Como Num Filme - Recomeços #0.5 - Lauren Layne

Eu já havia lido os dois livros dessa autora que foram publicados anteriormente aqui no Brasil pela Paralela, e, apesar de não ter gostado muito do primeiro livro dessa série, “Em Pedaços”, gostei bastante do outro título que foi escrito por ela, “Mais Que Amigos”. Então, resolvi dar uma chance a essa série novamente, começando a ler o volume #0.5. Agora, venho compartilhar com vocês tudo que achei desse livro, escrito por Lauren Layne e publicado aqui no Brasil também pela Editora Paralela.
Nesse volume vamos conhecer melhor Stephanie e Ethan (já que antes só vimos participações), dois jovens que não têm nada em comum a não ser o curso de cinema na Universidade de Nova York. Ela se inscreveu para fazer o curso de verão para não ter que ir para casa, uma vez que, depois da morte de sua mãe, seu pai se casou novamente apenas seis meses depois. Com isso, ela evita ao máximo ter que voltar para visitá-los. Já ele se inscreveu no curso para fugir de casa e do estágio na empresa que irá herdar do seu pai. E é durante esse curso que ambos acabam se conhecendo e tendo que trabalhar juntos para desenvolver um roteiro baseado em alguns clássicos.
Vemos, então, que Ethan acaba tendo uma grande ideia para deixar essa experiência ainda mais real, e pede para que Stephanie seja a sua namorada de mentirinha por alguns dias. Como ela está precisando de um lugar para morar temporariamente, já que todo o alojamento da faculdade está sendo reformado, acaba aceitando a proposta. Sendo assim, eles fazem um trato: ela vira a namorada de mentirinha de Ethan e o ajuda a afastar a sua ex-namorada de qualquer situação que possa reaproximá-lo dela, e ele deixa Stephanie utilizar o seu apartamento durante todo o verão.
Então nossa protagonista passa por uma mudança no visual, deixando de lado as suas roupas góticas e seus coturnos surrados para usar roupas em tons pasteis e viver uma vida no mundo dos ricos. E começa a fazer o papel de mulher discreta, arrumadinha e completamente apaixonada, assim como a personagem do filme que estão criando.
Porém, o que Ethan nunca poderia imaginar é que à medida que eles vão se aproximando, ele acaba se apaixonando por Stephanie, essa garota toda misteriosa. O que resta saber agora é se ele se apaixonou de verdade pela nossa protagonista ou apenas pela versão do papel que eles criaram para ela interpretar.
A história é bem gostosa, tendo uma narrativa rápida e fluida, que consegue prender a gente do início ao fim. Os diálogos de ambos os protagonistas são repletos de sarcasmo, além de dar para notar uma tensão sexual muito grande entre os dois.
Gostei bastante de como a autora conseguiu conduzir essa trama, que também é cheia de referências, através de uma linguagem leve e descontraída. Além disso, mesmo que o romance seja clichê, também é muito fofo e faz a gente torcer pelo casal.
A capa segue um estilo semelhante ao outro livro dessa série, com o predomínio de apenas uma cor para os detalhes, que nesse caso é o rosa. A fonte utilizada no título é a mesma, criando assim um padrão entre as duas. E a foto é bem bonita, seguindo a ideia de obras do gênero. Essas particularidades fazem com que seja fácil notar que esses volumes fazem parte da mesma série. E gostei bastante do trabalho final. Ainda não posso comentar a respeito da diagramação interna porque li a edição não finalizada em e-book.
Se você quer um livro jovem adulto leve e descontraído que consegue prender a gente com protagonistas maravilhosos e de mundos totalmente opostos, no qual ambos conseguem nos conquistar com suas personalidades cheias de carismas, e um romance que vai evoluindo à medida que vamos lendo, indico esta obra para você. Além do mais, Lauren Layne sempre consegue colocar temas mais sérios em seus exemplares, ainda que sejam abordados de uma maneira sutil. Gostei bastante desse volume, que conseguiu me conquistar mesmo após não ter curtido muito o outro título dessa série. 
Avaliação




Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário