeza é de que ele não vai parar até conseguir Mare de volta.
Foi muito gostoso acompanhar Mare nesse volume, já que se mostrou forte, determinada e decidida. Mesmo com todas as coisas ruins que aconteceram com ela, vemos que a mesma não desistiu de lutar. Algo bem legal neste exemplar é que temos a visão de outras pessoas além da de nossa protagonista. Acho que isso deu uma enriquecida na trama, pois nos apresentou outros lados e perspectivas.
Com uma história eletrizante, cheia de ação, traição, alianças improváveis, guerra, etc., esse volume consegue nos conquistar do início ao fim com uma trama surpreendente. A única coisa que senti um pouco de falta foi do romance, mas por ser um enredo mais focado na guerra, entendi o motivo de este ter sido deixado de lado.
A capa segue o padrão com as demais da série e é bem linda. Desta vez o fundo na edição impressa é azul metálico e amei! O texto é bem diagramado, com fonte e espaçamentos confortáveis para uma leitura fácil, e as páginas são amarelas.
Sabe aquela história eletrizante, que consegue te conquistar desde o primeiro instante até último momento? Além do mais, conta com ótimos personagens, já que eles foram muito bem construídos, cada um com o seu jeito de ser, nos despertando diversos tipos de sentimentos, e um pano de fundo maravilhoso e cheio de ação, onde não conseguimos desgrudar os olhos da trama nem por um segundo? Então, “A Prisão do Rei” é exatamente assim! Leiam, porque vão adorar! Não vejo a hora de ter em mãos o próximo exemplar para saber como a autora vai desenvolver mais esta trama e como essa história intrigante e envolvente vai terminar.
Avaliação



Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário