Salva Comigo - With me in Seattle #05 - Kristen Proby

Brynna Vincent é mãe de duas meninas lindas e ex-mulher de um policial que trabalha disfarçado em uma missão perigosa. Quando ela está prestes a deixar as filhas com ele para passar o Dia de Ação de Graças, acaba se deparando com um terrível acontecimento e pode ser considerada testemunha de um crime. Então decide fugir com as duas de volta para Seattle, onde podem reencontrar sua família e viver escondidas perto de seus pais e amigos. Elas até podem viver bem, já que Brynna conta com o apoio de pessoas próximas para ter uma casa onde possam morar sem precisar colocar seu nome num contrato, e também consegue um emprego sem carteira assinada. Porém, tudo o que ela mais quer é voltar a ter uma vida normal, tranquila e sem medo.
Caleb Montgomery é um ex-fuzileiro naval, que atualmente trabalha treinando mercenários de guerra. Ele possui cicatrizes emocionais com as quais precisa lidar, e não se dá bem em multidões e em determinadas situações. Também tem um grande coração e é muito preocupado e cauteloso com coisas e situações que podem colocar pessoas próximas em perigo, em especial Brynna e suas duas preciosas filhas.
Brynna não é exatamente uma testemunha, afinal não viu o rosto de ninguém naquele fatídico dia, eles só sabem que pode haver uma ameaça à espreita, mas não podem ter certeza de quem são, quando vão vir e se realmente têm alguma informação ou pista que os faça chegar até elas. E isso tira Caleb do sério, afinal tem que enfrentar uma ameaça invisível, então fica cada vez mais precavido e preocupado. Por isso, decide morar com elas para poder vigiá-las de perto, principalmente agora que estranhas coisas estão acontecendo ao redor deles.
Caleb sente muitas coisas por Brynna, mas sabe que não pode tê-la, pois precisa se focar na sua missão de mantê-las em segurança. Enquanto ela precisa se esforçar muito para não se jogar nele sempre que o vê, afinal suas emoções estão ficando cada vez mais afloradas, principalmente depois de ver como ele age com suas duas meninas. O que eles farão vivendo numa casa cheia de tensão sexual, muita compatibilidade, desejo e química se não podem ficar juntos? E se os sentimentos das três forem fortes demais e Caleb não conseguir manter sua promessa de ficar por perto?
Curto bastante essa série, que é publicada aqui no Brasil pela Editora Charme, e a escrita de Kristen Proby, que é deliciosa, leve, envolve e flui maravilhosamente bem. Então, sempre que um novo volume é publicado, já saio correndo para lê-lo assim que surge uma oportunidade. E com essa obra não foi diferente. Adorei o resultado final e gostaria que tivesse muitas páginas a mais só para não ter que me despedir de Brynna e Caleb tão cedo.
De maneira geral, gostei muito da construção e desenvolvimento dos protagonistas. Eles são reais, humanos, cheios de erros e acertos, que no fundo só querem uma vida normal. Infelizmente, nenhum dos dois está perto de conseguir isso, ela por conta dessa ameaça que ronda sua existência e a de suas filhas, e ele porque não consegue se desapegar totalmente dos pesadelos que vivenciou na guerra, que lhe feriram muito emocionalmente, fazendo com que tenha se tornado alguém diferente e um pouco mais apreensivo em tudo o que faz.
E os personagens são minha parte preferida justamente por isso, porque não são aquelas pessoas que só tem lados bons ou ruins. Pelo contrário, podem estar felizes e depois tristes, podem ter medos e anseios, e também desejos e encontrar prazeres na vida. Eles têm defeitos, cicatrizes, receios, ao mesmo tempo em que são fortes, batalhadores e buscam sempre fazer o seu melhor.
O único ponto que me incomodou foi que Caleb tomou uma atitude bem imatura quando a leitura ia se aproximando do final. Eu sempre tento entender o ser humano de maneira geral, aceitando que todos somos diferentes e não necessariamente vamos agir da melhor ou mais correta forma todas as vezes. Então, entendo o motivo de ele ter feito o que fez. Porém, entenderia mais se ele não tivesse mudado completamente sua maneira de ser por conta disso.
Como não posso explicar com detalhes, pois seria spoiler, vou apenas dizer que não consigo entender como ele, que queria muito proteger aquela família, tanto que sua vida girava em torno desse objetivo e tudo o que fazia e pensava era em como mantê-las seguras e salvas, desistiu por medo ou receio de outra coisa que nada tinha a ver com o bem-estar delas. Entendo que ele estava confuso e mal, mas não acho que sua saída teve um timing muito compreensivo para mim. Se ele tivesse saído antes dos recentes acontecimentos, teria dado para entender, porém, sair depois que há um certo ataque, que obviamente comprometeria todo o sistema que eles tinham criado e também as deixara expostas para tudo o que ele queria evitar anteriormente, foi esquisito e, na minha opinião, nada real.
Os demais personagens secundários são um show à parte, e isso inclui as famílias e amigos de ambos, que são um núcleo bem unido, admirável e amado. Mas quem realmente ganhou o grande destaque foram as gêmeas Maddie e Josie, duas meninas lindas e fofas.
Como leio os livros desta série (Clique Aqui para conferir todas as minhas resenhas) desde o lançamento do primeiro volume, “Fica Comigo”, em 2015, não me recordo exatamente de todas as cenas e detalhes do que foi contado até agora. Porém, li o quarto exemplar, “Canta Comigo”, com menos de um mês para esse quinto, então minha memória estava fresca para os acontecimentos daquele, e pude notar que a autora utilizou algumas cenas aqui e lá, só com poucas modificações porque são narradas sob outros pontos de vista. Mas devo confessar que achei meio repetitivo, já que de maneira geral foram bem iguais, afinal eram reuniões com diversos membros das famílias, fazendo com que as falas em voz alta fossem as mesmas, assim como o clima geral.
De todos os livros da série, acho que esse foi o que teve menos cenas quentes, apesar de ainda estarem presentes na trama em vários momentos. E gostei bastante disso, mostrando que uma história não precisa de sexo o tempo inteiro para ser boa, completa e envolvente.
Um pequeno furo que considero no enredo é que, se na vida real uma pessoa realmente estivesse em perigo, o último lugar para o qual ela deveria ir era para junto de sua única família e amigos, pois com certeza absoluta seria o primeiro local onde seria procurada. Além do mais, não entendi muito bem como ninguém encontrou a escola das duas meninas, pois, se elas estudavam, com certeza eram matriculadas.
Gostei que tivemos algumas reviravoltas, muitas emoções afloradas, personagens inéditos surgindo e novas possibilidades para as continuações, as quais já estou bem curiosa para conferir. Lembrando que essa série é composta por volumes independentes, então cada um traz seu próprio casal de protagonistas e trama com começo, meio e fim. Ou seja, você pode ler apenas um deles aleatoriamente, ler todos em diversas ordens ou escolher só alguns, que ainda assim vai ter uma experiência completa. A única coisa que os une é que há cenas ou personagens que surgem nas sequências, porém são apenas para complementar suas histórias, nada que aparece é inédito ou spoiler.
Com uma trama bonita e emocionante, personagens bem construídos e reais, um casal amorzinho que nos faz torcer por eles juntos e também individualmente, e duas menininhas simplesmente encantadoras, “Salva Comigo” é uma ótima opção de leitura, principalmente para quem busca livros de Romance Contemporâneo com uma pitada mais quente.
Avaliação





Comente com o Facebook:

2 comentários:

  1. Primeira vez que vejo sobre essa série, não é o estilo que costumo ler, não curto esses romances hots, mas pra quem gosta parece ser muito bom.

    ResponderExcluir
  2. Olá! Os livros dessa série já estão na minha lista de leitura, ia começa a ler ano passado, porem não deu tempo, ficou pra meta desse ano, cada resenha que vejo dos livros me deixa ainda mais curiosa em conferi tudo que dizem dessa série.
    Bjs

    ResponderExcluir