Tomando as Rédeas – Canterwood Crest #01 – Jessica Burkhart

Sasha Silver tem doze anos e é dona de uma vocação incrível para a montaria, então ela muda de colégio e agora vai estudar no internato Academia Canterwood Crest que, além de ser mais puxado em relação aos estudos, também tem um ótimo programa de hipismo e é onde ela poderá ser uma amazona ainda melhor para fazer parte de uma ótima equipe e ganhar competições.
Mas agora Sasha vai precisar lidar com meninas extremamente competitivas que são capazes de qualquer coisa para vencer e não pouparão esforços para atrapalhar todas que estiverem em seus caminhos. Tudo isso enquanto treina com seu cavalo, estuda bastante para manter suas notas altas, tem uma nova vida social mais agitada, e fica interessada por um garoto que é a cara do Zac Efron! Será que Sasha vai conseguir lidar com toda esta pressão e ainda se sair bem?
Achei Sasha bem madura para a idade dela, ela não faz drama desnecessário quando as coisas dão errado, muito menos as pequenas coisas, sabe lidar bem com problemas e aborrecimentos que surgem em seu caminho, até mesmo com as implicâncias e provocações causadas por outras pessoas invejosas que fazem brincadeirinhas de mau gosto, lindando com tudo com bastante superioridade e não se abalando por isso. E é bem tranquila com relação a garotos, não entrando em crise ou falando um monte de besteiras quando está na presença de um menino legal que ela acha lindo, pelo contrário, ela é bem espirituosa e até sabe flertar bem. A única característica mais infantil de Sasha é ser viciada em gloss labial e dar bastante importância a eles, mas isto dá um ar mais divertido à menina.
Charm é um cavalo encantador e, só de conhecê-lo, fiquei com vontade de ter um também! Hahaha Ele é fofo e inteligente e ajuda bastante nossa protagonista quando ela precisa, seja nas competições e provas, seja a lidar com as coisas do dia a dia, já que ele é seu porto seguro.
Logo que entra em Canterwood Crest, Sasha faz amizade com duas meninas bem diferentes, Paige, sua colega de quarto nova-iorquina, e Callie, uma amazona que, assim como Sasha, está sempre treinando com seu cavalo para mudar de nível e, assim, fazer parte da equipe da escola nas competições. Ambas são adoráveis e gostei muito de poder conhecê-las. A relação de Sasha com a família é ótima e eles lidam com ela de forma madura também, não a tratando como uma criança pequena, o que achei bacana.
É claro que, para uma história deste estilo ficar completa, existe o grupo rival de Sasha, com sua nova arqui-inimiga, Heather, e suas duas melhores amigas, Júlia e Alison, mais conhecidas como ‘o trio’.
Tem início de um interesse amoroso, mas ainda não acontece nada além de estarem se conhecendo melhor, e é uma relação bem inocente. Achei isso ótimo por conta da idade dos personagens, além de ter sido bem fofo. Mas acredito que possa haver algo mais nos próximos volumes da série.
Mesmo este sendo um livro mais infantil, as atitudes do adulto sr. Conner, o instrutor de hipismo, foram muito fúteis. Já que ele era meio carrasco e rígido e se mostrou assim no começo, tinha que perceber o comportamento das meninas do hipismo, tanto individualmente, quanto em equipe. Era seu trabalho e função notar, principalmente quando elas faziam debaixo de seu nariz e ele ainda recebia diversas denúncias anônimas, que algumas garotas estavam atrapalhando o desempenho e a concentração das outras intencionalmente e com atitudes bem infantis, então negligenciar a má conduta de uma delas foi muito errado.
Este é um livro curto, tem menos de duzentas páginas, e é bem gostoso, então a leitura é avançada num ritmo bom e agradável. Eu gostei da escrita de Burkhart e do desenvolvimento da história e adorei a protagonista, mas esta obra é realmente voltada para um público mais jovem, então o leitor tem que ter esta idade ou curtir este tipo de leitura para poder aproveitá-la corretamente.
Por Sasha ser uma amazona e estar estudando em um colégio interno, onde há uma equipe de hipismo que ela faz parte, há muitas cenas envolvendo cavalos, tratamentos e competições. O que é muito interessante por um lado, já que eu gosto disso, apesar de não saber nada do assunto, e também é bacana porque nunca havia lido nada neste meio. Mas, por outro lado, alguns termos e expressões utilizados pelos personagens não são de conhecimento geral, e só são entendidos por pessoas que tem um mínimo de entendimento da área, então eu não entendi grande parte destes detalhes, e acho que teria sido melhor se houvesse nota do tradutor ou do editor, explicando aos leitores, principalmente por se tratar de um livro infantil.
Inicialmente esta obra tinha sido escrita por Jessica como um projeto de uma das disciplinas que estudava na faculdade, onde ela recebeu um desafio de escrever um livro em trinta dias. Talvez por conta disso, este volume tem um final e poderia ter sido um exemplar único, sem continuações, mesmo que deixe em aberto possibilidades para a história continuar. Então, caso você esteja buscando um livro individual, pode ler este sem problemas, e se tiver vontade de continuar acompanhando a vida de Sasha, poderá acompanhar o restante da série, que tem DEZOITO volumes (!!!) mais dois livros extras, sendo que no Brasil só foram lançados três.
A capa deste livro é bem legal e representa bem a história (exceto pela mão da mulher, já que parece de uma pessoa muito mais velha do que Sasha, que só tem doze anos), a versão impressa tem verniz localizado na menina, no título e na logo da editora. A diagramação interna também está muito bem feita com um detalhe gráfico ao lado do número de cada capítulo, fonte e espaçamento em tamanhos confortáveis, e ainda conta com páginas amarelas.
Os capítulos deste livro têm título, o que eu geralmente curto, mas neste caso eram muito reveladores, então, na maioria das vezes, a gente já sabia o que de mais importante iria acontecer naquele momento, o que é ruim porque acaba tirando toda a surpresa.
Recomendo a leitura de “Tomando as Rédeas” para todos os leitores que buscam uma deliciosa história infantojuvenil com personagens encantadores, um cavalo fofo e o mundo das competições e treinamentos do hipismo.

Gostou da resenha? Adquira seu exemplar COM DESCONTO clicando aqui! :D
Avaliação



Comente com o Facebook:

Um comentário:

  1. Oiieee! Gosto muito de livros mais infantis e este despertou o meu interesse. Nunca li nada com cavalos, pelo menos não com competições e tudo mais. Gostei de saber que a protagonista é madura. Beijinhos

    ResponderExcluir