O que aconteceu com o Adeus? – Sarah Dessen


Em “O que aconteceu com o Adeus?” conhecemos McLean Sweet, uma adolescente que teve sua vida transformada totalmente quando a história de amor que ela mais admirava acabou, e seus pais se divorciaram. Com isso, e a culpa toda sendo de sua mãe, ela sente que deve ir morar com o pai, que sai da cidade por causa de um novo emprego: consultor de restaurantes.
Só que o seu trabalho exige que ele fique pouco tempo em uma cidade e logo mude para outra, depois outra e mais outra. McLean vai junto em todas elas, mas prefere deixar para trás, além de sua tristeza, sua identidade.
Ela deixa de ser McLean e passa a ser Eliza, Lizbet, Beth, e, com cada uma delas, uma nova personalidade surge como meio de autodefesa, assim ela não precisa ficar triste quando tiver que dar adeus às pessoas, já que ela não se envolve muito com nenhuma delas.
Até que ela chega a esse novo local, Lakeview, onde tudo que ela não consegue é mudar de identidade. Agora ela precisa desempenhar o papel mais importante de sua vida: descobrir quem é ela mesma, depois de tanto tempo, e agir conforme o que deseja, coisa que não vem fazendo há um tempo já que tem receio de ter que ir embora antes do que o esperado.
Sarah tem a sensibilidade de escrever uma história incrível, com personagens admiráveis e ainda consegue nos transportar para as páginas de uma maneira tão gostosa que é como se estivéssemos participando da história no momento exato em que as coisas acontecem.
O relacionamento de McLean com sua mãe é bastante complicado. No começo, acabo entendendo bem o seu lado e fico contra a sua mãe, mas com o passar dos acontecimentos, eu entendi o motivo de ela ter feito o que fez, só não faria igual se fosse ela, mas quem sou eu para dizer como o outro deve agir? E acabei ficando a favor dela, inclusive achei uma das últimas cenas muito admirável.
Considero esse um ótimo livro para pessoas de todas as idades, mas acredito que possa ajudar, especialmente, os jovens que passam por situações semelhantes aos personagens na vida real, coisa que com certeza é bem fácil de ser encontrada por aí.
Nessa trama, o romance é deixado bem de lado. Quase não acontece, só mais para os 45 do segundo tempo, mas ainda assim foi fofo. Só que Dave não me conquistou totalmente. Algumas situações, inclusive, ele me incomodou, mas com o passar da história até que transformou-se em alguém mais agradável e acabou fazendo com que eu torcesse para que os dois ficassem juntos.
Tenho certeza de que você já ouviu falar muito bem de Sarah Dessen por aí, e tenho que complementar que nada do que dizem é exagerado. A autora escreve bem sim, sabe desenvolver tudo de forma invejável e ainda consegue nos deixar ansiosos para ler todos os seus outros livros. Se você ainda não teve a oportunidade de conhecer algum de seus fantásticos universos, recomendo que não perca mais seu tempo e corra atrás de alguma de suas obras o mais breve possível, pois tenho certeza de que não vai se arrepender.
Todas os acontecimentos que Sarah entrelaça em suas histórias são bem desenvolvidos e ela não deixa um argumento que for no ar. Ela explica tudo o que ocorre com detalhes, mas de uma forma maravilhosa, que não nos deixa cansados, pelo contrário, só nos faz buscar mais informações a cada página virada.
Separei dois quotes que adorei para vocês:
 “Incrível como se podia ir tão longe de onde você tinha planejado e, no entanto, descobrir exatamente onde você precisava estar.”
“Pensei que não tinha mais um lar. Mas lá mesmo, naquele momento, percebi que estava errada. Lar não era uma casa montada, ou apenas uma cidade no mapa. Era qualquer lugar onde as pessoas que te amam estão, sempre que vocês estão juntos. Não um lugar, mas um momento e depois outro, construídos sobre o outro como tijolos para criar um abrigo sólido que você leva consigo a sua vida inteira, onde quer que esteja.”
Mesmo que nenhum de seus títulos faça parte de alguma série, Sarah faz alguns de seus personagens se encontrarem em outro livro. Adorei isso! “O que aconteceu com o Adeus?” é o terceiro livro dela que leio, e o terceiro publicado no Brasil, mas foi o primeiro que percebi esse método. Talvez porque não li todos os outros, então não saberia se os personagens haviam se encontrado mesmo, ou porque os dois anteriores não se passam nos mesmos locais. Mas nesse, há personagens de “Just Listen” (não há interação entre eles, McLean só os observa de longe) e de “A Caminho do Verão” (aqui há uma breve interação).
Posso ter adorado esse livro, mas ele não se transformou no meu favorito de Sarah Dessen, ainda gostei mais de “A caminho do Verão” – que também foi publicado pela iD, tem resenha aqui no blog e eu recomendo demais! –, talvez por me identificar mais com a personagem principal (ela é notívaga e eu também!).
O trabalho gráfico da iD, novamente, está maravilhoso.  Eles mantiveram a capa original, a contracapa é verde limão e as divisões dentro dos capítulos têm florzinhas fofas, o que está simples, mas muito bonito.
Com uma narrativa incrivelmente bem construída – típica da autora –, personagens que poderiam ser facilmente nossos conhecidos – ou até mesmo amigos, e com uma história deliciosa e que foge dos sobrenaturais, recomendo imensamente “O que aconteceu com o Adeus?”.
Avaliação





>> Esse post está participando do Top Comentaristas Nº 02 - FORMULÁRIO


Comente com o Facebook:

9 comentários:

  1. Adorei, flor... Sua resenha ficou maravilhosa! Bj
    Lendo de Tudo

    ResponderExcluir
  2. :3 acho que deste com certeza eu gostaria de ler
    minha colega diz que a capa é feia mas eu adorei, e o marcador do livro é bem legal :3
    ainda não li nenhum livro da autora, mas espero uma chance.
    A resenha está ótima,
    abraços.


    @Mayh_Fernandes
    yarasp71@hotmail.com

    ResponderExcluir
  3. Tenho uma amiga que sempre elogia os livros da Sarah, e depois da sua resenha fiquei com mais vontade ainda de ler.

    Adorei!!

    Beijos.

    Carissa
    Arte Around The World

    ResponderExcluir
  4. Como comentei com vc nunca li nada da Sarah, mas tenho curiosidade já que tanta gente fala tão bem...Esse livro em específico me chamou atenção pelo fato dela adotar personalidades diferentes e depois ter que resgatar a dela mesma...

    Adorei sua resenha =]

    Miquilisssss
    Bruna Costenaro
    @BruFinland

    P.s vc anda sumida garotinhaaaaa

    ResponderExcluir
  5. Enquanto estava lendo a resenha jurei que ia chegar na parte "e então ela se apaixona e começa a repensar a vida"! Pelo visto me enganei. Gostei de ver que ele deixa o romance meio de lado, acho que deve tornar o livro mais realista.

    @gaveta_aband

    ResponderExcluir
  6. Gostei desse conceito que a autora aborda, e é tão real. Em meio ao século dos divórcios, tudo isso acaba muito banalizado. Mas só quem vive no contexto da separação e das brigas sabe como é. O livro parece ser ótimo, a começar pelo título. Gostei ainda mais de saber que a autora coloca personagens de uma obra em outra, pois adoro esse recurso! (:
    Parabéns pela resenha. ;)
    Beijinhos, :**

    semclichesporfavor.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Sua resenha ficou ótima. Uma pena que o romance não esteja tão evidente, porque é uma das minhas partes preferidas num livro, rsrsrs. Mas, como a autora escreve super bem, vou dar uma chance ao livro ;)

    Bjs
    Pamela Chris

    ResponderExcluir
  8. Que resenha fantástica!
    Amo o jeito que você escreve a sua opinião. O livro parece ser tão incrível que já estou morrendo de vontade de ler. Até já pedi para o meu pai comprar para mim urgentemente.

    A capa é maravilhosa e o fato da autora colocar personagens de outros livros que ela já havia escrito me deixou mais empolgada.

    Quero muito ler esse livro, aliás preciso.

    Beijinhos

    ResponderExcluir