Tudo aquilo que nunca foi dito – Marc Levy


Desde que esse livro foi lançado eu estava doida para ler. O nome do autor que está escrito na capa do livro influenciou bastante nesta minha decisão, até porque estava doida para ler um livro do Marc Levy já que todo mundo fala tão bem. Fiquei muito feliz por ter tido a oportunidade de concluir esta obra, pois é incrível como esse livro é muito bem escrito e bastante movimentado. O imaginário do autor aguça nossa curiosidade e idealizações por sonhos que muitas vezes gostaríamos que fosse verdade.
A história gira em torno de Julia, uma bem sucedida desenhista que estava prestes a se casar, mas que vivia sempre afastada de seu pai, o empresário bem sucedido Anthony Walsh, com quem tinha uma relação difícil. Com a ausência dele em momentos importantes da sua vida, quem estava sempre próximo a ela era seu melhor amigo e confidente Stanley (que nos proporciona boas risadas).
Pouco antes da cerimônia de seu casamento, Julia recebeu um telefonema do secretário de seu pai avisando que ele não poderia comparecer, e desta vez por um motivo que não tem nem como ficar chateada, pois ele acabara de morrer e seu corpo iria chegar justamente no dia do casório. E, por este motivo, nossa protagonista deveria ir até o aeroporto para buscá-lo. Com isso, ela se vê obrigada a adiar a data da cerimônia.
Após adiar seu casamento, mesmo ficando chateada achando que seu pai encontrou mais um jeito de atrapalhar seus planos só para irritá-la, e realizar o funeral do pai, ela recebe um pacote em sua casa que vai mudar toda a sua vida. E é a partir dele que começa a grande oportunidade de pai e filha se falarem, de dizerem tudo aquilo que nunca foi dito.  Através do conteúdo desta caixa, Julia vai entrar em uma jornada por vários locais dos EUA e da Europa e é nesse período que vamos conhecendo um pouco mais da história desses dois.
A narrativa é em terceira pessoa, porém encontramos os pensamentos de Julia em alguns momentos, o que fez com que entendêssemos melhor a história de acordo com a sua visão. O motivo de a protagonista ser como é, etc. Também encontramos um pouco da visão de Adam, seu noivo.
Nessa viagem, ela tem a oportunidade de rever a sua vida, de mudar coisas passadas e de repensar as suas escolhas.  Marcy Levy conseguiu juntar a magia de seus livros com o mundo real de uma maneira brilhante e surpreendente.
Definitivamente esse é um livro sobre segundas chances, que nos ajuda a pensar sobre acontecimentos de nossas próprias vidas e que nos prende na história até acabarmos de ler. Com um enredo lindo e uma narrativa muito bem escrita, a leitura flui de uma maneira gostosa e rápida. Leve, ele nos proporciona bons momentos, até mesmo boas risadas. E, por esses motivos acho que essa deveria ser uma leitura quase que obrigatória para todas as pessoas que querem se distrair e lendo um bom livro.
A arte da capa, incluindo a foto e cores claras, é muito bonita, e representa muito bem a história narrada. Espero que vocês gostem de “Tudo aquilo que nunca foi dito” tanto quanto eu gostei.
Avaliação



>> Esse post está participando do Top Comentaristas Nº 06 - FORMULÁRIO


Comente com o Facebook:

13 comentários:

  1. Ai gente, esse fim de semana está sendo muito amor né? É um livro melhor e mais interessante que o outro!
    Falando de Tudo aquilo que nunca foi dito, especificamente, adorei a capa. Me transmitiu um quê de passado e calma e ao mesmo tempo de "recuperação de tempo perdido". Confesso que no meio da resenha achei que a mudança seria mais um clichê. Algo como: depois de ter que adiar o casamento, Julia descobriria uma traição do noivo, mas felizmente não foi isso. Até respirei aliviada quando não encontrei isso na sua resenha. ^^
    Enfim, mais um livro pra lista interminável de desejos. Parabéns pela resenha!

    lorranyra@gmail.com

    ResponderExcluir
  2. Olá, eu ainda não li esse livro mas, é dele...
    Marc Levy!!! O que dizer desse fabuloso autor que escreveu uma das minhas histórias favoritas E se fosse verdade^^ Aquela história é sem dúvida única e perfeita junto com a continuação Encontrar você!!! Estou louco pelo próximo livro dele!

    Meninas que de mais eu adorei essa resenhas, primeiro pelo fato de ter a surpresa do pai que ela quase não falava morrer e o corpo chegar bem no casamento. E pelo fato de ter esse suspense da caixa de como o autor conduziu o texto para criar uma conversa entre os dois. No mínimo deve ser perfeito. Fiquei super curioso para saber se ela se casou depois ou não! kkkk

    Mas enfim deve ser muito bom,adoro aprender exemplos de vida para reflexão própria. Amei, meninas parabéns!!!

    Grande Bj!
    Mauricio Dias
    maumauz@live.com

    ResponderExcluir
  3. É nessas horas que entendemos a importancia de uma boa resenha, pois este é um livro que não compraria nem pelo titulo e nem pela capa, sei lah parece simples demais e eu sou daquelas que quer uma historia épica cheia de misterios e aventuras, com seres sobrenaturais.

    Mas é ai que a resenha entra, pra mostrar o quanto estamos enganados a julgar um livro pela capa ou até mesmo pelo titulo, e ver o quanto a história vale a pena.

    Acho interessante este tipo de historia, onde a protagonista tem a oportunidade de rever a sua vida, de mudar coisas passadas e de repensar as suas escolhas, sempre tem um final muito lindo.

    Obrigada pela resenha, agora quero comprar :p

    Beijusssss

    glnemcl@hotmail.com

    ResponderExcluir
  4. Eu estava procurando um livro para conhecer o Marc Levy, e acho que encontrei! Adorei a sinopse, pq uni duas coisas viagens, já que não viajo de verdade ainda viajo com os livros =P, e segundo a revisão da vida dela a partir da morte do pai.

    O luto sempre é um ponto mto trabalhado nos livros, mas nem sempre bem trabalhado, nesse caso parece que é um dos focos então ela vai ter que se ver perdoando a ausência e por ter morrido (na verdade por morrer sem consertar o que ele fez a ela!). Quero mto ver como isso aparece e o que ela faz =]

    Boa Resenha!!!!

    Miquilis: Bruna Costenaro- bruheadbanger@hotmail.com-@BruFinland

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Eu estou louca pra ler algum livro do Marc Levy também, mas ainda não consegui! Falam muito bem mesmo desse autor.
    O livro parece fazer o leitor refletir bastante, e só pelo o que você nos contou percebemos o que a protagonista aprenderá a respeito dos laços familiares, que no caso dela são complicadíssimos.
    Essa não é a primeira resenha que leio que é favorável a esse livro, não vejo a hora de ter a oportunidade de lê-lo.
    Parabéns pela resenha
    Beijos!

    Andressa
    umdiaacadalivro.blogspot.com
    andressa.j.oliveira@gmail.com

    ResponderExcluir
  6. Eu já li um livro do autor, não me lembro o nome mas é de uma moça que entrou em coma e saiu do corpo e até virou filme.
    Não gostei muito da escrita daquele livro, talvez seja por isso que não me interesso muito pelo autor .-.
    mas a sua resenha foi muito positiva, e acredito que eu leria sim
    :)

    e a capa que tinha me chamado a atenção antes, eu só não sabia que era do Marc.
    a resenha ficou demais
    abraços

    :D
    yarasp71@hotmail.com

    ResponderExcluir
  7. Pelo autor, já valeria a pena ler o livro, porque ele escreve muito bem e os enredos são cativantes! Lendo sua resenha tive certeza de que esse é um livro que não pode mesmo faltar na lista de leitura, porque quando pensamos que será apenas "mais do mesmo" tem essa reviravolta com a morte do pai da protagonista e o que achei mais importante: esse "pacote" cheio de surpresas que a levará a reflexões e descobertas. Adorei o enredo e concordo plenamente com a ideia de repensar nossas escolhas e dar a nós mesmos uma segunda chance.

    Vanilda Procópio
    @VanildaP
    vanildarm@hotmail.com

    ResponderExcluir
  8. Pelo nome do livro eu já fiquei interessada!
    A minha vida é cheia de coisas não ditas, e fiquei torcendo pra o livro se tratar de alguma reflexão, ou algo do tipo... e como vc disse, "segunda chance". Amei a resenha, com certeza vou fazer de tudo pra lê-lo.

    ResponderExcluir
  9. Adorei a capa do livro. As vezes, só a capa já me faz ter vontade de conhecer a história.
    E pela sua resenha, fiquei mais interessada ainda.
    Acho que todos nós já passamos por situações em que queríamos ter dito ou feito algo para alguém e não conseguimos. Aquela sensação de ficar "entalado" na garganta e não sair.
    Isso, com certeza, vai permitir a qualquer um se identificar com a história e a personagem e nos fazer perceber que nem sempre as coisas são exatamente do jeito que pensamos e sentimos.
    Farei o possível para ler esse livro, pois me parece ter a dose certinha de risadas e lágrimas que faz a gente se apaixonar por ele.

    ResponderExcluir
  10. Adorei a capa do livro mas, é o tipo que mais me interessa. Não significa que não vá lê-lo.
    Parabéns pela resenha!

    Luiza Helena Vieira
    Obsession Valley
    http://obsessionvalley.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Já tinha vista esse livro, mas nunca me interessei...acho que foi por causa da capa, sim não me chamou a atenção. Quero saber o que que tinha na caixa '-' KKKK
    Acho que leria hahah :D

    ResponderExcluir
  12. Gente o meu livro que comprei veio faltando a pagina 236, tem como alguem enviar para mim scannear e me enviar??? email reyla1@live.com... Também adorei o livro fiquei encantada...

    ResponderExcluir
  13. Eu já estava de olho em um livro deste autor por achar a capa incrível, logo depois descobri que o enredo também me atraia... mas enfim, eu adoro histórias onde a personagem tem tem conflitos com o pai, principalmente se ele é ausente porque me identifico muito com esse tipo de enredo fazendo com que eu consiga me conectar mais rápido com o livro.

    Blog: http://worldbehindmywall.fanzoom.net/
    Twitter: https://twitter.com/Blog_WBMW

    ResponderExcluir