Helena de Pasadena – Lian Dolan


Em “Helena de Pasadena” conhecemos a personagem que dá o nome ao título, Helena Fairchild, que acaba de perder o marido, que era um homem rico e que se importava com a comunidade, mas que a estava traindo e prestes a abandoná-la por uma âncora de telejornal.
Depois da morte do marido, Helena descobre que ele a deixou sem dinheiro, cheia de dívidas e com um filho prestes a entrar no ensino médio para criar sozinha. Sem muita experiência em trabalhos que não os voluntários, Helena vai precisar se agarrar à primeira oportunidade de emprego para conseguir manter ela e seu filho com uma boa vida. O que ela não esperava é que seu chefe, com seu estilo Indiana Jones e aparência de Gerard Butler (!!!), a deixasse de pernas bambas e frio na barriga todos os dias.
Gostei muito de Helena, achei a personagem incrível, com uma cabeça ótima, tendo suas reações mais maduras, até porque é uma mulher com mais de quarenta anos (não lembro a idade exata), mas ainda mantém algumas reações como se fosse mais nova, e eu achei isso bem legal para não deixar a história muito séria, o que acabou trazendo um ar mais leve e divertido à trama.
Patrick é um homem maravilhoso, tem aquela aparência de macho mesmo, além de ser gentil e cavalheiro. E para quem gosta de homens mais maduros também, ele é uma ótima opção para as leitoras soltarem muitos suspiros.
Conhecemos o filho dela, Aiden, que é um garoto muito fofo e amoroso, e adorava ver como ele e a mãe se relacionavam. Também conhecemos as melhores amigas de Helena, Candy e Tina, que são super divertidas e tem ótimas personalidades, que mesmo em uma cidade como Pasadena, são pessoas confiáveis e boas e gostei muito das interações entre as três.
Não conhecia Pasadena até ler esse livro, e gostei muito de como a autora soube introduzir a cidade à trama, falando das partes positivas e negativas e mostrando a beleza do local, tudo muito bem explicado, como se realmente estivéssemos fazendo uma visita à cidade.
A autora escreve um texto bem explicativo, sempre que aparece um personagem novo Helena conta sobre alguma coisa sobre o passado dele, como por exemplo como se conheceram, ou como se comportou em alguma situação, ou até sua forma de ver a vida. Isso pode soar um pouco cansativo para algumas pessoas que preferem que a história seja mais direta, mas eu achei interessante ler mais sobre a vida deles, já que assim não tiveram participações aleatórias na história.
Eu li que esse livro era um chick-lit, mas eu o considero mais um romance do que um chick-lit, pois não encontrei muitas cenas engraçadas que a gente acaba caindo na gargalhada. Não que isso seja um ponto negativo, ou que a leitura não seja prazerosa ou divertida, ela é, só não acho que tem aquela característica própria dos chick-lits.
Só não gostei tanto assim do final, não é que tenha sido ruim ou que eu tenha odiado, mas achei meio corrido, e as coisas ficaram resolvidas meio sem conversa, elas aconteceram e foram aceitas sem maiores explicações. Não posso dar mais detalhes para não ocorrer de aparecer algum spoiler, mas quem ler vai entender o que estou falando.
Sobre a parte gráfica, eu gostei da capa apesar de ser simples, e há verniz localizado no título e no desenho das pernas. A diagramação está simples e as letras não são muito grandes, mas a leitura foi confortável para mim, mesmo com as páginas brancas.
Adorei que, ao final da história, há uma entrevista com a autora. Não sei se ela foi introduzida apenas na versão nacional ou se é assim também na versão original, mas eu realmente achei interessante e nunca tinha lido uma entrevista no final de um livro, pelo menos não que me lembre.
Não conhecia a autora, mas ela é bem famosa já que, além de ter escrito Helena de Pasadena, escreve para um blog e produz um podcast semanal e escreve para o Oprah.com também semanalmente, é produtora e apresentadora de talk show, palestrante conhecida e consultora de mídias sociais.
Recomendo esse título para quem curte histórias de superação, mas com um pano de fundo divertido, com personagens muito bem construídos em uma cidade real, que foi bem descrita.
Avaliação



>> Esse post está participando do Top Comentaristas Nº 10 - FORMULÁRIO


Comente com o Facebook:

16 comentários:

  1. Adorei o nome do livro. Porque será... =P
    Já tinha ouvido falar de Pasadena em algum seriado ou filme.. Não me recordo bem..
    Mais que chefinho é esse?! Quero um pra mim...

    Luiza Helena Vieira
    Obsession Valley

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pela resenha Tatha! Estou ansiosa para ler Helena de Pasadena! Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  3. Na minha última visitinha que fiz à livraria, eu quase, mas quase mesmo comprei esse livro. rsrs. Lembro que vi em algum lugar a sinopse e tinha amado, mas aí decidi levar "Fiquei com seu número" da Sophie Kinsella.

    Beijos, Belle.

    ResponderExcluir
  4. Achei a capa fofíssima!! Fiquei muito interessada em ler não conhecia o livro e a historia me chamou bastante atenção!!Gosto de historias de superação, onde se mostra que é possível se reerguer sim até nas piores situações e gostei mais ainda por ter um lado engraçado oq realmente deixa a historia mais leve e o livro flui melhor!!O fato da entrevista no final na minha opinião funciona muito bem da a oportunidade de conhecermos melhor os autores... Bjao

    ResponderExcluir
  5. Não conhecia esse livro e realmente o enredo dele não me chamou muito a atenção :/
    Beeijos,
    leitoraobsessiva.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Não é um livro que faz meu tipo, gosto mais de fantasia, mas leria se eu ganhasse ele ou se pegasse uma promoção boa. Adorei a capa, como vc disse é simples, mas muito bonita, as capas da editora Rai são lindas neh? (sou doida por capas, então não liga... rsrsrsrsr)

    Muito boa sua resenha.

    Bjo^^
    http://livrosdeelite.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. gostei da resenha muito interessante, foi uma leitura que me deixou intrigada!

    ResponderExcluir
  8. Nossa gostei mesmo da tua resenha até porque esclareceu bastante sem dar spoiller, o que eu não acho bacana!
    Mais tua resenha foi muito franca, de modo a deixar a mercer do leitor a decisão se vai ler ou não. Gostei e vou pensar se compro o livro ou nao!

    Bjim!

    ResponderExcluir
  9. Bom não gosto muito do gênero, mas depois de ler sua resenha fiquei bem curiosa. Quem sabe eu não tenho a oportunidade de ler este livro?

    ResponderExcluir
  10. adoro esse tipo de leitura e amei amie a resenha parabens!

    ResponderExcluir
  11. Ah só d ver a capa eu ja gostei..
    E lendo a resenha entao, ai msm q me deu vontade de ler..
    Nao conhecia esse livro ainda, mas parece q promete, hein!!!

    Mais um add a minha listinha!!! :D

    bjs

    ResponderExcluir
  12. A história da protagonista já começou mal, tadinha, fiquei com pena. Aparência de Gerard Butler? Uau KKKKKKKKKKKKKKKKK Acho que leria esse livro sim hahaha

    ResponderExcluir
  13. parabens pela resenha , achei bem interessante o timo de livro que agnt so para quando termina , muito bom!

    ResponderExcluir
  14. Adorei a capa e a resenha... achei muito legal a historia... um romance um pouco mais maduro vai bem as vezes...

    Gostei mais ainda do chefe com aparencia do Gerard Butler... =D

    bjus

    ResponderExcluir