O Compositor está morto – Lemony Snicket


Em “O Compositor está morto” Snicket quis fazer uma brincadeira (ou quem sabe uma crítica) com a situação das músicas com compositores, maestros e orquestras e as que não são orquestradas. O que acontece aqui é que, como o título sugere, o compositor foi assassinado e um inspetor é chamado para tentar desvendar o crime. Para isso, ele vai precisar interrogar os instrumentos, só que todos acabam tendo algum tipo de álibi, mas o compositor ainda está morto. Então quem poderia ter cometido o assassinato?
Se você olha para o nome do autor (que por sinal é o pseudônimo de Daniel Handler) e não o reconhece, pode ter certeza de que já ouviu falar dele alguma vez na vida, sim. Afinal, quem nunca conheceu “As Desventuras em Série”, se não os livros, pelo menos o filme, que teve Jim Carrey no elenco, ou o lançamento da Editora Seguinte aqui no Brasil, “Quem poderia ser a uma hora dessas?”, ou até mesmo o livro que fez bastante sucesso quando lançado ano passado no país, “Por isso a gente acabou”, uma obra escrita com seu nome verdadeiro.
Mesmo essa sendo uma história curta, consegui identificar um pouco da forma de narrativa do autor. Quem já leu algo dele e gosta, com certeza vai gostar dessa vez também. A trama é bem engraçada e foi legal acompanhar as respostas de cada instrumento sobre a noite em que o crime ocorreu.
Nesse livro, que foi lançado no final de 2012 no Brasil, o autor muda o foco do público alvo, que dessa vez são as crianças, mas eu poderia ir mais além e dizer que esse livro serve sim para adultos, pelo menos aqueles que se deliciam com histórias mais infantis como eu.
Preciso parabenizar a Companhia das Letrinhas, selo infantil da Cia. das Letras, pelo trabalho do livro. Primeiramente por terem mantido a capa e as ilustrações originais de Carson Ellis, que dá todo um charme para a história, com um ar bem divertido, que é o propósito da narrativa, além de serem incríveis. Segundo por terem feito uma versão bilíngue aqui no Brasil, ou seja, os leitores podem embarcar na história em português e, ao final do livro, podem ler sua versão original, o que pode ajudar e muito a quem está começando a aprender a língua inglesa. Terceiro porque o livro acompanha um CD de áudio, com narrações originais, em inglês (é claro!) do autor, mas também a versão em português, com narrações de Fabio Goés. Ouvi as duas versões e posso afirmar que a nacional está tão boa quanto a internacional, e dão um acréscimo maravilhoso para o livro, principalmente para as crianças, para ouvirem e “entrarem” ainda mais no clima da obra.
A parte impressa também está linda, o livro é grandão, as páginas são em papel couché, tem orelha, a parte de trás da capa é cheia de silhuetas de compositores famosos, e eu posso dizer que adoro o cheiro do livro aqui? hahaha
Com suas apenas 48 páginas, “O Compositor está morto” consegue encantar o leitor ao mesmo tempo em que é divertido e engraçado. Recomendo demais para todas as idades e posso afirmar que é um livro que vale a pena ter.
Avaliação





>> Esse post está participando do Top Comentaristas Nº 10 - FORMULÁRIO


Comente com o Facebook:

8 comentários:

  1. Nossa!!! Adorei a resenha!!! Eu não li Desventuras em Série mas vi o filme e gostei muito... mais um na minha listinha!!!

    bjo^^

    ResponderExcluir
  2. Que demais!
    Adorei!
    Fiquei com muita vontade de ler. Gosto de livros infantis, inclusive estou lendo o 4º da série Cripto Animais do Alberto Melis no momento, hehehe.
    Li todos das Desventuras em Série e estou aguardando o Quem poderia ser uma hora dessas? chegar na minha cidade ainda :(
    Muito legal a resenha, fiquei curiosa.

    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Nossa q trabalho bem feito, hein...
    Deixaram bilingue, cd de audio, capa original..
    Gostei do uso do papel tbm, combina com o livro!!!

    Achei bem legal o assunto e fofinho com imagens!!!

    Bjinhooos

    ResponderExcluir
  4. Que livro Lindo *-* Eu tbm curto historia um pouco infantis!! >.< Muito interessante investigar um crime em que os instrumentos musicais tem alíbis rsrsrs Não me lembro do filme Desventuras em Série mas se tem o Jim Carrey no elenco jah devo ter assistido!!Amei a capa Lindona!!Bjus

    ResponderExcluir
  5. lindinhu
    adoro livros com ilustrações sempre fica mais interessante!

    ResponderExcluir
  6. Fiquei encantada com este livro... narrações em ingles tanto escrito como audio... sensacional... as ilustrações belissimas... um livro muito own *-*

    eu não sabia que era esse o mesmo autor de por isso a gente acabou... Adoro Desventuras em Série...

    bejus

    ResponderExcluir
  7. esse livro é bonito , mas eu naum gosto muito desse tipo de leitura, mas ficou muito bonito o post!

    ResponderExcluir
  8. Achei o livro muito bacana, porém não me interesso por livros assim.

    ResponderExcluir