Seduzida Por Um Guerreiro Escocês - Montgomery e Armstrong #01 - Maya Banks

Eveline Armstrong é filha do laird de seu clã, e se sente muito protegida e amada por todos ao seu redor, que sempre lhe tratam com respeito e atenção. Até que um terrível acidente acontece que a deixa entre a beira e a morte, e, quando se recupera, fica com sequelas, tanto psicológicas como físicas, e ela vê algumas coisas mudarem e as pessoas começam inclusive a fofocar a seu respeito. E Eveline deixa que todos acreditem que é louca, pois assim tem a possibilidade de escapar de um casamento arranjado que era a última coisa que queria para si. Mas a verdade é muito mais simples: ela ainda tem controle total de suas capacidades mentais, apesar de muitos acharem que está longe disso, porém ela ficou surda, o que a impossibilita de acompanhar todos que falam com ela e tudo o que acontece ao seu redor, já que ninguém a não ser ela mesma tem esse conhecimento.
Do outro lado há o imponente Graeme Montgomery, grande guerreiro, justo e dono de um ótimo coração, laird de seu clã, que é arqui-inimigo do clã dos Armstrong, pois foram eles que mataram seu pai, antigo laird dos Montgomery. Como rivais, eles não conseguem nem mesmo ficar no mesmo ambiente sem que alguma disputa aconteça, verbal ou física. Porém o rei tem outros planos para eles e decide que quer unir seus dois clãs mais poderosos através de uma aliança pelo casamento. E decreta que Graeme deve se casar com Eveline ou ambos os clãs serão considerados inimigos da coroa e alvo fácil para todos os outros existentes.
Para não afetar seus próprios clãs e levar à morte pessoas inocentes, os dois decidem aceitar a imposição do rei e se casam. A moça fica com medo de entrar em território inimigo como a esposa do laird, sendo a filha do clã rival, porém quando conhece Graeme percebe que não há com o que se preocupar, já que ele lhe passa muita confiança e demonstra que nada de ruim nunca irá acontecer com ela. Enquanto ele logo enxerga a força por trás daquela mulher, que se mostra muito inteligente e bondosa, além de batalhadora. E passa a perceber que quer mais do que protegê-la e ajudá-la, mas terá que enfrentar o rancor que boa parte dos Montgomery nutre por Evie e toda essa situação.
Quem me acompanha sabe que sou apaixonada por romances de época. Sempre que algo do gênero é publicado, já fico ansiosa pela leitura, mesmo antes de conhecer a sinopse. Só que, até então, não tinha lido nenhum que tivesse como cenário a Escócia. E escolhi Maya Banks para começar por conta de tantos elogios que ouço a respeito da autora e suas tramas. E não é que a escolha foi certeira? Adorei esse livro e já estou contando os dias para ler os próximos volumes da série Montgomery e Armstrong.
Primeiro de tudo, devo confessar que estava um pouco preparada para não adorar o protagonista masculino, pois pensei que, por conta da época, ele seria machista e meio bruto. Mas, me surpreendi positivamente quando conheci Graeme, que não é nada disso! Pelo contrário, ele sempre tratou Eveline muito bem, com muito respeito, carinho e devoção. Sempre fez tudo o que pôde para fazê-la se sentir melhor e sempre aceitou que ela agisse da forma que pretendesse. E naquela época essas características em um homem provavelmente não deveriam ser tão comuns assim. Muito menos para um laird, guerreiro, poderoso, que ainda precisa enfrentar todo o seu clã por causa dela.
Eveline não fica atrás. Ela é uma moça muito forte, determinada, que sempre encontra uma forma de dar o seu melhor e fazer o que acha certo. Quando precisa lidar com as adversidades da vida, não se deixa abater emocionalmente e corre atrás do que for necessário para encontrar a melhor saída.
Sobre o relacionamento do casal, eu gostei por não ter sido instantâneo, porém senti um pouco de falta de uma exploração melhor do aprofundamento dos sentimentos dos dois. Pareceu que eles se conheceram, se interessaram um pelo outro, começaram a nutrir admiração e algo mais, mas de repente eu pisquei e aqueles sentimentos já eram fortes demais e eles já se amavam perdidamente, e senti como se tivesse pulado algo ali e fiquei um pouco perdida. Daquele tipo: perdi alguma parte? Quando isso se intensificou dessa forma?
Ainda não tinha lido nenhuma obra de Maya Banks, de época ou contemporânea, mesmo que ela tenha escrito diversas e muitas inclusive já tenham sido publicadas no Brasil. E devo dizer que esta foi uma ótima opção para conhecer o trabalho desta autora, que já me conquistou e deixou empolgada para ler mais de seus livros, tanto desta série quanto de outras, principalmente a trilogia McCabe, romance de época com cenário na Escócia, como esta, também publicada pela Universo dos Livros.
A narrativa é deliciosa, leve, fluida, com momentos divertidos, outros de tensão e aqueles que nos fazem suspirar. E, para quem gosta de cenas quentes, vai ficar contente de saber que elas estão presentes aqui, mesmo que com pouca frequência (o que eu particularmente prefiro). Os capítulos são curtos, o que deixa a leitura ainda mais rápida e dinâmica.
A história acompanha ambos os protagonistas, Eveline e Graeme, em terceira pessoa com capítulos alternados entre as perspectivas dos dois. Então temos a chance de conhecer tudo amplamente, ao mesmo tempo em que nos sentimos conectados com ambos, suas personalidades e sentimentos. E adorei poder acompanhar de perto a evolução da trama.
Um ponto que acredito que a autora poderia ter explorado melhor é a rivalidade entre os clãs. Eles comentam em diversos momentos que são inimigos mortais, que querem destruir o outro se tiverem oportunidades, mas quando enfrentam um problema resolvem de forma muito simples e amigável e logo se tornam íntimos e os personagens mais próximos dos lairds (proprietário de terras) aceitam muito facilmente a conexão. Senti falta de personagens importantes apresentando alguma tensão mais palpável.
Alguns dos personagens secundários são maravilhosos e despertaram a minha curiosidade para conhecer mais suas histórias. A boa notícia com relação a isso é que, como esta é uma série, teremos a oportunidade de conhecer melhor alguns deles nas sequências, que são totalmente independentes deste primeiro livro, com seus próprios protagonistas, e trama com começo, meio e fim. Confesso que queria um exemplar com a Rorie, irmã de Graeme, com o Brodie, irmão de Eveline, porém isso não vai acontecer porque a autora já escreveu um volume para ele com outra moça. Mas ainda desejo uma obra protagonizada por ela.
“Seduzida Por Um Guerreiro Escocês” é um delicioso livro, que vale a pena para aqueles leitores que adoram um bom romance sensível passado em outra época, com o ar de tensão por conta de clãs rivais, um amor com um quê de proibido e muita química, um enredo repleto de acontecimentos e reviravoltas inesperadas, momentos de ação, conflitos e honra, protagonistas admiráveis e uma trama bem construída e muito envolvente. Maya Banks já me conquistou completamente!
Avaliação





Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário