Vídeos: Retrospectiva Literária 2012


Oii gente! Como vocês estão? Como estão os preparativos para a virada do ano? Mais uma vez, desejamos um 2013 maravilhoso para vocês e todos os seus familiares e amigos!
O post de hoje é especial, já que fizemos vídeos de Retrospectiva 2012, falando dos melhores (e os não tão bons assim) livros que lemos nesse ano que está no fim. Assistam e nos digam o que acharam. E quais são os melhores livros que vocês leram esse ano? Se alguém fez vídeo desse estilo, ou quem sabe um post, nos envie o link porque vamos adorar conferir!




Esse post está participando do Top Comentaristas Nº 09 FORMULÁRIO


A Morte da Luz – George R. R. Martin


Eu sempre quis ler algum livro deste autor tão bem falado por muitas pessoas, mas ainda não havia tido a oportunidade de ler uma de suas obras. Quando peguei “A Morte da Luz” em minhas mãos, não sabia bem o que pensar sobre esse título, mas confesso que comecei a leitura com grandes expectativas justamente pelo nome do autor na capa. Agora, depois de ter lido, venho compartilhar minhas sinceras opiniões com vocês e espero transmitir em palavras tudo que senti lendo esse volume.
Logo no início do livro, temos uma citação sobre a civilização de Worlon, um planeta sem importância que vaga pelo universo criado pelo autor. Esse planeta raramente passa por alguma estrela e é por isso que apenas quando ele se aproxima do sol que é rodeado por seis menores sois que faz com que ele tenha luz.
Quando os planetas descobrem uma passagem, resolvem montar um festival de 14 planetas e 14 cidades, para que a cultura de cada planeta fosse representada. E é após a realização deste festival quando os turistas vão embora e alguns habitantes resolvem ficar nesse planeta inusitado para poderem realizar pesquisas, ou por motivos pessoais, que se passa a história, quando o planeta Worlon está se afastando cada vez mais do sol.
O autor tem uma capacidade incrível de criar novos mundos e construir personagens, tudo tão bem narrado, que nos encantamos com suas personalidades e somos conquistados, também, pela abundância de características, os tornando memoráveis.
O livro contém culturas únicas e confesso que no começo da leitura fiquei um pouco confusa, por assim dizer, com vários nomes dos planetas e personagens, mas à medida que fui lendo consegui encaixar melhor cada qual com sua devida parte na história, e tive, a partir daí, uma leitura mais fluída e gostosa.
Esse não é um estilo de livro que me agrade muito, mas com certeza posso afirmar que o autor soube escrever com maestria, pois apesar de não ter me encantado muito com o final, a história conseguiu me prender bastante com toda sua ação.
A capa é maravilhosa e representa bem a história. Já a diagramação, em minha opinião, não ficou tão boa assim, pois as linhas e as letras, apesar de não muito pequenas, estão muito juntinhas e isso me incomodou um pouco na hora da leitura, mas as páginas são amarelas, o que é ótimo. E sendo o primeiro livro do autor, já podemos ver como George é incrível em criar novos mundos.
Recomendo esse livro principalmente para que é fã do estilo. E para quem não é, assim como eu, recomendo também, pois é uma leitura incrível que nos prende e tem bastante ação além de ser cheio de reviravoltas, não cansando nem um pouco.
Avaliação



Esse post está participando do Top Comentaristas Nº 09 FORMULÁRIO


Promoção Adeus Ano Velho, Feliz Livro Novo – Versão 3.0



Oii gente! Como estão todos? Espero que tenham tido um Natal maravilhoso, rodeado de pessoas que amam, comidas gostosas e muitos presentes e, acima de tudo, que tenham se divertido e estejam muito felizes!
E como estão os preparativos para a virada do ano? 2013 está chegando, só faltam alguns dias para 2012 acabar e tomara que ele esteja guardando muitas lembranças incríveis que vocês vão levar para toda a vida, e que 2013 esteja trazendo muita felicidade e um ano mais do que maravilhoso, para vocês e todos seus amigos e familiares.
Hoje, temos um presente para vocês, nossos leitores queridos e amados, que todos os dias fazem com que o House of Chick seja o que é hoje. Obrigada por nos acompanhar, por ler nossas resenhas e posts, por participar de nossas promoções, por deixar comentários lindos que nos enchem de felicidade, por estarem presentes em nossas redes sociais e, claro, em nossas vidas.
Nos unimos a diversas editoras e a loja I Wish para fazermos uma promoção ótima para vocês, com bijuterias, mais de 30 livros e muitos brindes. Agora chega de falar e vejam os prêmios e saibam como concorrer!!
Esperamos que gostem! Boa sorte! =D


Regras Gerais
>> Dividimos os prêmios em três kits, sendo 10 livros + marcadores e brindes + uma bijuteria em cada um deles. Cada kit vai premiar dois ganhadores, com 5 livros + marcadores (os brindes dependem dos títulos escolhidos);
>> As regras específicas de cada kit estão no Rafflecopter (qualquer dúvida é só perguntar por e-mail houseofchick@gmail.com);
>> Os sorteios que definirão os dois ganhadores de cada kit serão realizados por Rafflecopter;
>> Um participante pode concorrer a quantos e quais kits desejar, ou seja, se quiser pode concorrer apenas ao kit 01, 02 ou 03, ou aos kits 01 e 02, ou aos kits 02 e 03, ou a todos os três kits.
>> Todo participante deve ter endereço de entrega no Brasil.
>> Alguns envios serão realizados pelo House of Chick, outros serão enviados diretamente pelas editoras parceiras.
Ganhadores
>> O primeiro sorteado de cada kit poderá escolher 5 títulos à sua escolha (sendo 4 normais + 1 romance de banca) + a bijuteria da loja I Wish;
>> O segundo sorteado receberá os outros 5 títulos (sendo 4 normais + 1 romance de banca) do kit em questão.
>> Atenção! Livros em sequência equivalem como 2, mas ao escolher um dos títulos, o ganhador automaticamente levará o outro.
Kit 01 

1.    Kit da blogueira Bruna Vieira, contendo livro “Depois dos Quinze” + camiseta + marcadores
2.       Êxtase – Lauren Kate
3.       Procura-se um marido – Carina Rissi   
4.       A Seleção – Kiera Cass
5.       Feita de Fumaça e Osso – Laini Taylor
6.      "A Miquelina e o Crumélio: Mundo cinzento" + "A Miquelina e o Crumélio: Cama de gato" – Rafael Vidal + marcadores
7.       Guia Oficial da Série Irmandade da Adaga Negra
8.       O Orgulho de Jared Mackade - Mackade nº 02 – Nora Roberts
9.       Fetiche de mulher – Modern Sexy nº 64 – Robyn Grady
10.   Colar inspirado em "50 tons de Cinza" da I Wish
a Rafflecopter giveaway

Kit 02


1.       O Iluminado – Stephen King
2.       A Viagem do tigre – Colleen Houck
3.       "O Motivo" + "A Missão" de Patrick Ness
4.       Os infratores – Matt Bondurant
5.       Cinema Pirata – Cory Doctorow
6.       Noiva Despida – Nikki Gemmell
7.       Nada é para sempre – Ali Cronin
8.       Fetiche de mulher – Modern Sexy nº 64 – Robyn Grady
9.       Garotas boas não têm vez – Modern Sexy nº 62 – Natalie Anderson
10.    Colar de bigode na cor verde da I Wish

a Rafflecopter giveaway

Kit 03


1.       À primeira vista – Nicholas Sparks
2.       “Dália Azul” + “Rosa Negra” – Nora Roberts + brindes
3.       Marina – Carlos Ruiz Zafón
4.       O Prisioneiro do Céu – Carlos Ruiz Zafón
5.       Frio do Além – Charlaine Harris
6.       Milagres do Ágape – Carol Kent e Jennie Afman Dimkoff
7.   Box Pocket Grandes Heroínas da Literatura (“Helena” – Machado de Assis + “Senhora” e “Lucíola” – José de Alencar)
8.       Fetiche de mulher – Modern Sexy nº 64 – Robyn Grady
9.       Garotas boas não têm vez – Modern Sexy nº 62 – Natalie Anderson
10.   Colar de Sal Grosso da I Wish

a Rafflecopter giveaway

Boa sorte a todos!

Atenção! 
Ganhadores: Devido ao Rafflecopter não divulgar nomes completos publicamente, vou deixar uma lista abaixo com os perfis do facebook dos ganhadores de cada kit. Confira se foi um dos ganhadores e envie um e-mail com seus dados para promo.hoc@gmail.com no prazo de 3 dias (até 09/02) ou haverá um novo sorteio.

Kit 01:
Ana P.
Rodolpho E.



Kit 03:
Cristiane S.
Rafael F.


Caixinha de Correio 14


Oii gente! Como vocês estão?
Hoje tem mais um vídeo de Caixinha de Correio! Eu sei, já faz um bom tempo que não fazemos, mas decidimos voltar com tudo, e vamos gravar diversos tipos de vídeos para vocês, quem quiser dar ideias, fazer perguntas, etc., fique à vontade para nos mandar e-mails, comentários aqui no blog ou no Youtube, Facebook ou Twitter.
Também queremos saber se vocês querem que a gente faça um Bookshelf tour, se sim, avise-nos, tendo uma boa quantidade de pedidos, gravamos os vídeos.
Esperamos que gostem! =D



Resenhas citadas no vídeo
Promoções


A Luz através da Janela – Lucinda Riley


 A Segunda Guerra Mundial deixou muitos destroços e segredos familiares principalmente na família de Emilie, os De La Martinières. Quando sua mãe faleceu, deixando o legado do château da família para ela, a única herdeira, Emilie fica devastada e quer vender tudo para que possa voltar à sua rotina comum de veterinária. Entretanto, Sebastian Carruthers aparece em sua vida para ajudá-la a cuidar de toda a documentação e a consola nos momentos mais difíceis. Emilie se apaixona pela sua gentileza e decide se casar com ele. Assim, ela se muda para a casa do marido, Blackmoor Hall, em Yorkshire. Contudo, a vida que ela, ingenuamente, pensa estar começando bem, trará a ela muitas surpresas e revelações do presente e do passado de toda uma geração.
Primeiramente começo afirmando que este foi umas das melhores descobertas que fiz neste ano, um dos motivos foi que eu nunca havia me interessado por ele, e no dia em que fui à livraria eu só o comprei porque, ele estava com um preço muito bom. E eu esperava um livro que tivesse um final previsível, mas acho que eu nunca estive mais errada. Este livro conseguiu me cativar mais a cada página, a história é perfeita, tem romance, um pouco de mistério, tudo na medida certa, de maneira que você passa horas lendo sem que nem mesmo se perceba.
A história conta sobre Emilie De La Martinières uma personagem que veio de uma família nobre da França, e trabalha como veterinária. Apesar de muitos acharem que ela deveria trabalhar com algo glamoroso devido aos seus status, ela opta por fazer aquilo que realmente deseja, apesar de contrariar a mãe com quem tem uma relação conturbada desde a infância, e que esta, ao morrer, deixa um château, uma casa em Paris, e algumas dívidas, já que a família, embora nobre, estivesse tendo certas pendências financeiras. E em meio a todo esse caos, ela conhece Sebastian Carruthers, que de modo misterioso conta que suas famílias estiveram envolvidas no passado. Emilie, então, se vê obrigada a lidar com a decisão de talvez vender o château para pagar as dívidas da mãe, porém quando pensa em tomar essa decisão resolve descobrir a história que teve naquele lugar, que envolve os De La Martinières e os Carruthers da época da segunda guerra mundial que seria Connie Carruthers e Sophia De La Martinières, em uma complicada história de amor impossível.
Em meio a este caos, obrigada não só a lidar com o luto pela mãe, o misterioso passado de Sophia, que de alguma maneira ainda desconhecida alterou o restante da linhagem De La Martinières, Emilie se vê apaixonando por Sebastian. E, após certos acontecimentos, ela vai morar com ele na Inglaterra e assim conhece Alex, o irmão paraplégico, e entre suas idas e vindas de Paris para acompanhar as mudanças que ela esta fazendo no château, ela descobre que talvez aquele lugar é apenas um dos mistérios em que ela se vê envolvida.
Em relação aos personagens eu simplesmente amei Emilie, ela é uma personagem verossímil, você nota que ela comete erros e acertos, que ela não é aquela personagem perfeita e com ar falso, a leitora pode se identificar com Emilie, entender suas dúvidas, suas escolhas e atitudes, por este motivo eu gostei muito dela. Sebastian é um jovem atraente, inteligente, que realmente faria o estilo de muitas garotas, mas tem uma personalidade que eu diria bem difícil, PORÉM Alex foi minha paixão imediata, porque ele é fofo, bem leal (só quem ler o livro vai entender, se eu falar vou soltar spoiler hahahaha) e mostra que um paraplégico consegue sim ser independendo e neste caso muito sexy hahahaha. Sophia e Connie são personagens das famílias que viveram na conturbada época da segunda guerra mundial, e mesmo que elas tenham se tornado amigas, possuem personalidades diferentes. Sophia é extremamente bela, poetisa e inocente devida a sua cegueira, que fez com que sua família a protegesse muito, mas também é aquele personagem de origem rica e que não está acostumada a passar por dificuldades e nota-se isso com clareza em alguns momentos. Já Connie é uma mulher forte, realista, capaz de passar por muitas dificuldades e passar por qualquer problema que tiver de enfrentar e que, assim como seu marido, luta em favor da França e Inglaterra contra os Alemães nazistas, e é esta causa que juntou as duas famílias, em um laço de amizade que será colocado à prova  em vários momentos.
  Finalizo afirmando que todos deveriam ler este livro, principalmente quem, assim como eu, ama mistério, romance que se passe em épocas conturbadas da história, ou simplesmente para aqueles que apreciam um bom livro. Eu comprei este livro e agora estou louca para ler todos da autora e lerei em breve “A casa das Orquídeas” da mesma autora, e se ele tiver pelo menos UM POUCO da qualidade deste livro já será suficiente para ser um bom livro.
>> Você pode ganhar esse livro! Saiba como: Esse post está participando do Top Comentaristas Nº 09 FORMULÁRIO



Pacto Secreto - Eliane Quintella

Pacto Secreto
Você seria capaz de assinar um pacto para ajudar sua família?

Há alguns anos a irmã de Valentina, a Sara, sofreu um acidente e ficou tetraplégica. E Tina (como é chamada), leva a culpa em si todos esses anos, e o que ela mais faz é pedir ajuda a Deus. Mas quando Deus não a ouve (ela pensa que não) resolve então pedir ajuda ao diabo.
O enviado do diabo é um homem bonito e sedutor. Ele foi enviado especialmente para propor um pacto a ela.
Ao desenrolar da trama, Tina descobre coisas muito importantes, que contribuíram para selar esse pacto.

Como eu tive raiva do começo ao fim de Carla. Nossa, ela é muito chata, e principalmente depois da descoberta. Não disse nada dela, mas nem vale a pena... Só saiba que ela é uma ''amiga'' de Tina.

O enviado é maravilhoso, pena que ele é mau e é um enviado do diabo.
Outros personagens essenciais são; a mãe de Tina e Sara, Carmem, mister sinistro (mais ou menos, só lá no final) e o pai das gêmeas (Tina e Sara).

Eu realmente demorei pra ler, acho que algumas partes são enroladas demais, e eu ficava entendiada. Mas eu gostei pra caramba do livro. Porque, tirando as enrolações, tinham as partes bem legais, bem boladas e algumas informações interessantes. Não sei se tudo foi inventado, tipo aquelas histórias de Lúcifer e o caramba, fico pensando se é verdade ou a Eliane inventou.

Então, eu realmente gostei. Minha notinha 4 fala por mim (ou não?).
A Eliane usa uma linguagem boa, fácil de entender. Não é aquela narração que cansa...

Avaliação



>> Esse post está participando do Top Comentaristas Nº 09 FORMULÁRIO


O Amor nunca diz adeus – Amadeu Ribeiro


O livro começa com uma história simples e típica de uma classe média baixa com seus problemas de emprego. Conhecemos Natalia, loira, bonita e cheia de qualidades para a visão de um homem, só vamos conhecer sua essência no decorrer da trama, pela base de amor recebido de sua mãe. Ela fica triste, pois perdeu o emprego e não consegue arrumar outro. De repente, sem entender, alguém a chama para uma entrevista em um lugar que nunca havia deixado o currículo, é admitida e vê sua vida totalmente transformada. Tudo de bom começa a acontecer para ela.
Romances mediúnicos sempre acabam nos passando uma mensagem de vida muito boa, pois são caminhos que percorremos e o que fazemos no momento que estamos aqui, e o agora já vem entrelaçado ao que fomos e ao que almejamos para o nosso prospecto. Somos reflexo do que fomos um dia, e alguns acreditam que não estamos aqui por estar, outros acreditam que sim. Eu acredito que o universo conspira para nosso progresso espiritual. Muitas vezes, ao ler esse tipo de obra, como foi o caso desse livro, passamos a refletir bastante sobre isso.
O romance não tem aquele aprofundamento típico de romances mediúnicos, e no meio do livro já encontramos explicações. A história fica com mais emoção quando começam esses esclarecimentos.
Quando a Natalia conheceu Yuri, acho que foi meio forçado, pois ele era noivo e estava prestes a casar e mal a conhecendo já largou tudo por ela. Com isso, é claro que sua noiva fica revoltada e apronta de tudo para separar os “recentes pombinhos”. Algumas de suas investidas dão certo e ela quase acaba conseguindo casar com ele mesmo.
Mas, como tudo foi muito rápido, o livro mostra que Yuri é bem confuso, pois sempre cai na conversa errada. Será que ele não via antes que a noiva não era legal? Depois acabamos encontrando a resposta para esse questionamento. E, através da pós-vida, sabemos que esses personagens tiveram suas vidas entrelaçadas no passado e, atualmente, voltaram para os acertos. Os motivos pelos quais Yuri nessa vida se apaixonou imediatamente por Natalia estão explicados no livro, fazendo com que a gente consiga entender melhor essa história.
A capa do livro é bem bonita e sugestiva. E a diagramação está linda, cada capítulo apresenta o negativo da foto da capa, e as letras são grandes e espaçadas, o que facilita na hora da leitura.
Eu nunca tinha lido nada desse autor, mas gostei bastante de sua forma de escrita, principalmente porque ele nos conta como começou a escrever, inclusive como ficou encantado com o livro “Espinhos do Tempo” de Zibia Gasparetto (uma de minhas autoras mediúnicas preferidas), e com os ensinamentos que ali continha. A partir daí, passou a fazer um curso para jovens na Federação Espírita de SP. Com isso, e sem explicações, começou a digitar nomes e criou essa história, ou seja, ele teve uma ajuda espiritual para desenvolver esse lindo título. A trama começa com um conteúdo simples, mas com muita profundidade, fazendo nossa alma fortalecer a crença da reencarnação, tudo relatado e vivido ali tem uma simplicidade singular, fácil de ser entendido e admirado.  
Por tudo que foi escrito acima, eu super recomendo essa leitura para todo mundo, pois o autor soube como conduzir uma linda trajetória cheia de altos e baixos, que tocam nosso coração.
Avaliação



>> Esse post está participando do Top Comentaristas Nº 09 FORMULÁRIO


O Céu vai ter que Esperar – Cally Taylor


“O Céu vai ter que Esperar” já foi lançado há algum tempo pela Bertrand Brasil e desde essa época sou louca por esse livro. Poderia citar vários motivos sobre o porquê de eu querer tanto ler essa obra, mas com certeza eu preciso começar pela capa. Ela é linda, brilhante e bem divertida e, junto com o título, fazem valer todo dinheiro investido no livro, só para poder ter na estante. Claro que um livro não se faz só pela capa, e eu estou aqui para contar para vocês o que achei do conteúdo.
Na história conhecemos Lucy e Dan, um casal muito fofo que está prestes a se casar. Na véspera do casamento deles, Lucy e sua amigas resolvem fazer uma despedida de solteiro quando, de repente, um acidente faz com que ela passe desta para melhor.
Quando ela “acorda”, está desorientada em um local desconhecido chamado Limbo, com uma decisão em suas mãos, ir direto para o céu, onde ela pode rever seus pais ou voltar para terra para cumprir uma missão e assombrar a vida de seu até então noivo. Lucy tem vinte e um dias para cumprir sua missão e quando ela resolve vir para a Terra, ela acaba ficando em uma casa com outros dois aspirantes a fantasma, Brian e Claire.
Claro que não posso contar a missão dela para vocês, pois isso seria um grande spoiler, mas posso revelar que é bem difícil, ainda mais com o prazo estipulado, e ela nos garante ótimos momentos cheio de risadas. E como toda missão tem regras, essa não é diferente, nossa protagonista não pode entrar em contato com ninguém que fazia parte da vida dela, além de ter sua aparência modificada para ninguém reconhecê-la. Porém, o sucesso de sua tarefa a garante virar um fantasma.
Enquanto realizava suas tarefas, Lucy sempre ia ver Dan e suas amigas, mesmo sem entrar em contato. Até que certo dia ela descobre que uma de suas amigas, que nem pensava em se casar, agora tem esse sonho e pior, com o seu ex-noivo, Dan. Tentando cumprir seu objetivo na Terra e causando muita confusão, vemos nossa protagonista relembrar seu romance com Dan e todas as coisas fofas que eles faziam juntos.
O livro é narrado cheio de humor, apesar de algumas partes tristes, como ver o estado de Dan após a morte de Lucy, mas a autora soube conduzir a história de maneira leve e divertida que nos garante ótimos momentos, e uma protagonista cativante que nos encanta do início ao fim. Os personagens foram muito bem descritos e construídos, fazendo com que até os secundários desempenhem um papel importante no livro, roubando a cena várias vezes.
Achei que a amiga de Lucy teve uma reação um pouco forçada de querer conquistar o ex-noivo de sua amiga assim, em tão pouco tempo depois de sua morte, não é uma coisa legal, principalmente porque ela era amiga, deveria esperar um tempo, ou muito tempo até pensar em conquistar Dan.
Super recomendo este livro para todo mundo que goste do estilo, pois ele é um Chick-lit muito divertido, com uma história nova e gostosa, que nos prende desde a primeira página. A narrativa é fluída e quando percebemos já estamos no final do livro e terminamos com um gostinho de quero mais.
A capa, como falei no começo desta resenha, é maravilhosa. Na mão é ainda mais bonita do que na foto e o céu é todo brilhoso. Então este livro é daqueles com uma diagramação perfeita, capa, título e história maravilhosos, fazendo com que ele seja um pacote completo. Espero que todos se divirtam com esse título como eu me diverti.
Avaliação



>> Esse post está participando do Top Comentaristas Nº 09 FORMULÁRIO


Promoção “Coragem para sonhar” – 1D


Oii gente! Tudo bem com vocês? Final do ano chegando e nós trouxemos uma promoção especial para vocês, principalmente os fãs da banda One Direction!
Em parceria com a Editora Prumo, vamos sortear um kit bem legal da banda, contendo o livro “Coragem para sonhar”, uma biografia escrita pelos próprios meninos + pulseira + colar, igual ao das fotos abaixo.


O sorteio será realizado pelo Rafflecopter e o envio do prêmio será feito pela própria editora.
Boa sorte a todos! =D

a Rafflecopter giveaway


Sirensong – Faeriewalker #03 – Jenna Black


Não há spoilers nessa resenha, nem dos volumes anteriores.
Em “Sirensong”, terceiro e último volume da série Faeriewalker, é finalizada a aventura de Dana, depois que ela foi até Avalon viver com seu pai e acabou descobrindo o que era e quais habilidades possuía. Agora, ela foi convidada a ir para Faerie para conhecer a rainha e ser apresentada à Corte Seelie, só que uma recusa ao convite não está nos planos de seu pai, já que isso pode acabar trazendo consequências negativas a eles.
Mesmo contra seus instintos, Dana, junto de seu pai e amigos, parte para a terra mágica, numa viagem em companhia de uma personalidade muito importante no mundo das fadas, que promete proteção a eles durante o caminho. Mas ela percebe que nem tudo está a salvo e vai precisar enfrentar muitos perigos, enquanto tenta achar as melhores soluções para se livrar das ameaças constantes por ser quem é e tenta viver uma vida normal.
Quando comecei a leitura desse livro, imaginei que não ia gostar muito, devido a vários comentários negativos que li por aí. Talvez, ter começado sem grandes expectativas, tenha influenciado a minha avaliação final, mas, surpreendentemente, eu gostei bastante.
Nesse volume achei a Dana muito chatinha, não que ela fosse uma protagonista ótima, mas dessa vez ela se superou nesse quesito. Ela tem uma visão muito fechada de tudo, é como se todas as coisas e situações que vivencia fossem preto ou branco, nunca podem ter variações, já que ela se incomoda com tudo, e reclama bastante também. Além disso, Dana está sempre se justificando sobre tudo o que faz ou deixa de fazer.
Por ser narrado em primeira pessoa, acompanhamos seus pensamentos e os momentos em que ela vive através de sua visão, e ela acabava sendo bastante repetitiva em diversos instantes, o que irritava profundamente, principalmente porque a maioria das vezes era para criticar/reclamar de algo que ela não aceitava ou gostava. Nossa protagonista também tem uma autoestima muito baixa e sempre que consegue uma oportunidade, rebaixa sua beleza em relação a dos outros, principalmente de sua melhor amiga, Kimber.
Apesar de Dana ser um tanto irritante, os outros personagens estão aí para compensá-la. É muito legal ver a amizade entre os jovens, que fazem de tudo para ajudar Dana, mesmo que eles precisem arriscar suas próprias vidas. As interações entre Keane e Ethan são hilárias, já que eles brigam bastante. A relação entre Dana e seu pai é incrível, o amor que ele sente por ela, apesar de não demonstrar, é quase palpável, e isso é muito legal. Também gosto bastante do Erlking, que apesar de ser um dos vilões e a gente saber que ele é um manipulador, além de arrogante, ele tem seu lado bom e sempre ajuda a protagonista quando ela mais precisa. Só estava esperando que ele tivesse aparecido mais e que tivesse tido um final diferente do que foi.
No geral, eu gostei de como a trilogia foi finalizada, acho que a autora soube criar elementos e situações para dar um fechamento legal para a maioria dos acontecimentos que foram iniciados desde o primeiro livro, mas alguns detalhes acabaram sendo deixados de lado, e isso acabou me incomodando.
Um ponto muito positivo é que, sendo uma série os volumes são lançados com um período de diferença entre um e outro, e a autora soube introduzir as lembranças do que aconteceu nos livros anteriores de uma forma sutil, mas bem feita, fazendo com que o leitor não se perca, ou tenha que reler o outro livro para entender o que acontece nesse. E isso é ótimo já que nos situe sem enjoar.
Até o meio do livro não há muitos acontecimentos, então quem gosta de muita ação o tempo inteiro pode não curtir isso, eu não me importo, até gosto desse estilo de narrativa. Por falar nisso, a forma de narrar da autora é realmente ótima e você se sente ligada aos personagens, e a tudo o que está sendo vivido por eles, e as páginas passam rapidamente sem que você possa perceber.
Outro fator que fez com que a leitura ganhasse muitos pontos foi que eu a achei imprevisível. Eu ia lendo e tentando desvendar como terminaria aquilo tudo e, como a autora introduziu soluções somente nesse volume, acabei conhecendo os rumos finais só quando estava chegando ao fim da história, quando começava a desconfiar do que viria a acontecer.
Se você espera encontrar Faerie nesse volume, já que nos anteriores não foi possível ver isso, pode ficar tranquilo que os personagens acabam viajando para essas terras, mas nem adianta se empolgar muito para ver os costumes das fadas retratados na história, já que o que teve foi praticamente inexistente.
Sobre a vida amorosa de Dana, fiquei decepcionada. Como os que acompanham minhas resenhas sabem, eu adoro quando há um casal na trama, adoro torcer por eles e ficar na expectativa do que vai acontecer ou quem ela vai escolher (no caso de triângulos amorosos). Além de não ter tido quase nenhum momento romântico nessa trilogia, a finalização de com quem ela ficou foi sem graça e totalmente deixada de lado. Não vou negar que esperava algo diferente e não chegou nem perto de alcançar minhas expectativas, fora que não gostei do “escolhido”.
A diagramação segue o padrão dos volumes anteriores, com a mesma qualidade de impressão e fontes iguais. A capa é linda e não é igual à original, mas eu gostei dessa versão nacional, principalmente dos brilhinhos que dão um charme a mais.
Recomendo bastante essa trilogia para quem curte histórias de fadas e gosta de uma narrativa fluída, bem desenvolvida e surpreendente em alguns pontos. Só não vá com muita sede ao pote, esperando muita ação, um casal fofo, ou protagonistas incríveis, que tenho certeza de que vai adorar a série também.
Avaliação



>> Esse post está participando do Top Comentaristas Nº 09 FORMULÁRIO


Floresta dos Corvos - Andrew Peters


Confesso que a primeira coisa que me chamou a atenção neste exemplar foi o design da capa, que vi quando o autor publicou a versão nacional da Intrínseca em seu Facebook. Logo de cara me encantei e me lembro de ter falado “Preciso deste livro”. A sinopse se trata de um tema infanto-juvenil, que me agradou bastante, por isso logo que tive a oportunidade comecei esta leitura e agora venho dividir com vocês as minhas opiniões sobre ela.
Neste livro, conhecemos a história de Arktorious, também conhecido como Ark, um menino de quatorze anos que vê seu pai doente e, como a situação monetária da família é bem apertada, ele trabalha de encanador para poder auxiliar sua família. Só que diferente de nós, Ark vive em cima das árvores em uma cidade chamada Arborium, muito bem construída que foi planejada por cientistas e que nenhum de seus habitantes sabe o que aconteceu com o resto do mundo, e não parecem ter nenhuma curiosidade em descobrir.
A cidade em cima da árvore é governada pelo rei Quercus e quando nosso protagonista vai consertar o esgoto de um político que é conselheiro do Rei, ele acaba por escutar uma conversa sobre outras terras que pretendem se aliar ao conselheiro para invadir os troncos da cidade de Arborium, e fazer com que seus habitantes virem escravos. Logo Ark percebe que deve contar este plano para o rei, mas para isso ele vai ter que enfrentar muito perigos e vivenciar uma missão que é mais difícil do que parece ser, porém Arktorious não está sozinho nesta aventura, ele conta com a ajuda de seu colega de trabalho Mucum.
A narrativa é bem leve e gostosa, fazendo com que a leitura seja rápida e fluída. Nem percebemos quando estamos chegando ao final e sentimos falta quando o alcançamos. Em algumas partes do livro a história se arrastou um pouco, mas em sua grande maioria foi tão boa que até esquecemos estes momentos. Com bastante ação e um final fofo, lemos sobre uma história muito bonita que passa uma mensagem de amizade, lealdade, humildade, entre outras características positivas, o que acho bem legal, já que é um livro também voltado para o público infantil, onde aprender o que é “certo”, lendo, nunca é demais, pois uma obra como essa também molda um caráter na infância.
Como falei no início desta resenha, a capa é maravilhosa, a diagramação está perfeita com páginas amarelas e com desenho de um corvo em todo começo de capítulo, assim como na última página.
Por tudo citado acima, eu recomendo este título não só para as crianças, mas também para todos os jovens e adultos que gostam de uma boa história com um bom pano de fundo, que mesmo sendo infantil, tem muito potencial para agradar todas as idades. Por isso espero que vocês se divirtam com esta leitura, tanto quanto eu me diverti.
Avaliação



>> Esse post está participando do Top Comentaristas Nº 09 FORMULÁRIO


A Estrela – Javi Araguz & Isabel Hierro


Quando vi este título pela primeira vez, o que mais me chamou a atenção foi a capa divinamente maravilhosa e, graças a ela, fiquei morrendo de curiosidade para saber sobre o que se tratava a história. Para minha felicidade este era um estilo de livro que faz parte do meu gosto pessoal, e por este motivo logo comecei esta leitura. Agora, depois de lido, venho dividir com vocês a minha opinião sobre esta maravilhosa história.
Neste título conhecemos o Linde, um local bem diferente que, devido aos maus tratos, sua estrutura foi abalada ocasionando em uma catástrofe natural. Lá, então, se tornou um ambiente bem hostil para os humanos, já que eles tiveram que se acostumar a viver com rupturas que acontecem com cada vez mais frequência, que mudam extensas faixas de terra, sendo obrigados a viver em clãs nos locais chamados por eles de limites seguros, para não perderem uns aos outros. Além das rupturas, os humanos ainda têm que se preocupar com as partículas, fragmentos que se aspirados podem deixar a pessoa maluca.
Mesmo com os limites seguros, o mundo acaba sempre mudando rapidamente, e é em uma dessas mudanças que nossa protagonista, Lan, acaba se perdendo de casa e do seu clã de Sálvia. Lan se vê perdida em um deserto sem fim e é salva logo pelo seu pior inimigo, o Sequestrador. O Sequestrador não tem um nome, pois ele é um caminhante da estela, um habitante que tem autorização para passar as barreiras e junto dele nossa protagonista vai entrar em uma aventura para salvar o Linde, já que eles acharam a cura para os problemas que o local vem enfrentando nas plantas.
A narrativa do livro é bem envolvente e em todo momento novos acontecimentos são acrescentados à trama, fazendo com que ela fique fluída e nem um pouco cansativa. Os personagens são bem marcantes e isso é um ponto forte da história.  Em toda a leitura somos envolvidos em riquezas de detalhes que nos transportam para o Linde, esse mundo criado pelos autores de forma perfeita.
O que eu não contava é que nesta distopia eu iria encontrar um fator emoção bem agravante, já que várias vezes me peguei triste por algo na trama. O final foi incrível e o romance é bem fofo.
Como falei acima, a capa está perfeita, representa muito bem o conteúdo descrito no livro e a diagramação está ótima. A Rai Editora está nos proporcionando um livro 100% em todos os detalhes. A única coisa que algumas pessoas não gostam é que as páginas deste volume são brancas.
A trama, cheia de ação e reviravoltas, faze com que a gente leia o livro tão rápido que acabamos com um gostinho de quero mais. Os dois autores souberam dosar na medida certa todos os ingredientes utilizados neste livro e é por esse motivo que eu super recomendo esta história para todo mundo.
Para quem gosta de capas, no link abaixo vocês podem ver o making of dessa, de "A Estrela". Eu, particularmente, adorei! 

 Avaliação






>> Esse post está participando do Top Comentaristas Nº 09 FORMULÁRIO


Sob a Redoma - Stephen King


Diferente de muitas pessoas que já leram inúmeras obras do Stephen King, eu só havia lido as HQsda série A Torre Negra, que já foram até resenhadas aqui no blog. Lógico que sei que ele é um autor incrível e tem seu trabalho sempre muito bem recomendado e avaliado, por isso estava louca para ler um de seus livros e descobrir como é a sua narrativa por completo. Começar com “Sob a Redoma”, um livro gigante não só no tamanho, mas também no potencial, só me deixou super encantada com o autor e, por isso, venho aqui dividir com vocês sobre minhas opiniões desse maravilhoso título.
Começamos o livro conhecendo Chester's Mill, uma pequena cidade, típica cidade do interior, onde todos os seus habitantes parecem se conhecer, se ajudar e a maioria frequenta os mesmo lugares, como o restaurante Rosa Mosqueta onde os papos acontecem. Quando a redoma aparece na cidade, do nada, e muitas pessoas estavam fora, aproveitando os locais próximos, e outras estavam em seu lar, gera vários sentimentos em seus habitantes, formando um caos na, até então pacata, Chester's Mill. O seu surgimento gerou também fatos isolados, como uma mulher perder a mão, um avião colidir com a redoma e causar um acidente, entre outros que ocorreram com essa inexplicável situação.
O livro contém muitos personagens, por isso no início fica um pouco difícil de acompanhar todos eles, mas com o passar das páginas, conhecemos um por um de uma forma que a dificuldade desaparece e passamos a aproveitar bastante a singularidade de cada um. O legal é que cada personagem conta com sua fraqueza e força, mostrando a atitude de cada um em um colapso como este onde as emoções são amplificadas, não sendo todos bonzinhos e positivos e nem todos ruins e maldosos, mas sim, complexos como o ser humano é, sendo que até os bonzinhos tem os seus segredos, sendo tudo bem realista. Os personagens com certeza são um dos pontos mais forte da história, pois nos divertimos, amamos e odiamos eles. Eles despertam um mix de emoções na gente que deixa a história deliciosa.
Vou citar alguns dos personagens bem importantes na história como o Dale Barbara, um ex-militar que já esteve no Iraque e é o único morador que não é nativo no local. Ele teve uma desavença com o filho do segundo vereador e por isso resolveu sair da cidade, a fim de evitar problemas e brigas desnecessárias. Porém, ele não contava com o fato da redoma, que acabou o deixando “preso” neste local.
Jim Rennie, também conhecido como Big Jim, é o segundo vereador no local, lá só tem três vereadores que comandam (em algumas cidades dos EUA no lugar do prefeito eles tem três vereadores), e é um cara ambicioso e religioso fanático. Ele está acostumado a “mandar” na cidade, e utilizou de seu poder e influência para enriquecer ilicitamente.
Depois da Redoma, quando Big Jim vê o seu poder diminuindo, ele é capaz de fazer qualquer coisa para sempre se manter no topo, mesmo que isso signifique colocar a cidade, que já está um caos, com um pavor ainda maior. Com a ajuda de seu filho, que guarda um grande segredo, vemos o que um homem é capaz de fazer pelo poder.
Em todo livro vemos especulações do motivo da existência da redoma, não só pelos personagens, mas também por nós, que ficamos criando nossas próprias teorias e conclusões. E sabe o que é bem legal? Que essa é uma pergunta que vai ter uma excelente resposta no final, já que o autor soube fazer uma explicação deste fato com maestria, e nos deixar ainda mais empolgadas com esse título. Esse realmente é aquele tipo de livro que já começa ótimo e termina melhor ainda, que nos perguntamos em todo momento: Será que dá para ficar melhor? E nos surpreendemos quando a resposta é: sim, dá.
Mesmo com um pouco mais de 900 páginas, “Sob a Redoma” não fica nem um pouco cansativo e mantém um ritmo de leitura bem fluído, tendo sempre novos acontecimentos que nos prendem à trama. A escrita é bem dinâmica e gostosa, fazendo com que a gente sinta falta quando ele acaba. 
A capa está perfeita e retrata muito, mas muito bem a história. Se a gente abrir a capa e a quarta capa, vamos poder ver a cidade, o acidente que o avião teve ao colidir com a redoma, entre outros fatos que a tornam perfeita (coloquei uma imagem para vocês verem como é). A Suma de Letras teve um trabalho impecável com esse volume e nos proporcionou um livro com uma qualidade superior, digno de um bom elogio.

Uma curiosidade (e felicidade para quem curte séries e/ou curtiu o livro) é que haverá uma adaptação do livro para uma série de TV pela CBS, canal de TV aberto americano. A série, inicialmente, vai contar com 13 episódios e vai estrear na Summer Season de 2013, que ocorre no meio do ano que vem. E sabe o que é mais admirável? A produção foi aceita sem nem mesmo um piloto para avaliação (primeiro capítulo de séries, que geralmente é feito como um teste para saber se a série vale a pena ser investida), e vai ser produzido pela Amblin Entertainment, produtora de Steven Spielberg, com roteiro de Brian K. Vaughan (de Lost). O elenco ainda não foi definido.
Se você já é fã do Stephen King leia esse livro, pois com certeza vai amar, e se nunca leu uma obra deste autor, comece logo, pois ela é incrivelmente perfeita. Depois de ler todas essas páginas, fico triste por não ter mais umas mil páginas desta história para ler. Por isso super recomendo este título para todas as pessoas.
Avaliação



>> Esse post está participando do Top Comentaristas Nº 09 FORMULÁRIO