O Tempo entre Nós – Time Between Us #01 – Tamara Ireland Stone

Anna tem dezesseis anos em 1995 e vive em Evanston, Illinois. Bennett tem dezessete em 2012 e mora em São Francisco, na Califórnia. Eles nunca deveriam ter se encontrado, mas ele pode viajar no tempo e algumas circunstâncias os levaram a se conhecer. Eles também não deveriam se apaixonar, mas o sentimento falou mais forte.
“Passei a noite toda pensando sobre como isso vai acabar, mas neste momento só há uma coisa em que quero pensar: vai ter um meio antes do fim.”
Destino ou um mero acaso? Agora eles querem ficar juntos, mas alguns fatores conspiram contra. Será que vão conseguir burlar a barreira espaço-tempo por um período suficiente para serem felizes ou esta vai ser a ruína dos dois?
Estou apaixonada pela história criada por Tamara, por seus incríveis personagens, pelo romance, pela capa, por tudo. Com certeza este livro entrou para a minha lista de preferidos e melhores do ano. <3 Eu amo o assunto viagem no tempo, então sempre que vejo obras sobre isso já fico louca de vontade de conhecer. E fico super feliz quando vejo que a leitura é tudo aquilo que eu esperava ou mais.
Esta história é, basicamente, um romance muito bem escrito e desenvolvido, então a parte de viagem no tempo funciona muito bem como pano de fundo e como parte essencial do relacionamento amoroso do casal, mas não esperem que o fato de Bennett viajar no tempo seja o mais importante, que seja parte de algo maior ou que haja explicações sobrenaturais ou ficção científica, porque isso não acontece, o que tem destaque é o amor que nasce entre eles. Porém, isto não faz nenhuma falta já que a trama de Tamara é perfeita assim, justamente como ela é.
O começo tem um tipo de prólogo que me deixou muito curiosa, e acho que a autora escolheu o momento certo para revelar o que aquilo significava e ainda gostei muito que tenha encaixado para as coisas funcionarem de forma diferente e certa.
O relacionamento do casal é sincero e bem realista, mesmo que, tecnicamente, eles sejam de épocas diferentes. E aconteceu de forma natural, com eles se conhecendo, a demora a começarem algo por motivos pessoais de Bennett, depois os sentimentos foram se fortalecendo, dando espaço para eles ficarem juntos, mas também serem normais, com brigas bobas, inseguranças e certezas, e vai evoluindo conforme as páginas vão sendo avançadas de um jeito que parece que estamos acompanhando tudo aquilo de perto, como se fosse mais real do que um livro de ficção.
E gostei especialmente da química entre Anna e Bennett. Eles se completam. Anna sempre quis sair de Evanston para conhecer o mundo, Bennett pode (e vai) viajar para qualquer lugar que quiser quando deseja. Ela gostaria de uma aventura ousada, ele busca uma vida mais calma e segura. Anna é decidida , Bennett é um doce.
“Quando estou aqui, nós dois temos a vida que queremos. Você tem sua aventura ousada, e eu tenho meu nada perfeitamente aceitável. E, mais importante, temos um ao outro.”
A narrativa está em primeira pessoa por Anna e eu gostei muito dela e de poder acompanhar a história sob seu ponto de vista, ela tem atitudes coniventes com a idade e com a situação que se encontra de se apaixonar por alguém que não é apenas de outro estado ou país, mas de uma época distinta, sendo madura em alguns momentos e infantil em outros. Me identifiquei com ela, ou com o meu eu na idade dela. E Bennett é uma graça e muito adorável, não tem como não ficar apaixonada por ele.
Adorei todos os personagens, que são gente como a gente. O leitor consegue se identificar facilmente com alguma personalidade ou pelo menos alguma das atitudes de um deles. A relação de Anna com a família é ótima e também gosto muito de seus melhores amigos, Emma e Justin. Sabemos que Bennett tem uma ótima relação com sua irmã, que é um amor de pessoa quando o assunto é sua avó, e que a relação com os pais é meio complicada, mas não podemos acompanhar esta parte tão bem por conta da narrativa ter sido feita pelo ponto de vista de Anna, e ela nem chega a conhecê-los pessoalmente.
Esta história nos mostra que sempre devemos ir atrás do que queremos, mesmo que as outras pessoas não achem correto, ou mesmo ideais, o que importa na verdade é o que queremos e o que nos deixa felizes.
 “Por mais que eu saiba que é tudo verdade e que é incrivelmente estúpido se sentir atraída assim por alguém que nem é daqui, alguém que, quando partir, não estará a uma mera viagem de avião de distância, levanto as mãos do tapete Berber, toco as costas dele e o puxo para mim até estar espremida contra a estante. Porque agora ele está aqui. E porque tenho certeza de que não quero que isso acabe. Nunca.”
O ritmo da narrativa é mais calmo, mas a forma que Tamara usou para contá-la faz com que as páginas fluam muito bem. A escrita da autora é maravilhosa, daquele tipo que, mesmo simples, consegue nos prender às páginas, desejando cada vez mais e nos envolvendo de uma maneira que não dá para largar. Stone também soube construir bem a ideia dela de viagem no tempo, e, mesmo que as explicações tenham sido simples, foram bem satisfatórias.
Este exemplar apresenta começo, meio e fim nele, o que é bom para quem busca por livros fechados. Mas ele tem uma continuação que, não necessariamente precisa ser lida para este primeiro volume fazer sentido, mas é um complemento para esta história incrível, inclusive porque revela mais coisas e é narrada por Bennett, então vamos poder saber o que aconteceu nos momentos em que não estavam juntos, como era sua vida antes deles se conhecerem, e o que vai vir depois deste final encontrado aqui.
Estou ansiosa para ler a sequência, “Time After Time” (a capa segue um padrão e é linda também), mas ainda não há previsão de lançamento no Brasil (Rocco, por favor, publique logo!!). Mas confesso que eu não acharia ruim ter novos volumes de Anna e Bennett porque, depois que terminei esta leitura, fiquei sentindo saudades e desejando que ainda não tivesse acabado para continuar acompanhando estes dois. E, olha, foi difícil começar um livro novo.
Antes do fim, aconteceram algumas coisas que me deixaram angustiada e apreensiva sobre o que ia ser resolvido e como a história seria finalizada. Eu queria terminar logo para saber o que ia acontecer ao mesmo tempo em que não queria que acabasse porque não queria me despedir. Mas fiquei realmente feliz com final, que foi tão amor, e gostei muito de como a autora terminou este volume.
 “Dois futuros: a vida segura, mas corriqueira, que conheço tão bem, ou uma vida cheia de aventura, mas com uma constante incerteza. Bennett vai me levar para conhecer o mundo, mas vai embora. Estaremos juntos em alguns momentos e separados em outros – não só pelos quilômetros, mas por quase duas décadas.”
Amo a capa e o título deste livro que, além de serem lindos, passam totalmente a ideia do enredo, mas de uma forma sutil e que inspira vontade de ler. Os jogos de cores utilizados na fotografia e no título estão um arraso. A versão impressa está muito legal, já que a capa está em soft touch (aquela textura emborrachada) e o título com verniz localizado. A diagramação interna também está muito boa, com fonte e espaçamento em tamanhos confortáveis para não atrapalhar a leitura, os números dos capítulos estão com um detalhe gráfico bonitinho, e as páginas são amarelas.
Se você busca um romance fofo para jovens adultos, com um relacionamento improvável que acaba dando muito certo, e que nos faz torcer para que fiquem juntos e tenham um final feliz, protagonistas adoráveis, muito bem construídos e carismáticos, e adora viagem no tempo, então leia este lindo livro! Mais do que super recomendado!
Avaliação



Comente com o Facebook:

3 comentários:

  1. Que resenha linda, que livro lindo, que história linda e que trechos curiosos, fiquei com muita vontade de ler o livro! Parabéns! Também quero conhecer estes dois e vou logo comprar meu exemplar.

    ResponderExcluir
  2. A trama desse livro é muito interessante!
    E o tema viagens no tempo estão virando tendência no meio literário, ainda bem que eu adoro!
    Gosto muito das resenhas aqui do blog porque elas são grandes (sem medo por serem longas), bens escritas, e realmente passa tudo o que você sentiu lendo e tem a falar sobre o livro!
    Enfim, as resenhas são completas!
    Adorei a capa do livro! *-*

    Beijos,

    Gabi - Mundo Platônico
    http://gabiiem.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Esse livro definitivamente reúne algumas das coisas que eu mais gosto de ler, mas lembra muito aquele filme Te Amarei Para Sempre (que eu amo, btw). Isso provavelmente significa que ele é bom. Espero poder lê-lo logo. Obviamente não dá pra esperar muito deste livro, mas ainda assim parece ser uma leitura fácil e gostosa.

    ResponderExcluir