Aluga-se Um Noivo - Os Di Piazzi #01 - Clara de Assis

Débora Albuquerque sofreu uma desilusão amorosa terrível, afinal flagrou seu namorado de longa data em cenas bem explícitas com uma “amiga”. Agora, tendo passado um ano, esses traidores continuam juntos e ele foi convidado para ser padrinho de casamento de ninguém menos do que seu irmão. Casamento este que a própria Debby será a madrinha. Mas ela não está preparada para enfrentar essa situação solteira e ainda passar por mais humilhações. E é por isso que decide tomar uma atitude: contratar um garoto de programa para fingir ser seu namorado por alguns meses, frequentar reuniões, dar as caras em encontros e participar do casamento junto com ela.
E é assim que encontra Théo nos classificados. Aquele homem lindo e maravilhoso com um sotaque italiano que fazer seu coração derreter. Tudo está indo muito bem com a farsa, até que sua melhor amiga faz a situação ficar ainda mais complicada, transformando Théo de namorado em noivo. Agora elas precisarão desembolsar uma quantidade bem grande de dinheiro, ele se instalará em seu apartamento como se estivesse morando com Débora e eles passarão a dividir bons momentos juntos.
Só que, o que era para ser apenas uma relação de negócios, acaba saindo do controle, e o impensável acontece: Débora se apaixona. Como ela conseguirá lidar com seus sentimentos? E conciliar sua vida com a profissão de Théo será bem difícil. Resta saber se o amor será forte o bastante para aguentar todo esse turbilhão de emoções e se ele irá embarcar junto com ela nesta jornada.
Desde que a Editora Charme anunciou que iria publicar este título da autora nacional Clara de Assis em edição física, fiquei mega empolgada, torcendo para tê-lo logo em minhas mãos, já que sempre ouvi muitos elogios sobre a autora e queria poder conferir sua trama e escrita. Li e adorei, então não pude deixar de vir indicá-lo a todos que curtem romances quentes e muito divertidos.
A primeira coisa que notei é que Clara de Assis é engraçada. Ou pelo menos seus livros são. Não estava esperando rir tanto como fiz com suas personagens e essa foi a melhor parte, já que não é sempre que os autores conseguem arrancar risadas minhas. Mas Carol, a melhor amiga da protagonista, rendeu tiradas incríveis que não tinha como me segurar. E, aliás, já quero uma obra protagonizada por ela para ontem!
A sensação que tive é de estar lendo um chick-lit só que com cenas mais quentes e adorei isso, justamente por conta dessa pegada divertida que esse gênero tem. A escrita de Clara é deliciosa, flui de um jeito bem agradável e é bem desenvolvida, gostei muito de conhecer mais esse talento nacional.
Mas teve um momento que fiquei bem incomodada com as atitudes de Débora e realmente não entendo o motivo de ela ter agido de tal maneira, o que acabou sendo um pouco chato, já que foram coisas meio loucas. E também me chateava a forma como ela tratava Théo em determinadas situações, mesmo que ele não tenha feito nada de “errado”, já que ela ia com palavras ofensivas e arrogantes para cima dele. Porém, depois ela deu a volta por cima e voltou a ser o que era antes, só que ainda melhor e mais confiante. No final voltei a gostar dela como gostava no início da leitura, mas confesso que preferia ter amado a personagem, o que definitivamente aconteceria se não fosse por conta daquelas cenas lá no meio do livro e pela forma como tratou o Théo em diversas ocasiões.
Théo é um amor de pessoa, adorei este personagem e já queria alguém semelhante na minha vida. Dono de uma personalidade incrível, uma pegada espetacular e um corpo de fazer suspirar, ele é tudo em um só pacote.
Só acho que o amor que Debby sentiu por ele aconteceu de uma maneira meio rápida demais, o que me incomoda um pouquinho, mas isso é algo pessoal e tenho certeza de que outras pessoas até preferem quando isso acontece desta forma.
Algo que curti bastante foi a ideia da trama, que é simples, mas foi bem trabalhada. No caso, essa parte de Debby ter encontrado um garoto de programa para fingir de namorado e, por conta de uma amiga sem papas na língua, ter se transformado em seu noivo de mentira. Deu para acreditar em algo assim e foi divertido também.
Por ser uma obra nacional e se passar no Rio de Janeiro, foi muito legal reconhecer os lugares que os personagens frequentavam. Se não pessoalmente, pelo menos de nome. E isso nos deixa ainda mais próximos dos acontecimentos, como se estivéssemos lendo algo real de pessoas que existem em carne e osso e não apenas no papel.
Para quem gosta de tramas bem quentes, esse livro tem isso. Devo admitir que já cansei um pouco de ler cenas hot, então elas não são o que eu mais curto ler, inclusive as vezes eu até pulo. A parte positiva de “Aluga-se Um Noivo” é que elas realmente são apenas um complemento para a trama e para o casal, não ofuscando o relacionamento deles e nem sendo o ponto alto da narrativa, então mesmo que você não curta e também decida pular esses momentos íntimos, ainda vai encontrar um enredo completo, interessante e bem desenvolvido.
Adorei o plot twist do meio da leitura e acho que a autora soube trabalhar essa ideia muito bem, dando explicações pertinentes e até me fazendo aceitar melhor o fato de alguém tão fofo e de bom caráter como o Theo aceitar as loucuras, implicâncias e petulância de Débora com relação a ele. Eu confesso que não conseguiria. Mas isso também fez com que todo o preconceito dela pudesse ser aliviado, o que também não ajudou no crescimento da personagem. Mas não vou julgá-la, já que não sei como eu pensaria antes desta reviravolta ocorrer.
Gosto bastante desta capa, ainda mais depois de reparar nos anúncios dos classificados, que são divertidíssimos e a maioria deles tem tudo a ver com livros! As edições da Editora Charme são sempre caprichadas e desta vez não foi diferente, a página inicial de cada capítulo tem uma ilustração em preto e branco na parte superior e um detalhe gráfico fofo nas divisões dentro dos capítulos. A diagramação está bem confortável para uma leitura tranquila e as páginas são amarelas.
Se você gosta de chick-lits e romances eróticos, apresento-lhe “Aluga-se Um Noivo”, que é a junção destes dois gêneros feita com maestria, trazendo cenas engraças, uma protagonista forte, personagens secundários maravilhosos, um mocinho simplesmente incrível, um romance arrebatador e quente, e uma trama bem desenvolvida, fluida e com reviravoltas. Adorei e recomendo para todos que curtem o estilo.
Avaliação



Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário