O Mau Exemplo de Cameron Post - Emily M. Danforth

Gostaria de confessar que quando recebi esse livro não sabia nada a respeito dele. E o que inicialmente chamou bastante minha atenção para embarcar nessa leitura foi a sinopse, que parecia trazer uma história bem interessante, já que fala sobre você ter coragem para enfrentar suas inseguranças e pessoas de fora e conseguir ser você mesma, e gosto muito de títulos assim.
Neste volume conhecemos Cameron Post, uma menina que sempre teve uma vida considerada boa, já que tinha pais que a amavam e uma melhor amiga, e mesmo sendo bastante influenciada por outras pessoas quando a desafiavam, ela levava uma vida normal. Quando a sua melhor amiga Irene a desafiou beijá-la, nossa protagonista percebeu que o que ela sentia por sua amiga era mais do que apenas amizade, e descobriu uma atração, sendo assim, esses beijos se repetiram algumas vezes.
Sua vida estava seguindo tranquilamente, até que os seus pais sofreram um acidente de carro que acabou levando os dois, fazendo com que a nossa protagonista primeiro tenha sentido alívio, já que assim eles nunca precisariam saber o que ela estava fazendo. Mas essa sensação durou muito pouco, já que ela foi forçada a morar com a sua tia ultraconservadora que vivia baseada nas crenças da igreja, e sua avó, que mesmo sendo bem-intencionada era antiquada. Apesar de saber esconder bem os seus sentimentos, Cameron sabia que gostava de meninas e não dos meninos.
Cameron estava levando a sua vida normalmente, escondendo os seus sentimentos e sendo infeliz, até que conheceu Coley Taylor, uma menina que acabou se mudando para a cidade e sendo a típica garota “perfeita”. Mas o que nossa protagonista nunca poderia imaginar é que elas virariam amigas e que a sua nova paixão seria correspondida. E é assim que vemos a vida de Cam mudar novamente, já que a menina acaba sendo enviada para Promessa de Deus, um local onde os “jovens pecadores” são enviados para encontrar “a cura”.
Narrado em primeira pessoa pelo ponto de vista de nossa protagonista, conseguimos entender melhor todos os seus sentimentos e tudo o que estava passando com tantas mudanças em sua vida. Achei ótimo esse tipo de narrativa, pois nos dá uma visão melhor do que Cameron estava enfrentando e como estava lidando com todos os fatos que aconteciam consigo e em sua vida, que deu uma girada de 360°, mesmo sendo tão jovem.
Esse é um tema bem relevante e acho muito importante essa abertura que estamos encontrando nos livros, já que é um assunto que deve ser abordado, discutido e aceitado. Afinal, todos somos seres humanos e também somos todos iguais. Muitos jovens acabam descobrindo sua sexualidade cedo e infelizmente muitas vezes se sentem sozinhos e sem apoio ainda hoje, em pleno Século XXI. Então livros como esse sempre vão ajudar. E para quem não está passando pela mesma situação também tem muito o que tirar de aprendizado, já que essas obras nos dão um ensinamento sobre os sentimentos alheios e uma visão para entendermos um pouco melhor do que muitas vezes as pessoas passam por uma questão de sociedade antiquada.
A capa é divertida e bem colorida, o que me agradou, apesar de não ter curtido tanto assim as ilustrações e a execução da ideia de maneira geral. O miolo está bem diagramado, com fonte e espaçamentos em tamanhos ideias para uma leitura mais fácil, e em algumas páginas encontramos algumas ilustrações relacionadas ao texto. As folhas são amarelas.
Recomendo este volume para todo mundo que gostar de uma boa história do gênero jovem adulto contemporâneo, que consegue ser leve e fluida, ao mesmo tempo que aborda temas importantes e nos faz refletir sobre a sociedade de uma maneira geral, nos dando uma ampla visão do que as pessoas passam. É uma leitura interessante, envolvente e cativante, na qual a protagonista consegue nos conquistar com o seu crescimento e jeito de ser. Realmente gostei muito de “O Mau Exemplo de Cameron Post” e espero que este livro consiga conquistar muitos novos leitores.
Avaliação





Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário