Bem Safado - Big Rock #03 - Lauren Blakely

Wyatt Hammer é um empreiteiro que sabe muito bem como usar suas ferramentas e sempre deixa clientes querendo mais. Bem-sucedido, bem-dotado, bem bonito e de bem com a vida, ele poderia ser perfeito se não fosse péssimo em administração. E por confiar em mulheres bem erradas.
Para conseguir lidar com a alta demanda e também poder pegar novos trabalhos e crescer com sua empresa, ele decide contratar Natalie como assistente. E foi a melhor decisão que já tomou, afinal ela é extremamente bem organizada, inteligente, o salva quando precisa, é uma ótima companhia e também um colírio para os olhos.
É claro que nada pode acontecer entre os dois, primeiro porque ele não acha nada correto dar em cima de pessoas com quem trabalha, segundo porque não saberia como viver sem ela para manter sua empresa em ordem e terceiro porque ele já confiou em mulheres antes que tentaram lhe dar golpes, quase levando tudo o que ele tinha conquistado.
Porém, quando surge uma oportunidade incrível para trabalharem num projeto em Las Vegas que pode ajudá-los muito financeiramente, eles partem numa viagem para lá e decidem aproveitar tudo o que a cidade tem a oferecer. Afinal, tudo que acontece em Vegas, fica em Vegas, certo?! Errado! E agora, Wyatt e Natalie precisarão enfrentar uma montanha-russa de emoções e decidir se devem embarcar num relacionamento que pode ter consequências inesperadas. Resta saber se Wyatt está preparado para confiar em uma mulher com quem trabalha novamente.
Gosto muito do estilo de narrativa de Lauren Blakely, que é leve, divertida, dinâmica e gostosa. A gente mergulha nas páginas e nem percebe o tempo passar já que a trama nos prende de uma forma envolvente e deliciosa. Os personagens são bem construídos, assim como todo o pano de fundo. E é sempre maravilhoso poder conhecê-los mais a fundo.
E o diferencial de suas obras dessa série é que todas são narradas em primeira pessoa pelo protagonista masculino, recurso que dificilmente encontramos nos romances (a menos que seja dividido com a protagonista feminina em capítulos alternados). E todos os personagens masculinos que ganharam seus próprios livros são divertidíssimos.
Algo que gostei bastante nesse exemplar foi a personalidade de Wyatt. Ele logo diz que não gosta de tratar as mulheres como objetos e acha péssimo esses homens que ficam dando em cima de todas e em qualquer situação, menos ainda em ambiente de trabalho. Principalmente aqueles que se acham os poderosos como se todas as pessoas do sexo feminino quisessem ir para a cama com eles. Então ele fala sobre respeitá-las em diversos momentos e gostei realmente de conhecer um personagem assim – principalmente porque isso não ocorre com frequência.
Natalie também é ótima, não se sente menos ou se rebaixa porque é uma mulher (sim, tem várias protagonistas – e mulheres da vida real – que infelizmente fazem isso com mais frequência do que gostaríamos), ela trata e é tratada por Wyatt em pé de igualdade. E não tem problema nenhum em dizer do que gosta no sexo, de fazer o que tem vontade, de ser quem é e autêntica.
Como já dá para notar por conta da capa e do título, esse é um romance erótico, então é claro que vamos encontrar cenas sensuais e explícitas nesse volume. Para quem gosta desse tipo de leitura, pode ficar contente porque Lauren sabe o que faz e recheia as páginas com várias cenas do estilo. Para quem não gosta muito, pode ler mesmo assim, porque a trama é completa e bem desenvolvida e as partes de sexo podem ser facilmente puladas sem que haja qualquer perda de enredo, afinal elas servem mais para complementar o relacionamento do casal e não são a parte mais importante do mesmo.
Algo que curto muito é que a autora traz personagens bem reais e alcançáveis, digamos assim. Digo isto porque a grande maioria dos livros do gênero traz um dos dois protagonistas bem ricos e poderosos, donos de grandes empresas ou herdeiros de algo (geralmente os homens). Mas Lauren nos apresenta personagens mais gente como a gente. Eles levam vidas mais “normais”, com um emprego comum, podendo ter alguma complicação financeira, vivem em apartamentos normais, nada daqueles luxos desenfreados que a maioria de nós não pode pagar. E eu gosto bastante disso, já que me sinto mais próxima deles e de suas realidades.
Na minha opinião, Lauren está melhorando cada vez mais sua escrita e sua narrativa conforme a série vai evoluindo. Os livros três e quatro em minha opinião são melhores do que o primeiro e o segundo. Mais românticos, mais fofos e com personagens incríveis também. Gostei bastante desse casal que ficou entre os meus preferidos juntamente com Chase e Josie.
Devo confessar que não gostei do título escolhido para esse livro. Sei que meu gosto literário não tem nada a ver com ninguém além de eu mesma e que eu tenho plenos poderes para fazer o que bem entender da minha vida. Ainda assim, me sentiria realmente constrangida de ler na rua perto de determinadas pessoas, então tive que mantê-lo dentro de casa e não consegui levá-lo para passear por aí.
Esse é o terceiro livro da série Big Rock (clique para conferir minhas outras resenhas), porém é o quarto que eu leio, já que o livro “Pacote Completo”, que originalmente foi publicado depois deste no exterior, acabou chegando traduzido no Brasil primeiro por conta de um atraso na produção de “Bem Safado”. Como essa série é independente e cada volume possui seu próprio casal de protagonistas e trama separada das demais, não há problema algum em lermos fora de ordem. Mas, como todos os volumes são interligados por pequenas participações dos protagonistas dos demais, algumas pessoas preferem ler na ordem – ainda que não haja spoilers.
A Faro Editorial já anunciou a publicação dos demais exemplares da série, “Joy Ride”, que traz a história de Max (irmão de Chase) com Henley, e “Hard Wood”, que nos apresenta Mia (irmã de Chase e Max) e Patrick. E foi confirmado que ambos serão publicados em 2019. Já estou contando os dias para ler essas obras e ter minha coleção completa na estante. E confesso que teve uma personagem, a Penny, que teve uma pequeníssima participação neste livro e fiquei empolgada para conhecer sua história, principalmente depois de pesquisar e descobrir que Lauren inclusive já publicou uma obra protagonizada por ela, “The Only One”, então estou torcendo para que a editora traga para o Brasil também.
Quer ler uma deliciosa obra contemporânea sob a perspectiva de um protagonista masculino bem divertido? Um romance leve de fazer suspirar enquanto nos pegamos rindo em diversas páginas? Uma história de amor deliciosa, envolvente, quente, fofa e apaixonante? Então leia qualquer um dos títulos da série Big Rock, pois tenho certeza de que vai adorar tanto quanto eu! 
Avaliação





Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário