Resultado da Promoção Fim de Semana Novo Conceito


Oii gente! Como vocês estão? Hoje trouxe o resultado da Promoção Fim de Semana Novo Conceito. Muito obrigada a todos que participaram, a presença de vocês é sempre muito importante. Confira abaixo se foi um dos ganhadores!
Resultado Comentários Premiados
Como explicado nas regras, todas as pessoas que comentaram em pelo menos uma das resenhas do Fim de Semana Novo Conceito estaria concorrendo ao kit contendo: Livro “Julieta Imortal” + Kit do livro “Romeu Imortal” + marcador do blog + um botton do título da editora que desejar.
Como funcionou:
>> Sorteamos uma resenha dentre as publicadas nos dias 16, 17 e 18 de novembro, sendo 01 a primeira resenha que postarmos na sexta-feira, dia 16.
>> Após sorteada a resenha, sorteamos uma das pessoas que deixaram um comentário nela, incluindo um meio de contato.
Ganhadores:
>> Confira os sorteios e quem foram os grandes ganhadores dos kits:
Resenhas
1.       Presentes da Vida – Emily Giffin
2.       Resenha dupla: Um Homem de Sorte – Nicholas Sparks
3.       Garotas de Vidro – Laurie Halse Anderson
4.       Branca de Neve e o Caçador
5.       A Filha da Minha mãe e eu – Maria Fernanda Guerreiro
6.       Garota Replay – Tammy Luciano
7.       O Clã dos Magos – Trudi Canavan
8.       Belle - Lesley Pearse
9.       Tudo que ela sempre quis - Barbara Freethy
10.   A Escolha – Nicholas Sparks
11.   O sonho de Eva – Chico Anes
12.   Conselho de Amiga - Siobhan Vivian
13.   Charlotte Street - Danny Wallace
14.   Bem mais Perto – Susane Colasanti
15.   Starters – Lissa Price
16.   A casa das orquídeas - Lucinda Riley
17.   Um Lugar para Ficar – Deb Caletti
18.   P.S. Eu te Amo – Cecelia Ahern
19.   Lola e o Garoto da Casa ao Lado – Stephanie Perkins
20.   O Começo do Adeus – Anne Tyler
21.   Ladrão de Almas – Alma Katsu
22.   Do seu lado – Fernanda Saads
Resenha sorteada: 08 – Belle - Lesley Pearse
Comentário sorteado: 09 – Fran Alves


Parabéns, Fran! Mande seus dados para promo.hoc@gmail.com com a escolha do botton que você deseja, pois em breve vamos enviar seus prêmios. =D
Melhor Comentário
O ganhador do melhor comentário foi escolhido por nós, nem sem nenhum tipo de sorteio e todas as pessoas que comentaram em qualquer resenha do Fim de Semana Novo Conceito estavam concorrendo.


Parabéns, Vanilda! Mande seus dados para promo.hoc@gmail.com com o título do livro (lista nesse post) e o botton que você deseja, pois em breve vamos enviar seus prêmios. =D
Comentário no Skoob
Resenhas
1.       Presentes da Vida – Emily Giffin
2.       Resenha dupla: Um Homem de Sorte – Nicholas Sparks
3.       Garotas de Vidro – Laurie Halse Anderson
4.       Branca de Neve e o Caçador
5.       A Filha da Minha mãe e eu – Maria Fernanda Guerreiro
6.       Garota Replay – Tammy Luciano
7.       O Clã dos Magos – Trudi Canavan
8.       Belle - Lesley Pearse
9.       Tudo que ela sempre quis - Barbara Freethy
10.   A Escolha – Nicholas Sparks
11.   O sonho de Eva – Chico Anes
12.   Conselho de Amiga - Siobhan Vivian
13.   Charlotte Street - Danny Wallace
14.   Bem mais Perto – Susane Colasanti
15.   Starters – Lissa Price
16.   A casa das orquídeas - Lucinda Riley
17.   Um Lugar para Ficar – Deb Caletti
18.   P.S. Eu te Amo – Cecelia Ahern
19.   Lola e o Garoto da Casa ao Lado – Stephanie Perkins
20.   O Começo do Adeus – Anne Tyler
21.   Ladrão de Almas – Alma Katsu
22.   Do seu lado – Fernanda Saads
Resenha sorteada: 03 – Garotas de Vidro – Laurie Halse Anderson
Comentários no Skoob
(A ordem dos comentários no Skoob fica de baixo para cima, portanto a ordem começa do último comentário que aparece embaixo da resenha, que foi o primeiro a ser postado – olhar a data –, que é o número 01).
Comentário sorteado: 11 – Jéssica Rodrigues

Parabéns, Jéssica! Mande seus dados para promo.hoc@gmail.com com o título do livro (lista nesse post, exceto os escolhidos pelos ganhadores anteriores) e o botton que você deseja, pois em breve vamos enviar seus prêmios. =D
Gincana
Na gincana, todos que enviavam o formulário com todas as respostas corretas em cada etapa receberam pontos de acordo com a ordem de envio. Segue a tabela de pontos:
1º lugar: 200 pontos
2º E 3º lugares: 150 pontos cada
Do 4º ao 10º lugares: 100 pontos cada
Do 11º até o último lugar: 50 pontos cada
Quem conseguiu a maior soma de pontos entre as provas 01 e 02, foi o vencedor de um kit. O outro kit foi sorteado entre todos os participantes que responderam pelo menos uma das etapas corretamente.
Respostas corretas:
1.       Presentes da Vida - Emily Giffin              
2.       O Céu Está em Todo Lugar - Jandy Nelson         
3.       Conselho de Amiga - Siobhan Vivian     
4.       Ladrão de Almas - Alma Katsu  
5.       Diário de uma Paixão - Nicholas Sparks
6.       Supersentido - Bruce M. Hood
7.       Qual seu Número? - Karyn Bosnak        
8.       O Começo do Adeus - Anne Tyler          
9.       Charlotte Street - Danny Wallace           
10.   Dizem Por Aí - Jill Mansell          
11.   Beijada Por Um Anjo 4 : Destinos Cruzados - Elizabeth Chandler            
12.   P.S. Eu Te Amo - Cecelia Ahern               
13.   Postais do Coração - Ella Griffin
14.   Belle - Lesley Pearse    
15.   Para Sempre - Kim e Krickitt Carpenter               
16.   Um Mundo Brilhante - T. Greenwood

Pontuações:

Nome Completo                                         Pontuação
1.       Rodrigo Costa Fagundes     >>        0
2.       Isabelle de Assumpção       >>        200
3.       Mayara Fernandes              >>       150
4.       Camilla Rupert                  >>       150
5.       Elder Koldney                   >>        100
6.       Franciele Alves                 >>        100
7.       Leonardo Amarante           >>        100
8.       Vanessa Martins                 >>        100
9.       Rianne Ferreira                 >>        0
10.   Cassia Moura                      >>        100
11.   Bianca de Olischevis           >>        0
12.   Mayara Milesi                     >>        100
13.   Jéssica Rodrigues               >>        100
14.   Érica Ricardo                     >>        50
15.   Lívia Castro                       >>        50
16.   Maurício Signorini               >>        0
17.   Sofia Almeida                     >>        0
18.   Igor Thiago da Silva             >>        0
19.   Ana Paula Barreto                >>        50
20.   Terezinha de Jesus              >>        0
Nessa prova aceitamos diversas respostas, contanto que fosse uma capa da Novo Conceito e tivesse o objeto solicitado.


Nome Completo                                     Pontuação
1.       Isabelle Assumpção           >>       200
2.       Rianne Ferreira Ramos      >>       0
3.       Ana Paula Barreto             >>       150
4.       Igor Thiago da Silva          >>      150            
5.       Érica Ricardo Marinho       >>       100
6.       Cassia Moura                    >>       100
7.       Elder Koldney                   >>       100
8.       Jéssica Rodrigues Lima      >>       100
9.       Franciele Alves                  >>       100
10.   Mayara Milesi                     >>       100
11.   Terezinha de Jesus             >>       100
12.   Lívia Castro                       >>       50
13.   Bianca de Olischevis           >>       50
14.   Leonardo Amarante             >>       0
15.   Yasmim Namen                   >>      50
16.   Mayara Fernandes               >>       0
17.   Sabrina Rodrigues               >>       50
18.   Vanessa Martins                   >>       50
19.   Sofia Almeida                     >>       0
20.   Jeniffer Haddad                  >>       50



Ganhador da Soma de pontos
Somamos os pontos da primeira com a segunda prova e a grande ganhadora, com 400 pontos foi a Isabelle Assumpção.
Parabéns, Isabelle! Você fez a maior soma de pontos das duas provas! Mande seus dados para promo.hoc@gmail.com com o título do livro (lista nesse post, exceto os escolhidos pelos ganhadores anteriores) e o botton que você deseja, pois em breve vamos enviar seus prêmios. =D
Sorteios
Como anunciado antes, todos os participantes que preencheram o formulário corretamente em pelo menos uma das duas provas, estaria concorrendo ao último livro. A ordem de sorteio é de acordo com a ordem em que os formulários foram enviados (mas só com todas as respostas certas), começando pela primeira prova. Segue a lista com os números abaixo.
1.       Isabelle de Assumpção
2.       Mayara Fernandes
3.       Camilla Rupert
4.       Elder Koldney
5.       Franciele Alves
6.       Leonardo Amarante
7.       Vanessa Martins
8.       Cassia Moura
9.       Mayara Milesi
10.   Jéssica Rodrigues
11.   Érica Ricardo
12.   Lívia Castro
13.   Ana Paula Barreto
14.   Igor Thiago da Silva Medeiros
15.   Terezinha de Jesus
16.   Bianca de Olischevis Lima
17.   Yasmim Namen
18.   Sabrina Rodrigues de Sousa
19.   Jeniffer Haddad
Kit
Parabéns, Igor! Mande seus dados para promo.hoc@gmail.com com o botton que você deseja (o livro é o que sobrou dos escolhidos pelos ganhadores anteriores), pois em breve vamos enviar seus prêmios. =D
Marcadores
Como avisado no Facebook e no Twitter do blog, resolvemos fazer um sorteio de um kit de marcadores entre os participantes da gincana que acertaram pelo menos uma das etapas.
Parabéns, Bianca! Mande seus dados para promo.hoc@gmail.com, pois em breve vamos seus marcadores. =D


Monster High #04 – Mais mortos do que nunca – Lisi Harrison


Quem acompanha o House of Chick sabe que eu sou louca por essa série e já fiz a resenha de quase todos os livros (tirando o primeiro volume que foi resenhado por Bruna), então amo poder ler cada vez mais livros dessa série que virou sucesso entre os jovens e que podemos encontrar vários itens (como bonecas, bolsas, jogos, etc.) sobre ela em todos os lugares. Eu, por exemplo, sou louca, mais louca mesmo para ter uma das bonequinhas do Monster High em minha estante, porém ainda não deu para eu comprar.
Quem quiser conferir as resenhas dos volumes anteriores, é só clicar nos títulos: Monster High #01, Monster High #02 – O Monstro mora ao lado e Monster High #03 – Uma Loba Cheia de Estilo.
Bom, agora vou parar de ficar devaneando e vou contar para vocês o que achei deste livro. Como essa é uma resenha do quarto volume da série pode ocorrer de acontecer alguns spoilers dos volumes anteriores. Então se você ainda não leu nenhum dos três primeiros exemplares aconselho parar essa resenha e comprar o livro. Mas se você não se importa com spoiler, pode continuar a vontade!
Agora que os irados estão livres, finalmente podem sair de casa sem se esconder. Frankie não precisa mais da maquiagem, Lala pode exibir os seus caninos, etc. E para melhorar a situação, agora ser irado é ser chique, já que várias pessoas viraram adeptos ao estilo deles e copiam coisas como as tatuagens de henna inspiradas pelas costuras de Frankie, entre outras coisas dos irados que viraram inspiração para os normies.
Nesse volume deparamos com uma nova situação, o pai de Draculara, líder dos irados, agora está de volta à cidade para uma visita, então vemos Lala (apelido carinhoso de Draculaura) fazer de tudo para deixar o pai orgulhoso. Quando o senhor D. quer abrir uma escola apenas para os irados ela faz um acordo com ele, que diz que se conseguir fazer o Merston High vencer uma competição nacional ele vai desistir desta ideia de uma escola nova.
Frankie está em uma competição com a Cleo para ver quem vai ser o rosto da escola e Melody, ao ajudar Candace a entrar escondida em um show, acaba se dando bem com a banda e virando vocalista deles. Neste volume achei que Lala foi a que mais brilhou e gostei muito de sua história. Como sempre este livro trás para o leitor ensinamentos como pano de fundo sobre várias questões que atingem os jovens, como a diferença de cada um de nós e como cada pessoa é especial do jeitinho que é.
O livro é narrado por mais de um protagonista, sendo que cada uma ganha um capítulo seu, com o que está acontecendo com ele naquele momento em questão. Além disso, a diagramação do livro é tão perfeita que em cada início de capitulo encontramos o desenho de quem está narrando. Por exemplo, o desenho da Melody em seus capítulos.
Super recomendo este livro para todo mundo, pois mesmo com uma temática infantil a história é surpreendentemente fofa e para todas as idades. A parte gráfica do livro está perfeita e, como falei da diagramação acima também, a editora iD entregou para a gente um livro impecável.
Avaliação



>> Esse post está participando do Top Comentaristas Nº 08 - FORMULÁRIO


Procura-se um marido – Carina Rissi


Em “Procura-se um marido” conhecemos a imprudente Alicia, herdeira de uma fortuna incalculável, já que seu avô e único membro de sua família, é dono de diversas empresas. Logo no começo do livro, Alicia tem que passar pela tristeza de perder seu avô e, com isso, ter que ouvir o que foi deixado em seu testamento: ela não poderia assumir seu império até que se casasse.
Claro que Alicia fica relutante em fazer o que foi mandado, já que ela não acredita que um dia poderá se casar, mas não quer perder todo o seu dinheiro, então decide encontrar uma maneira de burlar o testamento, colocando um anúncio no jornal para encontrar um marido de aluguel.
Diversos candidatos se apresentam com o anúncio, mas é alguém que ela não esperava que vai se apresentar e fazer seu coração bater mais rápido – por mais que ela tente negar isso –, modificando sua vida como ela nunca poderia imaginar.
Admito que o nome da autora foi o que me impulsionou a querer esse livro desesperadamente. Eu sei, isso parece soar meio exagerado, mas os comentários sobre seu livro anterior, “Perdida” (que infelizmente ainda não li), são tão positivos que sempre me encheram de expectativa para ler qualquer obra dela, principalmente porque seu estilo são os chick-lits, um de meus gêneros literários preferidos. Hoje, posso afirmar que tudo o que já ouvi a respeito da fantástica forma de escrita de Rissi, está mais do que comprovado e, para mim, ela já é uma das melhores autoras nacionais.
Outro detalhe que eu posso admitir é que não havia nem lido a sinopse do livro antes de tê-lo em minhas mãos, mas na hora em que o recebi e achei tudo tão lindo que não resisti, li, me encantei e fui correndo começar a leitura (passei ele na frente de todos os outros livros que tinha na minha pilha de leitura, que é imensa! Haha).
A história de “Procura-se um marido” não é aquele tipo de história inédita que não exista outras parecidas por aí, mas o diferencial nesse caso, o que faz essa história ser tão especial, é a forma como Carina sabe conduzir os acontecimentos, prendendo o leitor de uma forma tão gostosa, tão cativante, que é impossível não se encantar com sua narrativa.
Adoro ver o crescimento de personagens nos livros e dessa vez não foi diferente. Alicia era uma menina inconsequente no começo da obra, mas ela acaba percebendo que a vida é muito mais do que ela estava acostumada a ver e se transforma para melhor, claro sem deixar de lado algumas de suas características tão divertidas, e seu lado que está sempre pronto para uma boa briga.
Os personagens são muito cativantes. Não apenas Maximus () e Alicia, mas também seu avô Narciso, sua melhor amiga Mari (que aliás é super fofa e uma amiga incrível, adorei ela!) e a mãe dela, Ana, o amigo Breno, a moça que trabalha em sua casa desde sempre, Mazé, a família divertida de Max e diversos outros personagens secundários.
Sem palavras para definir Max, aquele homem enorme e másculo, centrado e sensacional, protetor, incrivelmente forte e lindo (ele é loiro, mas não sei por qual razão o Max da minha imaginação tem cabelo castanho haha), e o melhor: carinhoso! Ah, me derreto logo!
A história de amor dos dois é tão fofa! Quem acompanha minhas resenhas deve saber que não gosto quando o relacionamento do casal fica intenso, um amando o outro de um momento para o outro no livro. Mas isso não ocorreu aqui e, apesar de tudo ter sido passado em apenas alguns meses, deu para nós acompanharmos o nascimento, desenvolvimento e crescimento dos sentimentos dos personagens principais de uma maneira tão real que é como se tivéssemos vivenciando aquilo (se pudéssemos ter um Max para nós. Aliás quem não quer?! Hahaha).
Outro fator que adorei é que a autora soube fazer o “vô Narciso” estar mais presente na história do que poderia se imaginar, já que ele passa dessa para melhor logo no começo do livro. Mas a “presença” dele ajudou Alicia de diversas maneiras e é impossível não se encantar com a dinâmica desenvolvida no relacionamento entre avô e neta.
Não é só de momentos engraçados que essa obra existe, também há aqueles momentos mais tristes, que enchem os nossos olhos de lágrimas, e ainda aqueles momentos que despertam a mais pura felicidade no leitor.
No começo do livro, não estava gostando de alguns detalhes que serviram para a aproximação entre Alicia e Max, achei meio forçados, como aquelas coisas que só acontecem em livros mesmo. Mas, com o passar das páginas, a autora explica algumas coisas sobre o que realmente aconteceu para que a situação entre os dois se desenrolasse daquela maneira, e conseguiu me convencer totalmente. Como é narrado em primeira pessoa por Alicia, eu senti como se estivesse na pele dela, descobrindo os motivos que levaram aquilo acontecer, ao mesmo tempo do que ela, e gostei muito de como isso ficou.
Outro pequeno detalhe que me cansou no começo da leitura é que a protagonista estava bastante repetitiva, inclusive teve frases de pensamentos de Alicia basicamente iguais na mesma página, mas, com o passar da leitura, esse modo repetitivo passa a inexistir.
Não se sintam intimidados pelo tamanho do livro (admito que estava esperando algo bem menos extenso, mas é claro que adorei a quantidade de páginas – 474 – porque odeio me despedir muito rápido de personagens que gosto muito), já que a narrativa de Rissi é tão envolvente que você provavelmente não vai conseguir largar o livro por muito tempo e quando perceber, já está dizendo adeus a essa história maravilhosa, o que é muito triste, já que bate saudade logo quando termina.
Quando nos aproximamos do final, acontece uma reviravolta que faz com que o leitor fique ainda mais preso à leitura (se isso for possível), e depois podemos nos deparar com as melhores cenas do livro, pelo menos em minha opinião.
Se você adora uma boa comédia romântica, com um casal incrível que te faz passar o tempo inteiro torcendo para que fiquem juntos no fim (mesmo já imaginando como vai ser esse final), e procura se divertir com uma história muito bem escrita, se emocionar com diversas passagens e ficar radiante de felicidade em outras, e de quebra ainda tem vontade de prestigiar uma super autora nacional, então essa é a sua chance! Leia “Procura-se um marido” para ontem!
Avaliação



>> Esse post está participando do Top Comentaristas Nº 08 - FORMULÁRIO


O amor nos tempos do blog – Vinicius Campos


Em “O amos nos tempos do blog” conhecemos o menino Ariza que, em uma ida à biblioteca de seu novo colégio para devolver um livro, viu uma menina por quem logo se apaixonou, ainda mais quando ela sorriu. Só que ele não conseguia encontrar coragem para se declarar a ela, então decidiu escrever um blog para contar sobre essa e outras experiências de sua vida.
Aliás, o título é uma brincadeira à referência de um livro que foi o fator mais importante para o desenvolvimento da história de amor entre os protagonistas, “O amor nos tempos do cólera”, e achei isso fascinante.
Eu conheci esse livro quando diversas pessoas na blogosfera estavam comentando sobre ele e logo me interessei. A sinopse é pequenina e dá para ter uma vaga ideia do que se trata a história, mas acabei gostando mais do que pensei que iria gostar.
O personagem principal é conhecido como Ariza, nome que ele escolheu para seu blog, baseado no protagonista do romance “O amor nos tempos do cólera”. Ele tem apenas treze anos e está passando por uma mudança em sua vida, já que acaba de mudar de colégio ao mesmo tempo em que precisa vivenciar o divórcio dos pais, o que pode ser confuso para ele. Ariza, então, transforma as situações que passa em sua vida em posts para seu blog, “Ariza em Silêncio”, que possui uma fã, a “Cinderela Virtual”.
A leitura é bem rápida, já que o livro tem apenas 88 páginas e os personagens são bem desenvolvidos e envolventes. Falei que o personagem principal é o Ariza pois a história contada no livro é, em grande parte, dele. Mas há outras duas narradoras, que escrevem em seus respectivos blogs, “Deusa cibernética” e “Cinderela Virtual”, e servem para nos mostrar os outros lados dessa história de amor.
Gostei muito de como as vidas dos três personagens foram interligadas e os detalhes sobre suas personalidades e dificuldades que foram surgindo conforme fui virando as páginas. Teve um certo mistério e isso foi bem legal.
O romance é a coisa mais fofa! Tudo bem que eles passaram a dizer “eu te amo” muito rápido, mas nesse caso eu entendo, já que eles são novinhos – ambos tem treze anos – e nessa idade tudo pode parecer mais intenso.
A única coisa que me incomodou foi que logo na primeira página do livro o menino fala que antes desse blog, ele já teve outros blogs e “depois apareceu o fotolog”. Mas o fotolog foi criado em 2002 e seu auge foi mais ou menos nessa época. Se o menino tem 13 anos hoje (já que o livro foi publicado agora e não há ano em sua história, penso que ele tem essa idade atualmente), ele tinha apenas três anos nesse período, e achei isso meio esquisito.
Sobre a parte gráfica, está linda! O livro foi todo feito como se fossem posts de blogs e cada blog recebeu uma cor, então as palavras do livro são coloridas e não as habituais pretas. A única coisa ruim nessa parte é que o livro não tem orelhas e eu prefiro que tenha.
Indico essa fofa história para quem gosta de ler sobre a inocência do primeiro amor, narrada pelos olhos de um menino de treze anos, e se encantar com o protagonista.
Avaliação



>> Esse post está participando do Top Comentaristas Nº 08 - FORMULÁRIO



Zumbis x Unicórnios – Diversos Autores


Assim que soube do lançamento desse título me interessei na leitura, pois, como vocês podem perceber no título, foi escrito por vários autores, entre eles Meg Cabot (minha queridinha), Diana Peterfreund (uma autora de quem gosto bastante), Cassandra Clare (de quem não tinha lido nada ainda – #shameonme – mas que eu tinha muita vontade de conhecer o trabalho), entre outros que também gostaria de conhecer a forma de escrita, e alguns que ainda não conhecia, mas fico feliz de ter tido a oportunidade.
“Zumbis x Unicórnios” é um livro de contos, que foi organizado por duas autoras, Holly Black e Justine Larbalestier, que uniram outros autores, que foram divididos em dois times, para escrevem sobre, como o título já diz, zumbis ou unicórnios.
Logo quando abrimos o livro há uma introdução escrita pelas organizadoras, explicando sobre os temas, e contando como foram divididos os times, isso tudo incluindo uma conversa super engraçada entre as autoras, seguida por uma explicação engraçada sobre cada autor que teve seu conto nessa obra.
Elas fizeram tudo ficar ainda mais divertido, já que em antes de cada conto há uma breve explicação sobre o que está por vir, para o leitor ficar inteirado sobre o que esperar, com cada uma “discutindo” sobre qual time é o melhor em forma de um bate-papo super gostoso.
Vou falar brevemente de cada conto para essa resenha não ficar ainda maior do que está, inclusive para não estragar possíveis surpresas, e podem ter certeza de que não vou dar nenhum spoiler. São doze contos intercalados por unicórnios e zumbis, começando pelo time de unicórnios.
A Mais Alta Justiça - Garth Nix
Esse conto é do time unicórnio, mas também apresenta zumbis. É passado em uma época de reis e rainhas e a rainha acabou virando um zumbi. Sua filha, a princesa Jess, a leva para falar com o rei como um último pedido dela, e conta com a ajuda de unicórnio para percorrer o caminho. Não gostei desse conto, achei bem chatinho na verdade.
Love Will Tear Us Apart - Alaya Dawn Johnson
Esse conto apresenta um zumbi comedor de cérebros, mas que consegue controlar sua fome. Eu tenho nojo disso, por esse motivo zumbis não são um tema que eu goste, então nem preciso falar que torci o nariz quando estava lendo. Conta a história de um menino zumbi que se apaixona por seu amigo. Trás várias referências musicais e é bem engraçado.
Teste de Pureza - Naomi Novik
Esse conto é o mais engraçado do livro e, apesar de ser bem simples, eu gostei. É a história de um unicórnio que pede ajuda de uma menina não virgem para resgatar filhotes da mão de um mago e conta com tiradas ótimas.
Buganvílias - Carrie Ryan
Apesar de não curtir zumbis, admito que Carrie Ryan fez um ótimo trabalho em seu conto, que é dividido entre o “antes” e o “agora”. O pai de Iza, depois de um apocalipse zumbi, leva a família para uma ilha onde os zumbis não poderiam entrar. Aqui eles não são considerados bons nem ruins.
Mil Flores - Margo Lanagan
Esse conto é meio difícil de entender, mas até que é legal. Aqui conhecemos um cara que é atraído para dentro de uma floresta por um unicórnio e encontra uma mulher desmaiada. Quando ele tenta ajudá-la, acaba sendo acusado de algo que não cometeu.
As Crianças da Revolução - Maureen Johnson
Esse conto fala de uma garota que vai para a Inglaterra e acaba tendo que virar babá de uma atriz famosa (sem citar o nome, mas dá para sabermos quem é), cheia de tatuagens e magra, que tem muitos filhos, sendo eles legítimos ou adotados. O que acontece é que as crianças não são normais (já dá para imaginar o motivo) e podem mudar a vida da protagonista. Eu gostei de como foi construído e achei a história bem original.
O cuidado e a alimentação de seu filhote de unicórnio assassino - Diana Peterfreund
Nesse conto os unicórnios são parecidos com os zumbis, já que são carnívoros, assassinos e violentos, o que eu não curti muito. Mas acho interessante mudar um pouco do que esperamos desse ser mitológico, já que eu sempre achei legal quando o autor sai do “padrão”. Conta a história de uma menina que tem um passado relacionado à unicórnios e se sente atraída por eles.
Inoculata - Scott Westerfeld
Após um apocalipse zumbi, as pessoas se isolam em uma fazenda onde os zumbis não podem entrar, já que o local é protegido por grades e muros. É uma história interessante e muito bem escrita, e eu gostei, apesar do final não ser “aquela coisa”.
Princesa Bonitinha – Meg Cabot
Ah, o conto que mais esperei no livro inteiro, já que Meg é a autora que mais gosto de todos os presentes (digo esperei porque li na ordem e o dela é um dos últimos). “Princesa Bonitinha” é totalmente o jeito Meg de escrever, e mesmo que eu não soubesse que fora escrito por ela, nas primeiras linhas já saberia. A narrativa apresenta a ironia típica da autora, a história tem um pano de fundo escolar, a protagonista é aquela personagem meio excluída que tem um melhor amigo que ganhou corpo e que começou a despertar seu interesse – mesmo que ela não queira admitir, e o unicórnio que aparece é do estilo tradicional, lindo e que peida arco-íris. Se você gosta dos livros de Meg, vai adorar esse conto, já que é super divertido e gostoso de ler. Se você não é fã dela, seu conto não vai te agradar tanto. Eu posso afirmar que adorei e foi meu conto preferido!
Mãos Geladas – Cassandra Clare
Como eu disse anteriormente, queria ler alguma coisa de Cassandra Clare e gostei muito desse conto. Não sou fã de zumbis, mas os que a autora criou não são daquele tipo nojento, então pude curtir a história. Nele, a cidade de Lychgate foi amaldiçoada e muitas das pessoas que morrem acabam se transformando em zumbis e vivem perto de seus entes queridos, mas eles não são do tipo que falam muito e são meio excluídos da sociedade. O romance é fofo e esse foi o conto que mais gostei do time zumbis.
A Terceira Virgem - Kathleen Duey
Nesse conto conhecemos um unicórnio que não conhece outro de sua espécie e, por isso, é muito solitário e quer dizer adeus a esse mundo, mas nunca consegue porque tem poder de cura e sempre volta a viver, então ele vai em busca da terceira virgem para ajudá-lo a morrer de vez. Achei interessante, principalmente por ser o unicórnio quem narra a história.
A noite do Baile - Libba Bray
Aqui uma doença atacou os adultos, transformando-os, aos poucos, em zumbis. Crianças e adolescentes acabaram tendo que fugir, alguns inclusive mataram seus pais, para sobreviver. Eles vivem isolados em um local com cerca elétrica, mas com escassez de alimentos e longe dos zumbis, tentando viver uma vida normal.

A parte gráfica de “Zumbis x Unicórnios” está maravilhosa e dá vontade de ter o livro em nossa estante só por causa disso. A capa está linda e representa bem o intuito do livro, já que há uma batalha entre as espécies em forma de desenho e bem colorido, deixando tudo com um ar mais divertido. O título está em alto relevo com verniz localizado. Logo que abrimos nosso exemplar, também encontramos os desenhos das batalhas, dessa vez em preto e branco e, logo em seguida, um índice com os títulos e autores e tema de cada conto do livro. Em cada história há uma silhueta de zumbi ou unicórnio em cada página para mostrar ao leitor qual é o time do conto em questão.
Acabei o livro sem escolher um time. Continuo não curtindo zumbis, salvo algumas exceções, mas os contos com essa temática foram, em geral, melhores do que os contos de unicórnios, mas também não morro de amores por esses animais. O livro vale para quem curte antologias ou gosta de ler tudo que seus autores preferidos escrevem, ou apenas pela experiência de ler algo novo.
Avaliação



>> Esse post está participando do Top Comentaristas Nº 08 - FORMULÁRIO