Fazendo Meu Filme: A Estreia de Fani - Paula Pimenta


Fazendo Meu Filme nos leva ao viciante mundo de Estefânia Castellino Belluz - mais conhecida como Fani - , uma típica adolescente brasileira que leva uma vida super normal - ou tão normal quanto se pode ser quando se é adolescente.

Sua vida vira de cabeça pra baixo quando ela descobre que é apaixonada pelo seu melhor amigo, o fofo do Leo - ah, Leo... - que sempre foi louco por ela, desde o seu primeiro dia na escola.
Então, vejam bem, tem esse cara que é completamente alucinado por você, que iria ao céu buscar a estrela mais distante se você pedisse, e a única coisa que você é capaz de fazer é suspirar pelo seu professor de biologia. Coitadinho do Leo, viu! Penou!

Daí para a frente as coisas pioram muito: o problema todo é que quando ela percebe que gosta dele, ele dá a entender que já seguiu em frente, que partiu para outra. Será que foi tarde demais, Fani?

As coisas se transformam e se complicam ainda mais quando ela decide aceitar fazer um Intercâmbio na Inglaterra por um ano. Um ano inteirinho é coisa pra caramba,viu! Será que ela vai mesmo querer viajar quando seu coração está no Brasil? Será que esse amor é capaz de superar essa distância descomunal? Ou, ainda, será que ir para longe da pessoa amada é a melhor opção para um coração partido?

Suspiro. É o que eu sempre faço quando ouço falar de Fazendo Meu Filme - eu suspiro.

Confesso que enrolei e protelei bastante para fazer esta resenha.
Talvez porque a história seja especial para mim, talvez porque eu ache difícil argumentar sobre um livro que eu realmente goste sob um ponto de vista tão elucidativo, crítico e pormenorizado. Já li todos os três livros lançados da série (o quarto e último tem a previsão de lançamento para o segundo semestre deste ano - em breve, o 2 e o 3 serão resenhados aqui no House).

Durante todo o livro me senti na escola outra vez. (Ô, época boooa!) Muitas emoções, momentos de tirar o fôlego! A Paula tem o dom de fazer a gente chorar de rir e derramar rios de lágrimas com a maior naturalidade. É automático, impressionante e admirável!

FMF (como é carinhosamente chamado por nós, fãs) se tornou uma das minhas séries favoritas. Li, reli e não consigo enjoar! Até onde eu me lembro, já fiz cinco pessoas se apaixonarem pela série. É o seguinte: quem já leu, passe adiante. Quem não leu, está esperando o quê?

Eu acredito que o preconceito em relação aos escritores nacionais esteja, Graças a Deus, chegando ao fim, mas é claro que ainda existem pessoas - ah, e como existem! - que ainda sofrem desse mal. Infelizmente não se pode agradar a todos, precisamos aprender isso desde cedo. Contudo, que a verdade seja dita: nunca vi ninguém falando mal de FMF.
Muito pelo contrário. FMF tornou-se o meu xodó! Recomendo muitíssimo!

Bom, minhas expectativas para a série no momento são: que o 4º e último livro seja tão maravilhoso quanto os outros três foram, e que, por favor, a série vire FILME! Não é puxa-saquismo, é porque realmente esta é uma obra merecedora.

Classificação: para mim, FMF é perfeito, por isso vai levar cinco casinhas inteirinhas com muita satisfação e um enorme sorriso estampado no meu rosto. Pena que aqui no House o limite são cinco casinhas, a vontade que eu tenho é de poder oferecer muito mais!
Portanto, Paula, sinta-se recebendo não apenas cinco, mas todas as casinhas do mundo...

Autora: Paula Pimenta
Editora: Gutenberg
Páginas: 336
ISBN: 9788589239844

Avaliação





In our Living Room - L. J .Smith



Lisa Jane Smith, conhecida professionalmente como L.J. Smith, é uma autora Americana de literatura Young-Adult. Seus livros combinam elementos de gêneros de horror, ficção/fantasia e romance. Seus personagens são constituídos por jovens humanos e sobrenaturais presos no conflito entre o bem e o mal, a escuridão e a luz. Um antagonista do mal geralmente tenta seduzir a heroína e levá-la para as trevas.
Em algumas entrevistas, ela já disse que havia percebido que gostaria de ser escritora mais ou menos na época da Alfabetização e da Primeira Série, “quando um professor elogiou um poema horrível que eu tinha escrito”.

Seu primeiro livro, Noite do Solstício, foi publicado em 1987, os 4 volumes da série Diários do Vampiro em 1991-1992, em seguida vieram três trilogias: O Círculo Secreto (1992), O Jogo Proibido (1994), e Visões Negras (1995). O primeiro fascículo de sua série popular Mundo das Sombras foi publicado em 1996, seguido por mais oito livros nos dois anos seguintes.
Em 1998, Lisa inicia uma década de Hiatus da escrita, retornando em 2008 com um novo Site e uma série de histórias curtas. A série Diários do Vampiro foi reeditada em 2007, entre 2008-2009 surgiram novas edições da trilogia O Círculo Secreto e da série Mundo das Sombras. Noite do Solstício e Coração Valente também foram reeditados em 2008. Mais três novos fascículos de Diários do Vampiro foram publicados em 2009 e 2010, e mais três estão programados para serem lançados, de acordo com o site da autora.
Os livros Diários do Vampiro, como todos sabem, foram adaptados para a TV, e atualmente, The Vampire Diaries é um dos seriados de mais sucesso da CW (aqui no Brasil, nós podemos acompanhá-lo pela Warner Channel). E, ouvi dizer que foi confirmado que a CW está desenvolvendo o episódio piloto da série O Círculo Secreto (The Secret Circle) para, possivelmente, ela virar mais um de seus seriados!
Sortuda essa L.J. Smith, hein! Vamos torcer!

Lisa mora em San Francisco Bay Area “com um cachorro, três gatos, e por volta de 10 mil livros”.
No Brasil, a coleção Diários do Vampiro foi lançada pela Galera Record entre 2009 e 2010. A segunda parte desta aventura, Diários do Vampiro – O Retorno, começou a ser lançada em 2010. E agora, em fevereiro de 2011, o primei ro volume de sua série O Mundo das Sombras será lançado também pela Galera Record.
Em Diários do Vampiro conhecemos o triângulo amoroso formado pela humana Elena e pelos dois irmãos vampiros, Stefan, misterioso e que tenta de todas as maneiras protegê-la de seu passado, e Damon, sexy e perigoso, que só quer uma coisa: se vingar de seu irmão. Esta saga é dividida em quatro volumes, O Despertar, O Confronto, A Fúria e Reunião Sombria, todos já resenhados aqui no House of Chick (para conferir suas resenhas, basta clicar em s eus respectivos nomes). Sua continuação, Diários do Vampiro – O Retorno, por enquanto só conta com o primeiro volume publicado aqui, Anoitecer.




Abaixo segue a entrevista completa que fizemos com a L.J. que, tão carinhosamente, nos respondeu com agilidade, rapidez e verdade. Ela nos agradeceu por termos feito perguntas bastante interessantes e estimulantes.

Agora, somos nós quem agradecemos novamente a você, Lisa, que foi tão atenciosa, humilde e doce conosco. Ela disse que ama seus leitores brasileiros, que adoraria tomar suco (sim, ela escreveu SUCO - em português), passar o carnaval no Rio e caminhar nas praias! Uma fofa, não é?
Se todos os escritores fossem assim... Depois desta entrevista, torcemos ainda mais para seu sucesso, Lisa! :)
Repetindo suas próprias palavras: Espero que todos vocês curtam Mundo das Sombras: O Vampiro Secreto!

Qual foi sua reação ao descobrir que seus livros se tornariam uma série de TV? Acha que os personagens foram bem caracterizados pelos atores escolhidos?
Primeiramente, eu não gosto de elevar minhas expectativas e depois tê-las destruídas, por isso eu não acreditei realmente que a série Vampire Diaries teria chance até eu saber que o Sr. Kevin Williamson estaria produzindo-a. Mesmo assim, eu mantive minhas expectativas nas rédeas enquanto o Script ia sendo escrito, enquanto o elenco ia acontecendo, até o episódio Piloto. Quando eu ouvi dizer que o seriado havia se tornado o maior Hit de todos, aí sim eu acreditei. Eu estava encantada e esperava que isso fizesse com que mais jovens se interessassem pelos livros Diários de Vampiro -e talvez em meus outros trabalhos também.
Quanto ao elenco - todos eles são atores espetaculares, absolutamente fabulosos. Todos são muito carismáticos, e eu acho, particularmente, que o Ian Somerhalder dá um excelente Damon. A essa altura eu acredito que todos já saibam que eu não fui exatamente capaz de me acostumar com uma Elena morena - especialmente quando os escritores mudam tanto sua personagem. Mais do que isso eu não irei comentar, exceto repetir que o seriado é brilhantemente escrito, dirigido, atuado e produzido - e que a música e a cinematografia são maravilhosas - e que eu ainda desejo que algum dia alguém traga este nível de excelência para a narrativa da história original e atual de Diários do Vampiro.
Uma coisa que tem me perturbado ultimamente é que algumas pessoas que me encontram em algum Chat (enquanto eu estou, por exemplo, confirmando amigos no Facebook), e também pessoas que me mandam e-mails, elas têm estado com a impressão de que eu fiz todas as mudanças no seriado.
Na verdade, teve uma menina no Chat que escreveu uma mensagem longa e vitriólica sobre como o seriado é diferente dos livros, e terminou com: "Como você pôde fazer isso conosco???"
Esses leitores não percebem que eu não tenho absolutamente nenhuma voz em parte nenhuma do seriado. Então, por favor, se vocês estão infelizes com isso, mandem e-mails para a CW, não para mim.
Como surgiram Elena, Stefan e Damon? E dentre todos os personagens que você criou, qual é o seu favorito?
Eu escrevi dois livros para a Macmillan (Editora), Noite do Solstício e Coração Valente. Ambos obtiveram ótimas críticas, mas não venderam. Nos anos 80, eu não fazia ideia de que na década de 90 uma mania sobrenatural estaria tomando conta da América. Entretanto, um belo dia eu recebi uma ligação da minha editora. Ela havia lido Solstício e Valente, e me disse que gostaria que eu escrevesse uma trilogia sobre vampiros - mas que eu teria apenas 9 meses para escrever a trilogia completa. (Livros eram mais curtos naquela época.) Eu imediatamente saí do meu emprego de professora e comecei a escrever. Pesquisei tudo sobre o conhecimento de vampiros: e então eu virei tudo de cabeça para baixo.
Eu canibalizei um livro adulto que eu estava escrevendo, que contava com um triângulo amoroso, para usar os personagens para a trilogia de Diários do Vampiro. Fiz do Stefan um homem gentil, corajoso, uma pessoa genuinamente boa que apenas aconteceu de ser um vampiro.
Minha editora sugeriu que o Damon fosse um tipo "Euro-sórdido." Eu não gostei da ideia; eu queria que o Damon fosse alguém carismático e não pilantra, que fosse mordaz, inteligente e perverso - mas quem realmente tivesse alguma profundidade quando você olhasse em seu coração. Elena eu modelei a partir do personagem do livro canibalizado- que, na verdade, começou como uma vilã. Ela era uma Rainha do Gelo, aparentemente desdenhosa sobre escola e meninos também. Ela teve um enorme aprendizado para se tornar a Elena que ela se tornou ao final da trilogia.
É muito difícil escolher um único personagem favorito dentre todos os personagens dos meus livros. Dentre as mulheres de Diários de Vampiro, eu diria que Elena é a minha preferida, pois eu consigo escrever seu ponto de vista sem ao menos precisar pensar. Eu sei, em minha alma, exatamente como ela reagiria em qualquer situação que você atirasse para mim.
Dentre os homens de Diários de Vampiro, é claro, é o Damon. Eu posso escrevê-lo durante o meu sono também- e depois sorrir em meus sonhos. Damon é o personagem mais divertido de se escrever, porque ele sempre possui uma maneira de fazer as coisas de forma bem diferente da que uma pessoa comum e sã, faria. Mas, se vocês acompanharem a série Mundo das Sombras, verão outro favorito: Ash Refern. Ash aparece no primeiro livro, O Vampiro Secreto, e zomba do princípio de Alma Gêmea: a ideia de que a magia antiga está voltando a fazer com que vampiros e bruxas se apaixonem por humanos (um crime com punição de morte).
No entanto, no segundo livro, Filhas da Escuridão, Ash- o vampiro a consumar-se- descobre-se loucamente apaixonado pela humana (e de temperamento forte) Mary-Lynnette. Ash, Quinn e Morgead são meus três vampiros preferidos da série Mundo das Sombras.
O que você acha de vampiros serem um fenômeno mundial?
Fico feliz por vocês não terem me perguntado por que vampiros são tão populares. Eu estou realmente cansada de passar pela frase "glamouroso, mas perigoso" e de dizer "eles são como uma corrida de emoções de carnaval: assustadores e seguros ao mesmo tempo."
Mas... sendo honesta, eu nem ao menos cheguei a considerar o que eu acho da preocupação do mundo sobre vampiros. As coisas vêm e vão outra vez. O pêndulo balança.
Se isso ajuda de alguma forma, Os Diários do Vampiro e todos os meus outros livros YA sobrenaturais foram Best- Sellers ao serem lançados pela primeira vez, nos anos 90. Então, o pêndulo balançou e havia muito pouco YA no mercado. Eu nem ao menos havia percebido isso já que coincidiu com a época em que eu tomava conta dos filhos da minha irmã enquanto o pai deles batalhava contra um melanoma maligno durante todos os dias de sua vida, durante 8 anos.
Há um milagre no final desta história: ele está vivo e saudável agora- embora tenha começado com 2% a 5% de chance de sobreviver cinco anos. E imediatamente após sua recuperação, minha mãe lutou contra o câncer de pulmão até que, muito tristemente, ela faleceu. Então eu não tinha a menor ideia de que o pêndulo havia balançado para longe e depois de volta outra vez, até eu receber uma ligação, onde me avisaram que Os Diários de Vampiro haviam sido reeditados e estavam na lista de Best-seller do New York Times.
Quanto tempo levou para escrever seu primeiro livro? Houve rejeição pelas editoras?
Meu primeiríssimo livro foi uma série de histórias curtas-tipo contos de fadas sinistros- que ainda não foi publicado. Eu a escrevi quando ainda estava na escola, e estou determinada a fazer algo com os personagens e a trama, transformá-la em um romance, pois sempre foi a série favorita da minha falecida mãe.
E, ah sim, eu fui rejeitada! Meu primeiro romance, Noite do Solstício, eu comecei há tanto tempo atrás que eu nem me lembro mais quando foi. Mais ou menos na 9ª série, eu acho. Mas eu terminei de escrevê-lo na faculdade... e tinha bem mais de 500 páginas.
Não era assim que romances longos de alunos do ensino fundamental deveriam ser, e já que meu romance era de fantasia, as editoras para as quais eu o enviei, acharam que ele teria que ser focado para alunos do ensino fundamental (de 8-11 anos). Eu havia escrito o livro para jovens mais velhos do que isso, mas eu continuava batendo nessa parede que dizia que precisava ser para o ensino fundamental. Assim, eu cortei um terço dele e o enviei para a mais legal de todas as editoras, a Macmillan. Foi assim que, finalmente, eu tive meu primeiro livro publicado. Eu encorajaria qualquer um que deseja ser escritor a não se intimidar pela rejeição.
Se você não fosse escritora, onde estaria agora?
Se eu não estivesse tão absorvida em contar histórias no papel ou fora dele, durante toda a minha vida, eu teria me tornado uma cientista. Preferencialmente, um físico quântico nuclear. Eu sempre fui fascinada pela ciência e eu devoro livros sobre todos os ramos. Mas, vamos dizer que, por alguma razão, eu não pudesse ser escritora e também nunca tivesse treinado para ser um físico quântico. Acredito que, de acordo com a minha educação, eu teria que ter tido algumas aulas e ter me tornado uma professora de educação especial novamente, ou então sair da minha própria telha e virar uma psicóloga. Eu me formei com diploma duplo: Literatura Inglesa e Psicologia. Eu me mantive atualizada com o campo o suficiente para, com alguns cursos para refrescar a memória, poder trabalhar com isso hoje em dia. Tem algum vampiro por aí precisando de uma psiquiatra?

O que você sabe sobre o Brasil? Quando virá ao país?

O que eu sei sobre o Brasil? Bem, muito mais do que eu poderia escrever nesta página. Eu sei que era um dos países preferidos da minha mãe (qual ela visitou mais de 100 vezes antes de morrer). Eu sei que é muito grande e muito lindo e que possui uma mistura maravilhosa de culturas. Eu sei, particularmente, que eu gostaria de visitar o Rio de Janeiro, e que mesmo que eu não tome mais banho de sol (vocês também não tomariam se tivessem vivido com resultados de melanoma maligno por 8 anos, doença qual pessoas de pele muito clara como a minha - e a do marido da minha irmã - contraem por pegar muito sol), eu adoraria caminhar nas praias. Eu adoraria sambar e beber suco (me desculpe se não estiver escrito corretamente*). É claro que eu adoraria ver o Carnaval do Rio também- eu amo qualquer coisa que contenha glitter e tenha ritmo louco, e somente este pensamento envia emoções empolgantes em mim. Eu também sei que o inglês de vocês é muito melhor do que o meu português. Na verdade, eu nem ao menos sei como dizer "olá" em português. Talvez vocês possam me ensinar algumas frases úteis.
Em relação a visitar o Brasil - é claro que eu amaria visitar vocês e todos os outros que me convidam - mas, ao mesmo tempo, eu PRECISO escrever livros!
Qual impacto o sucesso teve na sua vida? O que você pode fazer hoje que antes não podia e vice-versa?
Bem, eu posso comprar a casa dos meus sonhos, e isso é muito importante para mim. Poder viver em uma casa perfeita com tudo tão adorável e luxuoso, e uma vista do lado de fora de cada janela das montanhas que nós temos nesta parte da Bay Area... (San Francisco Bay Area ) poder fazer paisagismo no meu quintal da maneira que meu coração desejar... e ter mais cômodos do que o suficiente para dois filhotinhos crescerem (eu gosto de cachorros grandes)... tudo isso é maravilhoso.
De qualquer forma, maravilhoso mesmo é poder dizer: "Eu sou uma escritora", quando as pessoas me perguntam, e então, no momento em que elas, educadamente, indagam: "O que você escreve?", e eu posso dizer: "Bem, Os Diários de Vampiros, para citar uma coisa", e elas falam: "Ah, meu Deus, não! Você está brincando comigo!" E pedem meu autógrafo. Essa é uma nova experiência.
Quais autores a influenciaram?
Ah, coitada de mim, são muitos para contar. Eu mal saí das fraldas e já comecei com D'Aulaires Livro dos Mitos Gregos; foi aí que aprendi a amar magia e esperava encontrar deuses e ninfas e faunos e Titãs em cada esquina. Eu achava (e ainda acho) que ele tinha algumas das mais adoráveis ilustrações que eu já vi. Então, quando eu mesma aprendi a ler, eu devorava tudo- especialmente qualquer coisa sobre magia. Os livros de Edith Nesbit me fascinavam, assim como Frances Hodgson Burnett (autor de O Jardim Secreto e A Princesinha). E, é óbvio, houve C.S. Lewis e J.R.R. Tolkien. As Crônicas de Nárnia e a trilogia dos Senhor dos Anéis tiveram um imenso impacto na minha vida e na minha escrita. The Once and Future King de T.H. White, sobre O Rei Arthur ainda acende minha imaginação. Eu me tornei adulta antes de apreciar Lewis Carroll apropriadamente, mas Alice no País das Maravilhas continua tendo uma influência poderosa no meu pensar. E, mesmo duvidando que peças Shakespearianas como "Sonho de Uma Noite de Verão", tenham influenciado demais a minha escrita, elas lançam arrepios de apreciação que correm por mim.
Qual foi a sua sensação ao saber que seus livros seriam traduzidos para várias línguas?
Eu fiquei muito feliz. :) Eu senti como se, de repente, eu tivesse um público inteiramente novo para alcançar. Mas eu fiquei triste, também, e impaciente comigo mesma por não ser capaz de falar nenhum outro idioma além do Inglês. Eu quero poder falar com as pessoas em vários outros países, e, provavelmente, o máximo que eu serei capaz de aprender é como se diz olá e adeus e obrigada e onde é o banheiro, por favor?
Seu livro Mundo das Sombras: O Vampiro Secreto, vai ser lançado no Brasil em breve. Conte-nos um pouco mais sobre ele!
É sobre a história de Poppy, uma garota de 16 anos que ama música (particularmente música de outros países) e quer viajar ao redor do mundo. Ela também ama seu amigo, James Rasmussen, que é um cara muito bacana, recolhido e contido, com um pequeno toque do charme de Bad-boy de James Dean. Ele sempre tem namoradas maravilhosas durante o ano escolar, e dá um fora em uma todo mês para escolher outra que tenha ainda mais curvas e pernas ainda mais compridas. Poppy está conformada com o fato de que ela nunca será glamourosa sendo pequena, despeitada, tendo cabelos vermelhos e enrolados- ela parece mais um duende do que uma mulher fatal. Contudo, ela sabe que um dia se casará com Jamie (um nome que apenas ela permite chamá-lo).
E então, no primeiro dia das férias de verão, Poppy descobre que ela possui apenas três meses de vida -se tiver isso tudo. E que ela morrerá com dores terríveis. E que seu melhor amigo, seu amado James, aparentemente deu uma de lunático para cima dela... pois ele diz que existe somente um modo de salvá-la, e que ele pode fazê-lo. Porque ele é um vampiro, e pode transformá-la em uma vampira também. Porém, até mesmo desse jeito, é incrivelmente arriscado, já que se alguém de Mundo das Sombras descobrir que ela é uma vampira ilegal, a punição para ambos é a morte.
Portanto, Poppy tem uma escolha: permanecer do jeito que está, e morrer- ou dizer adeus a tudo que faz parte de sua vida antiga e fugir como vampira com James, sua Alma Gêmea. E, infelizmente, não é apenas seu irmão Phillip que está determinado em mantê-la humana, mas o primo de James, Ash Redfern está indo visitá-lo, e Ash acredita que vampiros ilegais devem ser assassinados, como a lei de Mundo das Sombras, exige.
*ela realmente escreveu suco em português - corretamente.


Na sociedade em que vivo, gostaria de poder escolher meu par sem o governo me atrapalhar.


Divulgando - Intrínseca, a nova parceria



Heey Gente!

Como prometido, o post de hoje é sobre a nossa mais nova e querida parceira, a Intrínseca.

Em dezembro de 2003 surge uma nova editora no cenário nacional com um espírito inovador, que prioriza a qualidade de seus lançamentos, e por isso seus títulos são cuidadosamente selecionados.

Entre os livros de seu catálogo estão alguns dos títulos de maior sucesso no país e no mundo. Títulos estes que figuraram em diversas listas de Best Sellers, como Hell de Lolita Pille (primeiro lançamento da editora), A menina que roubava livros de Markus Zusak, a saga Crepúsculo de Stephenie Meyer, Pequena Abelha de Chris Cleave e O segredo de Brokeback Mountain de Anne Proulx - que já ganhou o Prêmio Pulitzer.

Temos como foco o valor intrínseco do livro – a sua inestimável importância cultural, com o objetivo de guardar, de uma forma diferenciada, um universo particular em cada título publicado.” - Palavras utilizadas pela Intrínseca para se definir.

Como são vários os títulos lançados pela editora – mais de noventa – não tem como falarmos sobre cada um aqui, por isso vamos comentar apenas sobre os últimos e os próximos lançamentos.

Crescendo – Becca Fitzpatrick

Apesar de ter começado um relacionamento com seu anjo da guarda Patch, e ter sobrevivido a um atentado à sua vida, as coisas não estão indo bem para Nora. Patch está começando a se afastar e ela não consegue descobrir o motivo. Sem mencionar que Nora está sendo assombrada por imagens de seu pai e, quanto mais fundo ela entra no mistério de sua morte, mais ela parece questionar se sua linhagem de sangue Nefilim tem algo a ver com isso. Será que ela pode realmente contar com Patch ou ele está escondendo segredos mais escuros do que ela pode sequer imaginar?


A pirâmide vermelha - Rick Riordan

Kane viaja o mundo com o pai, o egiptólogo Dr. Julius Kane. Ele não frequenta a escola e seus pertences cabem em uma única mala. Sadie, sua irmã mais nova, é criada pelos avós em Londres. Ela tem tudo o que Carter queria: casa, amigos e uma vida "normal". E ele, o que ela mais deseja: conviver com o pai. Depois de tanto tempo separados, os irmãos não tinham praticamente mais nada em comum. Na noite de Natal, em uma visita ao British Museum, o pai fez uma promessa de que tudo voltaria a ser como antes. Mas seu plano dá errado, e os irmãos acabam assistindo ao momento em que um personagem misterioso desaparece com o egiptólogo e provoca uma explosão magnífica. Para salvar o pai, os irmãos embarcam em uma perigosa jornada, na qual descobrem que os deuses do Egito Antigo foram despertados e algo terrível está para acontecer - e que tudo isso está relacionado com uma ligação ancestral entre os Kane e a Casa da Vida, ordem secreta que existe desde a época dos faraós.

Abraham Lincoln - Caçador de Vampiros - Seth Grahame-Smith

Indiana, 1818. Sob o luar que se insinua por entre a densa floresta, uma pequena cabana se destaca. Dentro dela, o pequeno Abraham Lincoln, com apenas nove anos, está ajoelhado ao lado da cama em que a mãe agoniza, acometida do que os antigos chamavam de “doença do leite”. “Meu pequeno bebê...”, sussurra ela antes de morrer. Anos mais tarde, o magoado Abe descobriria que o mal que vitimou sua mãe foi, na realidade, obra de um vampiro.

Esta empolgante história estará na tela dos cinemas, com produção de Tim Burton diretor de “Alice no País das Maravilhas”.


Como quebrar a maldição de um dragão - Cressida Cowell

Será que Soluço vai encontrar o antídoto para a picada da Vorpente Venenosa e ainda por cima derrotar o assustador Garra da Destruição? E ele conseguirá vencer o perigoso machado de Norberto, o Demente, para mais uma vez ser o herói da história?

Com muita ação, aventura e humor, a receita do sucesso Como treinar o seu dragão é seguida à risca no quarto lançamento da série escrita e ilustrada pela inglesa Cressida Cowell, autora premiada de obras infantis e infantojuvenis.



Nove plantas do desejo e a flor de estufa - Margot Berwin

Lila Nova, redatora de uma agência de publicidade recupera-se de um divórcio doloroso quando percebe que sua vida é igual à sua casa: comum, nova e vazia. Até que conhece o belo vendedor de plantas, David Exley, e resolve abandonar seu “mantra pessoal” — nada de animais de estimação, nada de gente, nada de problemas —, e descobre uma nova paixão, compartilhada pela autora: plantas.

Ela embarca numa viagem pelas florestas de Yucatán atrás de nove plantas místicas que trazem fama, fortuna, imortalidade e paixão. Sozinha na selva, é obrigada a aprender mais do que possa ter sonhado sobre si mesma.


Linhas - Sophia Bennett

Nonie é fascinada por moda e adora customizar as próprias roupas. Jenny, acaba de participar de uma superprodução do cinema ao lado do casal de atores mais quente de Hollywood. Edie, é a melhor da classe em tudo e aparentemente vai conseguir salvar o mundo antes mesmo de entrar para a faculdade (Harvard, evidentemente).

Quando as três amigas conhecem Crow, uma garotinha refugiada de Uganda que se veste com asas de fada e tutus de balé e tem um talento impressionante como estilista - mas também tem dificuldades para aprender a ler e sofre com a implicância de outras meninas da escola -, elas decidem ajudá-la, cada uma à sua maneira. Mas quem realmente está ajudando quem? Divididas entre o que parece ser o céu de qualquer fashionista e a causa humanitária das crianças na guerra civil de Uganda, elas acabam descobrindo que nada é mais importante que seguir os próprios sonhos.


Crepúsculo: Graphic Novel Volume 1 - Stephenie Meyer

Com mais de 100 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo, Crepúsculo, a consagrada série de amor e vampiros de Stephenie Meyer, ganha novo fôlego com o lançamento do primeiro volume de Crepúsculo: Graphic Novel. Em uma belíssima adaptação, feita sob a cuidadosa revisão da autora, a artista gráfica Young Kim uniu seu talento como ilustradora à linguagem ágil dos romances gráficos para dar vida aos personagens conhecidos pelos fãs da série. Tendo como base as descrições detalhadas de Stephenie, o resultado é um livro surpreendente, que traz Bella, Edward, Jacob e a cidade de Forks como nunca foram vistos.


A Intrínseca promete vários ótimos lançamentos para 2011 e nós estamos super ansiosas por todos eles. E claro que à medida que vão sendo lançados vamos falando mais sobre eles no blog, assim como as resenhas que em breve vão surgir por aqui. Então aguardem novidades e continuem de olho no House of Chick.

Beijão



Super Novidades no House of Chick

Heey gente!

Como vocês estão?! Hoje temos várias novidades aqui no House para passar para vocês.

Primeiramente tenho que contar que nossa equipe aumentou! Isso mesmo, nossa amiga Mariana, estudante de jornalismo que adora escrever e que vai ser uma escritora de muito sucesso em breve, vai fazer parte do House of Chick.

Além disso, quem nos segue no twitter deve ter visto a nossa alegria esses dias, quando descobrimos que conseguimos parceria com a incrível Intrínseca! O próximo post vai ser especial sobre essa nova parceria, fiquem de olho!

E para finalizar conseguimos algumas parcerias internacionais e algumas entrevistas, que vocês vão poder conferir esses dias pelo blog em uma nova coluna. Fiquem ligados porque são muito legais!

E muito em breve vamos ter algumas promoções!

As novidades não param por ai, mas o resto é segredo e vocês só vão poder saber depois.

Beijos



A Rainha da Fofoca em Nova York - Meg Cabot


OMG. Essas três letras definem bem esse livro pra mim. Essa é a continuação de Rainha da Fofoca, que já foi resenhada aqui no House. E eu gostaria de saber: se você ainda não pegou esse livro pra ler, o que está esperando?

Gente, como esse livro é uma continuação, alguns spoilers do primeiro livro vão ser citados, então se você não leu ou não quer saber o que pode ter acontecido, já está avisado, é melhor não continuar a resenha. hehe

A história conta, como o nome já diz, como passa a ser a vida de Lizzie Nichols em uma das cidades mais amadas do mundo, Nova York.

Depois de ter tido ilusões amorosas e ido à França com sua melhor amiga, Shari, e seu namorado Chaz, e conhecido Luke no trem e depois se apaixonado por ele, ela resolve dividir um apartamento com Shari na cidade grande, onde os quatro vão morar. Quando chegam lá, não encontram nenhum apartamento morável pelo preço que podem pagar. E além disso, Lizzie decide que quer trabalhar como restauradora de vestidos de noiva na Vera Wang, mas percebe que isso é bem difícil de acontecer.

Luke então decide chamá-la para morar com ele em um apartamento de sua mãe na 5ª Avenida. E Lizzie aceita, já imaginando que ele quer casar com ela, mesmo que o relacionamento deles ainda esteja no começo. Mas ela não quer morar lá sem dividir nada e resolve que vai ajudar, pagando um valor representativo, muito abaixo do que realmente seria. Mas só que Lizzie não tem dinheiro nenhum, como poderia pagar?
É ai que ela começa a trabalhar no escritório de advocacia do pai de Chaz, como secretária, ao mesmo tempo em que procura um emprego de restauradora de vestidos de casamento. E encontra. Mas eles não estavam contratando e ela resolve trabalhar de graça porque sabe que em breve vai mostrar a eles que vale o salário e por isso vai ter que trabalhar em dobro para provar isso.

No meio disso tudo sabemos que Lizzie não consegue manter sua boca fechada e acaba se metendo em diversas confusões, mas ela também acaba acertando em algumas coisas.
Meg acerta na história, nos divertindo com seus personagens e as situações pelas quais eles passam. Algumas cenas são hilárias. A gente fica querendo entrar na trama para pedir pra Lizzie não contar algo, ou então prestar atenção em outra coisa. Alguns acontecimentos que a gente não esperava ocorrem, o que nos surpreende totalmente. Pena que nesse livro teve pouco romance, o que eu adoro e por isso senti falta. Mas o final... Preciso voltar ao começo do meu texto para falar sobre ele: OMG! É totalmente surpreendente e nos deixa cheia de expectativas para saber o que e como as coisas vão acontecer no último volume desta ótima trilogia.

Bom, o livro é maravilhoso! Adoro a Meg, e essa é a minha série preferida dela. Inclusive é uma das minhas preferidas de tudo que eu já li na vida!

Apesar de que estou imaginando o que pode acontecer no último livro, pois ela já deu a entender que vai ocorrer, o que me deixa triste, pois não é o final pelo qual eu esperava, e com isso vai estragar a minha adoração pela série. Mas só nos resta aguardar, pois Meg consegue nos pegar de surpresa, então pode ser que eu goste, quem sabe? Só vou poder saber no segundo semestre desse ano, que é quando Rainha da Fofoca Fisgada vai ser lançado pela Galera Record.

Avaliação





Divulgação - Louco aos Poucos de Libba Bray

Heey Gente!

Já viram o novo lançamento da Editora iD?

É o livro Louco aos Poucos da autora Libba Bray, já conhecida no Bra

sil por seus livros Belezas Perigosas e Anjos Rebeldes, que fazem parte de uma trilogia e foram publicados pela Rocco.

O livro conta a história de Cameron Smith, um adolescente de 16 anos que é diagnosticado com a "doença da vaca louca" e que por isso vai morrer. Até que ele encontra Dulcie, uma garota-anja que o encoraja a sair em busca da cura ao mesmo tempo em que tem que salvar o mundo.

Durante sua jornada, Gonzo, um garoto anão neurótico, e Baldes, um deus viking aprisionado num corpo de gnomo de jardim, se juntam a ele, refletindo sobre questões profundas e percebendo que a vida é uma jornada psicodélica que vale a pena.

Esse é o lançamento de janeiro da iD. Para quem se interessou, podem ler duas páginas do livro, baixando aqui.

A capa brasileira é linda! Dá de mil a zero na original na minha opinião. O trabalho gráfico da iD só nos surpreende cada dia mais. Qual será a cor de dentro dessa vez?

E para quem quiser ver também a quarta capa, está ai. Até essa capa ficou muito legal, os desenhos tem tudo haver com cada parte da sinopse.

Vou ser boazinha e colocar a original para vocês compararem e me dizer qual preferem.


Capa Versão Nacional


Quarta Capa


Capa Original



Beijos



Resultado da Promoção "Adeus Ano Velho, Feliz Livro Novo!"

Heey Gente!
Como vocês estão?! Espero que ótimos! E um Feliz Ano Novo para todos vocês!
Hoje, como vocês já sabem, é dia de resultado de promoção. Espero que estejamos fazendo os ganhadores ainda mais felizes! Haha

Primeiramente gostaríamos de agradecer a participação de todos, ficamos muito felizes ao ver o número total de participações: 1502!
Infelizmente não podemos premiar a todos como gostaríamos, mas obrigada por participarem!
A única coisa chata é que muita gente não leu as instruções que pedimos diversas vezes para prestarem atenção, e com isso teve gente desclassificada.
E olha que coisa, uma das ganhadoras foi sorteada três vezes! Hahaha
Mas como só poderia ganhar uma vez, o sorteio teve que ser refeito, e bom, acho que a sorte realmente estava com ela! ;}

E vamos ao resultado?!
Parabéns aos vencedores! Vou mandar um e-mail para cada um de vocês. E espero a resposta com seus endereços. Os que não ganharam dessa vez não fiquem tristes, já estamos pensando em várias promoções por ai, então fiquem de olho!

Beijos

Ganhadora Kit 04


Ganhadora Kit 03

Ganhador Kit 02


Ganhadora Kit 01